Entre dois Muros Brancos: Casas modernas por Corpo Atelier

Entrevista Exclusiva: Corpo Atelier

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Artigo Patrocinado
Loading admin actions …

Fale-nos um pouco sobre si / sobre a sua empresa.

Corpo é um jovem atelier de arquitectura e arte com escritório em Vilamoura, fundado em 2014. Trabalhamos essencialmente na escala da habitação e nos últimos dois anos quase exclusivamente na reabilitação de ruínas, sejam elas de habitações de campo ou casas em centros históricos das mais diversas escalas. Sendo um atelier pequeno, permite-nos um grande grau de liberdade nos projectos que aceitamos desenvolver, garantindo que cada projecto é de facto fruto de toda a nossa atenção e por isso muito singular.’

Projecto: 5 terraços e 1 jardim

Fruto desta abordagem o atelier tem recebido algumas distinções e prémios nacionais, como a menção honrosa para arquitectos com menos de 40 anos do prémio Concreta no passado ano, ou uma exposição a solo sobre o nosso trabalho na galeria de arquitectura do Porto.

Projecto: 5 terraços e 1 jardim

​Como se inspira quando tem um novo projecto em mãos?

Cada inicio de projecto passa muito por uma análise quase exaustiva tanto do cliente e das suas expectativas, como do próprio lugar da intervenção. As respostas iniciais passam sempre criar uma base que, da melhor maneira possível, respondam de forma justa a estes dois factores. Posteriormente poderão vir referências nossas pessoais que trabalhando em conjunto acabam sempre por vir ao de cima e são as mais variadas.

Projecto: Paredes de betão entre pinheiros bravos

Existe principalmente uma grande aproximação do nosso trabalho a processos artísticos, não tanto nas suas formas mas nos conteúdos e nas reflexões que promovem. Essa intenção de aproximar o campo da arte do da arquitectura, ainda que estando perfeitamente a par das diferenças entre si, ajuda-nos a compreender melhor o que estamos a criar.

Projecto: Paredes de betão entre pinheiros bravos

Existe alguma característica presente em todos os seus projectos? Materiais preferidos? Alguma imagem de marca?

Creio que nos interessa muito a questão da percepção do(s) utilizador(es) aquando a experimentação do edifício, ou seja, a forma como este se vai mover e quais os estímulos que o espaço que desenhámos lhe oferece. Assegurando numa primeira fase tudo o que são questões práticas e funcionais, interessa-nos que a utilização do edifício seja dinâmica e interessante nos vários espaços – que tipo de luz temos numa determinada área, como é a transição entre os vários espaços, que enquadramentos visuais conseguimos com a abertura de uma janela num ponto especifico, etc. Em cada projecto isso acontece de forma diferente pois tem muito que ver, como referi anteriormente, com a atenção ao lugar da intervenção, seja ele um terreno ou uma ruína.

Projecto: Entre dois muros brancos

No nosso primeiro projecto, de uma ruína em Sernancelhe, a experiência de subir a escada que desenhámos é um dos principais aspectos do projecto. À medida que a subimos vamos tendo uma percepção diferente do espaço da casa (porque o vemos gradualmente de um ponto mais elevado), assim como do exterior pois cada janela que vemos a partir da escada aponta para uma árvore especifica no exterior. Acreditamos que conseguir esta relação forte entre função, experiência e lugar são essenciais num projecto de arquitectura e tentamos que isso esteja presente em tudo o que fazemos.

Projecto: Entre dois muros brancos

Qual o seu objectivo principal quando cria um projecto?

O primeiro e possivelmente mais essencial objectivo passa sempre pela organização funcional do projecto, ou seja, garantir que é funcional e corresponde na medida do possível às expectativas do cliente, sem isso não há projecto. Assim o objectivo é sempre o de assegurar isso e apenas posteriormente, tratar as questões que referi à pouco – a experiência e identidade do edifício. É algo que não nos podemos distanciar enquanto arquitectos, a questão da função, mas que por outro lado compreendemos como apenas uma parte de um projecto de arquitectura, à qual se deve seguir “algo mais”.

Projecto: Estrutura de Madeira dentro de Paredes de Pedra

Cada projecto tem um novo dono, uma nova família. Como se envolve com os mesmos?

O sucesso de um projecto, que muitas vezes se atribui quase exclusivamente ao arquitecto ou conjunto de arquitectos, passa muito pelo cliente. Este é, de alguma forma, o primeiro arquitecto. É ele quem escolhe o lugar, determina os pontos essenciais do projecto e participa activamente no seu desenvolvimento com os seus comentários até à realização do mesmo. Assim o cliente é quase um membro da equipa, com um papel especifico dentro da mesma, e como tal a interacção tem que ser muito próxima e honesta. Por sorte ou não, os nossos clientes são até ao momento pessoas fantásticas com quem temos muito prazer em discutir ideias pois percebem a nossa paixão pelo que fazemos e respeitam quando oferecemos uma opinião fundamenta que poderá ser diferente do ponto de vista que tinham inicialmente, assim como nós procuramos sempre oferecer-lhes o melhor projecto possível dentro das restrições que temos que enquadrar.

Projecto: Estrutura de Madeira dentro de Paredes de Pedra

Como imagina as casas do futuro e como aos seus olhos deveriam ser?

É certo que a dimensão tecnológica tem vindo, cada vez mais, a ter um papel importante no conforto das casas, dentro das várias possibilidades que oferece. Ainda assim, não creio que essa dimensão irá revolucionar grandemente o desenho de uma casa. A estrutura de organização de uma casa continuará a ser igual, continuaremos a precisar de um espaço para dormir, uma zona para preparar alimentos, um espaço para higiene e se possível um espaço para estarmos com outras pessoas. A forma como tudo isto se organiza pode ser a mais variada, podem estar separadas fisicamente ou acontecer tudo num espaço amplo, mas a tecnologia não irá alterar isso, apenas poderá facilitar nalguns pontos. As casas, na sua essência, não mudam porque também nós não mudamos aquelas que são as necessidades básicas.

Projecto: Estrutura de Madeira dentro de Paredes de Pedra

Encontre inspiração para casa!