por homify

Como limpar humidade das paredes para que não volte nunca!

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Loading admin actions …

Tem um monstro na cave! Ou na parede do quarto. Ou na cozinha, ou na casa de banho… Tem um monstro viscoso, preto, esverdeado, espalhando-se nas gotículas de humidade que se condensam nas paredes de sua casa. Um ser quase alienígena, feio e mal cheiroso, que deixa o seu fedor a bafio por onde passa. Tem humidade e bolor nas paredes de sua casa!

Mas se está à espera do cavaleiro andante que vai acabar com o monstro desengane-se. A demanda terá de fazê-la sozinho, e garantimos desde já que não será uma guerra fácil!

O bolor é um fungo que se instala um pouco por toda a casa, desde que haja humidade e pouca luz direta, causando rinite, sinusite, crises alérgicas e até eczemas aos habitantes, pelo que tem de ser eliminado. 

Hoje vamos descobrir como podemos limpar o bolor das paredes e as soluções para impedir que ele volte a aparecer. Apressemos as armas que a batalha espera-nos!

Humidade e bolor – a relação fatal

Se ainda está a pensar sobre o que será que faz aparecer aquelas manchas escuras nas paredes, nós explicamos! 

O bolor das paredes é um fungo, que cresce sobre as superfícies e se espalha através de esporos. Estes esporos (pequenas bolinhas que são como que sementes do fungo) estão presentes no ar, são transportados pelo vento e são muito resistentes ao calor e ao frio, pelo que existem sempre uns milhões em qualquer ambiente interior. Esses esporos não se conseguem ver a olho nu, a não ser quando estão em muito grande número, sob a forma de pó.  

O fungo em si geralmente não é tóxico, mas os seus esporos podem causar aquelas doenças respiratórias e cutâneas que referimos na introdução. Mas para além dos danos causados à saúde, o bolor também danifica seriamente as superfícies onde se instala. Ele cresce através de hifas que penetram nas superfícies, e este crescimento ao longo do tempo destrói os revestimentos das paredes e dos tetos, e em última análise pode danificar permanentemente, se for feita de um material sensível. O que acontece mais frequentemente é os revestimentos ficarem estragados, descascados, estalados ou no mínimo manchados. Quanto mais profundo o crescimento do bolor atingir da superfície, maior será a extensão dos danos e mais difícil será ver-se livre dele. E, sejamos sinceros, o cheiro é mesmo desagradável! 

Mas para haver bolor numa casa não basta existirem ali esporos, uma vez que já percebemos que eles estão por todo o lado. É preciso também haver humidade, alimento, temperatura agradável e pouca luz solar direta. Quanto à comida ele fica satisfeito com materiais de construção, de que são feitas as nossas casas. E a humidade, bem, aparece naturalmente pela própria habitação nos espaços, e se a ventilação não for a melhor condensa-se nas superfícies.  

As paredes, os tetos e os rodapés, sobretudo de espaços mais húmidos, como a casa de banho a cozinha, são áreas geralmente mais frias do que o ar ambiente, o que faz com que a humidade se deposite ali, acabando por se infiltrar e escorrer, proporcionando um ambiente perfeito ao crescimento do bolor.  Já sabemos como se forma. Agora a homify ajuda-o a descobrir como se limpa!

Como limpar

A limpeza não é fácil e pode nem sequer conseguir fazer desaparecer o bolor na totalidade, incluindo as suas marcas negras.

Embora o bolor não seja tóxico, o mais seguro é fazer toda a limpeza usando uma máscara para se proteger de respirar os esporos que se vão libertar, evitando as alergias respiratórias e cutâneas. 

Por outro lado, mesmo os detergentes naturais podem ser bastante agressivos para a pele, pelo que uso de luvas é altamente recomendado.

No que respeita à roupa certifique-se de que esta cobre bem o seu corpo, e de que pode ser descartada, pois há fortes possibilidades de que os produtos de limpeza as danifiquem permanentemente.

As paredes são altas e pode precisar de um escadote. Mas tenha muito cuidado! Utilize um escadote com segurança contra fecho intempestivos e antiderrapante. Uma queda desamparada para trás, mesmo que de uma altura pequena, pode ser extremamnete perigosa!

Os produtos químicos

Havia uma rábula de um programa de humor na RTP em que a farmacêutica perguntava se queria um produto químico, natural ou assim-assim. Nós escolhemos os químicos para começar! 

