Portas de correr de madeira – a alternativa às suas portas tradicionais

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Andar Modelo - Oeiras Traço Magenta - Design de Interiores Corredores, halls e escadas modernos
Loading admin actions …

Na maior parte das casas as portas comuns, de puxar são rainhas e senhoras de entradas e saídas. De madeira, na sua maioria, mas também de MDF com acabamentos específicos, as portas simples têm tantas opções que nos deixam muitas vezes alheados de outras opções. Mas elas existem! 

As portas de correr são escolhas muito viáveis e com algumas vantagens, mas muitas vezes não são escolhidas por desconhecimento de quem procura. 

Se está a planear a sua casa nova, uma renovação ou apenas tornar um espaço mais prático saiba que as portas de correr podem se a alternativa certa para si. E para saber tudo sobre elas a homify traz-lhe este artigo! 

Aqui vai encontrar as vantagens e desvantagens das portas de correr de madeira, que tipos existem para o interior, as opções estéticas disponíveis no mercado e até o preço com que pode contar na hora de comprar. Não vai querer deixar de descobrir mais esta alternativa para o design de interiores na sua casa!

Vantagens das portas de correr de madeira

Provavelmente nunca pensou nesta alternativa, mas a verdade é que as portas de correr têm muitas vantagens em relação às portas comuns, de puxar: 
- a principal vantagem será mesmo a poupança de espaço. Se pensar bem as portas comuns acabam por necessitar da sua largura em raio de abertura livre, o que significa que fica com uma área que não pode aproveitar, mobilar ou decorar. Esta característica torna estas portas nas estrelas dos espaços mais pequenos, possibilitando a sua total funcionalização;  

- Além da poupança do espaço de abertura, as portas de correr também dão a sensação de maior amplitude devido à sua pouca espessura e ao design leve; 

- Têm uma manutenção simples (tão simples como a das portas tradicionais; 

- Têm uma abertura simples, de empurrar e puxar por deslizamento, o que as torna perfeitas para espaços utilizados por pessoas com dificuldades motoras nas mãos e braços. 

- O facto de não exigirem espaço na abertura torna estas portas especialmente úteis para espaços utilizados por pessoas em cadeiras de rodas.

E as desvantagens!

Também têm algumas desvantagens, embora possivelmente não serão de molde a dissuadi-lo na hora da escolha: 

- Empenam e danificam-se com relativa facilidade, sobretudo quando comparadas com as portas de abertura tradicional; 

- Não são boas a isolar ruído nem temperatura. Na abertura estas portas precisam de um pequeno espaço que permite a passagem de ruído e frio, e a sua espessura fina também não ajuda. As portas de embutir, de que falaremos adiante, exigem uma parede oca que é menos eficaz a isolar;

- Podem ser menos resistentes a embates, sobretudo as mais finas, ou que tenham madeira e vidro na composição.

Tipos de abertura das portas de correr

Embora existem muitos sistemas diferentes, as portas de correr de interior podem dividir-se em dois tipos, embora haja portas que associam os dois sistemas:

- portas de embutir e portas de sobrepor. 

As portas de embutir abrem para dentro da parede. A sua instalação implica uma parede de gesso ou a abertura do espaço necessário para a porta recolher. Este sistema permite a criação de portas com designs muito parecidos com as portas tradicionais, o que as torna numa opção natural em obras de renovação onde a harmonização com as portas existentes é importante. A imagem anterior, do gabinete Traço  Magenta – Design de Interiores, é uma excelente inspiração para esta situação.

As portas de sobrepor são a escolha natural quando não são possíveis obras na parede, mas, ou ficam com os sistemas de deslizamento à vista, como na porta da imagem abaixo, ou terá de colocar uma sanca para tapar as calhas e carretos. As portas de sobrepor, também chamadas de bypass, podem ter uma ou das folhas, sendo que com duas uma delas sobrepõe-se à outra na abertura, e com uma folha esta sobrepõe-se à parede. Isto faz com que ocupem mais espaço do que as de embutir e pode colocar alguns entraves ao design e às decorações em madeira.

