Fantástica transformação de uma casa antiga

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Há momentos na vida em que precisamos de fugir da vida caótica da cidade e procurar refúgio no sossego do campo, de um espaço silencioso, calmo e relaxante para onde possamos fugir e passar os fins-de-semana juntamente com amigos e familiares. 

A casa que lhe vamos mostrar esteve durante anos a ser utilizada de forma precária e, por isso mesmo, necessitava de uma nova roupagem, mais fresca, moderna e elegante. Trinta anos depois da sua construção e sem nunca ter sofrido qualquer remodelação, esta casa vai conhecer uma mudança radical e passar de um lugar vazio de personalidade e estilo a um espaço impressionante, pleno de conforto, modernidade e elegância. 

Venha conhecer este magnífico projecto de remodelação pelas mãos do gabinete Beat Nievergelt GmbH Architekt

Antes: uma cozinha sem vida

Na imagem que lhe mostramos é possível ver um cozinha onde não existe qualquer plano ou ideia decorativa. Um espaço que à época foi criado apenas e só para servir a sua função e assim se manteve durante décadas. A madeira e o alumínio assumem-se como materiais em maior destaque mas sem capacidade, força ou personalidade para transmitir qualquer tipo de cor ou vida à casa. A cozinha ainda conta com as paredes revestidas a azulejos, mas até esses foram escolhidos de forma pouco feliz tendo em conta o ambiente em questão. Este é um espaço lotado de elementos dispensáveis e sem brilho decorativo, algo que vai mudar graças à originalidade e criatividade dos profissionais responsáveis pelo projecto.

Depois: uma nova cozinha

Temos a certeza que, depois do que viu na primeira imagem, não estava à espera de uma transformação assim. A nova cozinha foi projectada com combinações de cores e elementos próprias da modernidade. A ilha situada no centro do espaço, assim como o amplo armário branco que ocupa uma das paredes, são os grandes destaques de uma área extremamente funcional e ganham maior força pelos contraste de branco e negro que proporcionam. O projecto baseia-se na simplicidade do branco que se funde de forma subtil e elegante com o quente castanho do piso. O arquitectos do estúdio Beat Nievergelt Architekt foram os responsáveis por esta magnifica remodelação e por um espaço novo, elegante, moderno, prático e funcional, onde os ideais e características do design escandinavo se respiram a cada passo.

Antes: sala de jantar sem personalidade

Construída para ser uma sala de jantar, esta é uma área onde as marcas do tempo e o desleixo são bem visíveis. A decoração mantém-se fiel às tradições e modas da época em que foi construída e destaca-se o longo banco de madeira de pinheiro que se perde num papel de parede desbotado e sem expressão. Em toda a área se sente um ambiente triste e pavoroso que se acentua ainda mais com a presença dos bonecos que “habitam” o espaço. Imagina-se a passar os seus fins de semana numa casa como esta?

Depois: uma área de jantar integrada na cozinha

A área de jantar é integrada na cozinha. Esta distribuição de espaço é comum nos projectos modernos de arquitectura que privilegiam áreas fluidas que ampliam o espaço e permitem às famílias comunicar mais facilmente. A mesa em madeira aparece rodeada por cadeiras azuis que surgem enquanto apontamento de cor num espaço onde a sobriedade do branco prevalece. Esta é uma quebra radical em relação à imagem anterior antiquada, inestética e melancólica.

Antes: sótão e casa das máquinas

Quando vamos para o último andar do sótão, somos confrontados com uma atmosfera crua. Abundam máquinas e tubos na parede e no tecto. Em boa verdade, as águas-furtadas parecem uma qualquer fábrica abandonada. Neste espaço, encontramos ainda objectos aleatórios como uma cadeira desdobrável e uma bicicleta estática que, sejamos francos, localizada neste sítio, não convida nada à prática de desporto.

Depois: um espaço bonito

A sério que é o mesmo sítio? Sim, é mesmo! A versão anterior - caótica e desagradável – deu agora lugar a um espaço útil e funcional. As paredes, os armários e as portas são superfícies lisas pintadas em branco, assegurando assim a sensação de amplitude. Os tectos falsos escondem todos os cabos e tubos que existiam. À semelhança das divisões anteriores, também o piso é em madeira laminada em tons claros.

É uma incrível transformação, não acha? A casa está irreconhecível. Passou de casa de terror a casa de sonho! Deixe-nos a sua opinião!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!