Não é que os outros não sejam químicos também, afinal tudo se explica de forma química, mas são produtos menos agressivos, com proveniências naturais, e com menos impacto no meio ambiente. Mas vamos então falar dos detergentes.

O mais conhecido é o hipoclorito de sódio. O quê? A vulgar lixívia! 

O cloro da lixívia mata o bolor na sua totalidade, incluindo os esporos. Mas, é como já sabemos, tem aquele cheiro intenso que tantos não aguentam, é irritante para a pele e para as vias respiratórias, e estraga as roupas onde cai. Para limpar as paredes com lixívia aconselhamos a que faça uma diluição de metade produto e metade água, coloque a mistura num borrifador e aplique diretamente nas superfícies, tomando as precauções referidas atrás. Aguarde cerca de 10 minutos e utilizes uma esfregona plana para enxaguar. Pode acontecer descoloração em superfícies mais frágeis e em tontas coloridas.

A água oxigenada também é bastante eficaz na luta contra o bolor das paredes, em especial em manchas ainda pequenas. Molhe um pano com a água oxigenada e embeba bem o bolor com ela. Depois aguarde 15 minutos, esfregue com uma escova e seque bem. 

E por fim temos um grande número de formulações anti-bolor no mercado, que pode experimentar. Tenha em atenção as medidas de segurança, lendo os rótulos e aplicando o que ali está especificado.

Os produtos naturais

Agora passamos aos naturais e aos assim-assim!

O bicarbonato de sódio é um produto químico, claro, mas é utilizado há imenso tempo na cozinha com aplicações que vão desde a pastelaria, para fazer os bolos crescer, até a fixação das cores dos vegetais. No entanto o bicarbonato de sódio também é um excelente aliado na luta contra o bolor. 

Para manchas pequenas junte três partes de bicarbonato e uma parte de água, e aplique-a sobre as manchas de bolor com uma esponja, assegurando-se de que cobre sua totalidade mais uma pequena margem. Deixe atuar pelo menos uma hora e lave muito bem. 

Para manchas maiores dilua uma chávena de bicarbonato num litro de água quente, e use a solução como detergente, ensopando a superfície. Deixar actuar duas horas, limpar e seque bem.

Outro produto com bastante eficácia na limpeza do bolor, e sem toxicidade. O princípio activo na luta contra o fungo é o ácido acético e é bastante eficaz, o seu único contra é mesmo o cheiro! Então assim que vir uma mancha de bolor ensope-a de vinagre de vinho branco, ou especial de limpeza, para não manchar ainda mais. Pode usar vinagre em todas as divisões da sua casa, mas o cheiro que vai ficar durante dias. Este método para acabar com o bolor é excelente, bastante eficaz, muito barato, e é uma opção ecológica, inócua para o ambiente. Mas tenha cuidado, pois o ácido do vinagre causa manchas em pedras como o mármore e o calcário! 

O sumo de limão tem um efeito semelhante ao vinagre, com o benefício de cheirar muito melhor, por isso em quartos e salas, em manchas pequenas, o limão é uma alternativa perfeitamente aceitável para ele.

Depois pintar

Muitas vezes a única solução para as paredes manchadas é uma boa pintura. No entanto isto não pode ser feito de ânimo leve, pois a pintura de nada servirá se o problema do bolor não tiver sido muito bem tratado antes.

Numa área húmida a tinta de parede normal e a simples pintura não são suficientes. Primeiro é preciso acabar com a origem da humidade, depois é fundamental limpar todos os vestígios de bolor, a seguir deve-se dar um primário antifúngico, e apenas no fim destes passos se deve aplicar a tinta final!

Se está com dúvidas sobre o tratamento a dar às suas paredes com bolor, não hesite na contratação de um profissional!

A solução final

Para acabar é importante deixar um aviso: – não vai conseguir acabar com o bolor nas suas paredes apenas com limpeza e tinta. É fundamental tratar das causas que provocam a condensação da humidade em sua casa, causando por isso o aparecimento do bolor. E para isso temo um artigo bem completo! Não deixe de ler ’Ideias e segredos para reduzir a humidade em sua casa’.

Conhece este filme de terror?
Habitações  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Peça a sua consulta grátis

Encontre inspiração para casa!