Metamorfose notável numa moradia à moda antiga

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

As recuperações permitem alterar a realidade de uma habitação, por mais obsoleta que seja, permitindo que a sua vida se prolongue no tempo. Porém, para pegar num projecto de reforma de uma habitação, é necessário analisar os diferentes problemas e compreender o potencial que lhe está inerente. A arquitecta italiana Roberta Castelli foi capaz de o fazer quando se encarregou desta villa construída há mais de 25 anos. Apesar de ainda ser perfeitamente habitável, a moradia carecia de ser modernizada, adaptando-se ao estilo de vida contemporâneo. Conheçamos o antes e depois através da seguinte selecção de imagens.

Antes: a cozinha

Quem não conhece uma cozinha assim? Possivelmente, muitos de nós, ainda frequentamos casas com este tipo de cozinha. Ainda que perfeitamente funcional, o seu estilo é obsoleto. Pelo menos agora. Há 25 anos atrás era a cozinha de sonho. Mas, as modas mudam e as famílias agora procuram outro tipo de espaço mais minimalista, claro e arejado e não com móveis pesados, paredes amarelo gema de ovo ou cerâmica antiquada. Ainda que relativamente grande, a cozinha estava cheia de objectos e de pequenas informações que só atrapalham os moradores.

Antes: a sala

Na sala, não faltavam todas as peças tradicionais: o sofá em couro escuro, uma poltrona com uma cor completamente desfasada em relação ao conjunto e uma mesa em vidro moderna sobre um tapete persa. As paredes com uma textura pergaminho eram o pano de fundo para vários quadros com motivos étnicos. Podemos assim dizer que, em termos decorativos, não há qualquer fio condutor neste espaço.

Depois: uma cozinha nova

A cozinha e a sala foram unificadas e dividem agora o mesmo espaço. Ganhou-se amplitude e comodidade. Como podemos comprovar pela imagem, o design minimalista resultou num ambiente contemporâneo muito agradável. Em primeiro plano, encontramos a cozinha cuja península cria uma compartimentalização conceptual em relação ao resto do ambiente. Repare que a península tem uma continuação para mesa, a um nível ligeiramente mais inferior. No extremo da zona de estar, a parede encontra-se revestida por um papel de parede com o mapa-mundi. Uma ideia muito original para criar profundidade e ritmo neste espaço. Chamamos, ainda, a sua atenção para os diferentes volumes no tecto que também ajudam a definir zonas com propósitos distintos.

Depois: uma cozinha nova – parte 2

Tentou-se criar um espaço com linhas rectas e volumes puros onde todos os elementos estivessem integrados, como é o caso do exaustor incorporado no tecto falso. Neste tecto, incluiu-se, ainda, um sistema de iluminação LED. Agora que vimos como ficou a cozinha, já nem nos lembramos de como estava antes tal é a diferença. Concorda?

Antes: sala de estar e escada

A antiga distribuição acolhia espaços como o que vemos na imagem. A partir deste loca, existe uma ligação com o nível superior através da escadaria. Os móveis escuros e o chão em tijoleira tornavam a sala demasiado pesada e pouco confortável.

Antes: sala de estar e escada – parte 2

Esta é outra perspectiva do espaço anterior. A sala de jantar era grande, mas anacrónica, e a paleta cromática tão escura que, mesmo com a luz a entrar pela janela, o ambiente é sombrio.

Depois: mantém-se a ideia do plano aberto

Como dizíamos antes, a reforma procurou relacionar os diferentes cómodos. A antiga sala de jantar é agora a sala principal da casa que se abre para a cozinha através de duas portas de vidro escuro e translúcido. Ambos os espaços se relacionam agora de forma mais fluida, mantendo-se permanente contacto visual.

Depois: aproveitar peças antigas

Para se mobilar a casa dentro do orçamento, aproveitaram-se móveis já existentes que, neste contexto, ganham uma vida completamente diferente graças às cores leves do espaço. Junto a eles, convivem novas peças com linhas mais modernas como é o caso da estante.

Depois: uma escada nova

Também a escada foi alterada e redesenhada com vista a encaixar melhor no novo contexto. Os degraus foram revestidos com a mesma madeira do chão e as paredes brancas fazem sobressair a iluminação moderna.

Antes: o quarto

No piso superior, encontramos os quartos. À semelhança das divisões sociais no andar de baixo, a atmosfera é escura e pouco acolhedora. Falta luz, falta cor, falta conforto. Ou melhor: faltava!

Depois: o quarto

Moderno, luminoso, cómodo e funcional. É assim este quarto após a intervenção dos profissionais. Com o novo projecto, a atmosfera tornou-se mais quente e elegante, destacando-se o jogo de texturas e de cores. O bege e a iluminação estrategicamente colocada consegue envolver o quarto num clima suave, sofisticado e com carácter.

Antes: a casa de banho

Terminamos este livro de ideias com a casa de banho cujo aspecto deixava muito a desejar. Os revestimentos, a louça de casa de banho e a decoração precisavam de urgente renovação para se harmonizarem com a nova imagem do resto da casa.

Depois: a casa de banho

A única coisa em comum com a casa de banho antiga é mesmo a cor azul céu. De resto, a casa de banho foi completamente alterada, sendo agora um espaço moderno e funcional. O espelho tem uma luz indirecta, ideal para criar um ambiente para os moradores se arranjarem ou tomarem um relaxante banho ao final do dia.

Esperemos que este projecto o tenha inspirado para, também você, dar uma lufada de ar fresco à sua casa. De 0 a 10, em quanto avaliaria esta transf...
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!