De patinho feio a cisne

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Todas as verdadeiras histórias de encantar terminam com um final feliz. Este é mais um desses casos: uma velha casa de campo que sofreu uma transformação sem precedentes, tornando-se num maravilhoso refúgio para toda a família. É difícil acreditar que o antigo celeiro em ruínas é agora uma casa acolhedora ao melhor estilo escandinavo. Os arquitectos Anna e Anatoly Kuczynscy, em cooperação com Agnieszka Suchora, inspiraram-se na paisagem da ilha dinamarquesa de Bornholm e criaram uma casa que faz qualquer um sentir-se bem-vindo e confortável.

Celeiro em ruínas

Os proprietários compraram um lote de terra no lago Mazury, uma zona de antigos edifícios agrícolas. A maioria estava em tão mau estado que não dava sequer para reconstruir. Apenas este edifício, que anteriormente serviu de estábulo, apresentava um certo valor e possibilidade de recuperação e foi por isso mesmo ele que serviu como base para a casa que se criou. No entanto, foi necessária uma extensa reconstrução e um competente fortalecimento da estrutura do edifício, tornando-o adequado para habitação.

A casa

Baseado na estrutura de madeira original, o edifício foi construído quase do zero. O isolamento das paredes foi melhorado a partir de isolamento em folha permitindo que a casa pudesse ser usada durante todo o ano, independentemente da estação. Durante a demolição do edifício, os profissionais descobriram uma maravilhosa estrutura de tijolo antigo que decidiram manter, o que encaixa na perfeição com a madeira e o reboco branco. Trata-se de uma peça rústica e de estilo tipicamente rural.

De espaço não habitável a casa confortável

A base da construção era um celeiro não habitável, não só por causa do seu mau estado, mas também pelo tamanho. O celeiro localiza-se num pitoresco lote de 3000 m², bem perto de um conjunto de lagos famosos na região. Os arquitectos decidiram aproveitar o espaço do terreno ao máximo, aproveitando a idílica localização e tornando-o num espaço habitável e funcional.

Como um quadro

Numa das extremidades da nova casa, foi construído um magnífico terraço de madeira que se encontra a apenas alguns passos do lago. O terraço foi coberto para que pudesse ser usado mesmo em dias de mau tempo. Na imagem, podemos ver a pequena moradia em todo o seu esplendor e a área rural onde se encontra. Um local perfeito para uma fuga à confusão e ao caos da cidade e o espaço ideal para aproveitar a tranquilidade da natureza.

Vista do terraço

Como podemos ver, a casa está a uma curta distância do lago. Do terraço tem-se uma bela vista sobre a água que surge por entre as árvores. Um cenário perfeito para descansar do dia-a-dia. Uma simples mesa de madeira e um conjunto de cadeiras de vime em seu redor e está criado um nicho de charme único e indescritível.

Materiais

Embora durante o processo de reconstrução tenham sido feitos esforços para manter o maior número possível de características do edifício original, o estado em que este se encontrava obrigou a uma autêntica renovação e restauração. O estuque velho e gasto foi removido, as telhas foram limpas e, em certos casos, substituídas, e as paredes foram pintadas de um imaculado branco. Foi até mesmo possível comprar os azulejos que estavam em falta ao proprietário da casa vizinha.

Entrada charmosa

Nesta imagem, apresentamos a maravilhosa entrada da renovada casa. Embora tenha sido completamente renovada, mantém características originais que a ligam de forma quase umbilical à paisagem rural. Como exemplo disso, podemos focar-nos na porta vermelha tão característica dos celeiros ou estábulos da região. A porta marca o carácter campestre e rústico da fachada e contrasta com a estrutura de vidro transparente colocada sobre a madeira ao seu lado, destacando-se como ponto de referência.

Típico interior de celeiro

Antes da metamorfose, o interior apresentava-se como um típico celeiro. Os característicos tectos em vigas de madeira sustentavam o telhado, o que obrigou a um melhor isolamento e ao reforço da sua estabilidade. O que está claro, olhando para esta imagem, é o facto de que o interior não era minimamente adequado para habitação.

Uma mudança impressionante

O resultado da metamorfose do interior é surpreendente. Todas as suas superfícies, incluindo o tecto de madeira, foram pintadas de branco, oferecendo uma maior sensação de luminosidade e espaço. Do interior da casa é possível ter um contacto directo com o terraço, através das amplas estruturas de vidro que ocupam uma das paredes. Essas grandes janelas e portas oferecem muita luz natural ao espaço e permitem uma adequada ventilação.

O interior da sala está decorado num estilo escandinavo, em tons de branco, com peças elegantes e confortáveis. Contrastando com a pureza do branco, um fogão preto cumpre não só o papel de aquecer o interior do ambiente, como também o decorativo, dando um toque fundamental num interior de atmosfera tão única.

Cozinha

Antes da renovação do interior do celeiro, este era o estado do espaço que posteriormente foi transformado em cozinha. Um autêntico depósito de lixo e objectos inúteis sobre um chão em terra, de aspecto particularmente desagradável. Olhando para a imagem, é difícil acreditar que nesta área se poderia criar um local confortável e elegante.

Uma cozinha moderna e com vista

A moderna cozinha foi disposta de forma a ser uma área funcional. Existem inúmeras superfícies de trabalho e muito espaço de armazenamento. A decoração foi feita de forma a trazer para o interior uma sensação verdadeiramente rústica, criando uma combinação intrigante com os detalhes modernistas do ambiente. Um elemento fundamental da cozinha é, no entanto, a longa janela que enche o espaço de luz natural e ar puro e que, ao mesmo tempo, permite uma vista fantástica sobre o campo.

Sala de jantar

Também neste espaço se decidiu manter determinados elementos do edifício original, sendo a parede de tijolos a melhor prova disso. No entanto, foi pintada de branco, oferecendo um aspecto que facilmente associamos à estética escandinava. As prateleiras brancas são o lugar perfeito para guardar acessórios, atribuindo-lhes um carácter decorativo. Uma mesa simples de madeira rodeada de cadeiras brancas ajuda a tornar a atmosfera do espaço única, delicada e acolhedora.

Quarto rústico e elegante

Para terminar, vamos ver o quarto onde reinam os tons de branco sujo. As tábuas de madeira usadas na cabeceira da cama são o fundo ideal para a mobília do quarto. A decoração está repleta de elementos rústicos e até antigos como é o caso das mesas de cabeceira. Os tecidos elegantes e a adição de elementos complementares, como os cestos de verga, reforçam ainda mais o carácter agradável e acolhedor da área.

O que achou desta transformação? Ficou inspirado para construir o seu refúgio de sonho? Deixe-nos os seus comentários. 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!