Sistemas de deslizamento e outros equipamentos

Os sistemas de deslizamento variam com o fabricante e com o design da porta, mas normalmente são constituídos por calhas e carretos que rolam sobre elas para fazer deslizar a porta. Estes sistemas podem estar à vista, como no exemplo da imagem, ou escondidos, como na imagem abaixo. Nas portas de embutir de madeira usualmente os sistemas de deslizamento estão ocultos por uma moldura também de madeira.

A escolha de deixar estes elementos à vista, ou não, depende muito do estilo que pretende imprimir no seu espaço. Em espaços simples e despretensiosos, ou com um estilo industrial, deixá-los à vista pode ser mais um elemento de interesse visual para conseguir a estética pretendida. Atualmente há uma boa gama de opções que lhe vai permitir encontrar sistemas de deslizamento que ajudem a tornar a sua porta de correr de madeira numa peça da decoração que compõe o conjunto que define o estilo.

Veja por exemplo o espaço da imagem. Num ambiente assente na dualidade ’branco e madeira, a porta de correr é feita da mesma madeira que os armários de cozinha, ajudando a estabelecer uma coerência visual mais harmoniosa. E como as cadeiras também têm elementos em metal, a calha e os carretos da porta surgem naturalmente como elementos bem integrados.

Mas há outros elementos que compõem qualquer porta, e que também têm de estar presente nas portas de correr: – os puxadores e maçanetas. As portas de correr, sobretudo as de madeira que permitem designs mais clássicos é possível ter puxadores e maçanetas idênticos aos das portas ditas normais. No entanto o mais normal é os puxadores serem em ranhura aberta na própria porta, o que é excelente quando o objetivo é poupar espaço.

Que acabamentos podem ter

Suite | Master Bedroom FMO ARCHITECTURE Quartos pequenos Branco
FMO ARCHITECTURE

Suite | Master Bedroom

FMO ARCHITECTURE

As portas de correr de madeira podem não ser totalmente de madeira, tendo por exemplo elementos em metal ou secções de vidro. Nestes casos a estrutura é feita de madeira natural ara dar maior resistência ao conjunto.

Também podem não ser feitas de madeira maciça, mas sim em contraplacado de madeira (usualmente MDF), e estas portas costumam ser mais leves e mais baratas do que as maciças, mas também são menos resistentes e menos isoladoras. Para manter a leveza da porta muitas vezes as folhas das portas são ocas, com uma estrutura em favos, e apenas têm um laminado de madeira.

Esta versatilidade faz com que ter uma porta de correr de madeira não tenha obrigatoriamente de ter um acabamento em tom de madeira natural, mas possa ter acabamentos mates ou brilhantes, em qualquer cor que se adeque à decoração escolhida para o seu espaço.

Em que ambientes ficam bem?

Moriguchi House AMALGAMA Salas de estar asiáticas Madeira
AMALGAMA

Moriguchi House

AMALGAMA

Nas fotos deste artigo já mostrámos como estas portas são versáteis quanto ao local onde são instaladas. As portas de madeira e vidro são excelentes para separar ambientes estabelecendo uma boa comunicação visual entre eles, e para deixar passar a luz. São muito utilizadas em espaços de cariz social, a separar salas e cozinhas por exemplo. À leveza natural das portas de correr alia-se a leveza visual do vidro e o resultado é fabuloso! 

Nesta imagem temos uma proposta ainda mais leve. Esta é uma porta de correr muito especial, de influências orientais em madeira de bambu e papel de arroz, numa proposta muito japonesa da portuguesa AMALGAMA.

House in Castle Street | Vila Nova de Gaia | Portugal Bastos & Cabral - Arquitectos, Lda. | 2B&C Cozinhas modernas
Bastos & Cabral – Arquitectos, Lda. | 2B&C

House in Castle Street | Vila Nova de Gaia | Portugal

Bastos & Cabral - Arquitectos, Lda. | 2B&C

As portas de correr de madeira totalmente fechadas são ótimas para ambientes mais privados, como quartos e casas de banho. Mas nesta proposta inusitada da Bastos & Cabral, Arquitectos, Lda. a utilização destas portas foi levada a outro nível. Sabe o que se esconde por detrás desta porta de madeira lacada de branco? Parece um armário, mas é a cozinha! Já imaginou as vantagens de ter um open space de cozinha e sala, mas poder fazer desaparecer a desarrumação da cozinha quando as visitas chegam?

Quer mais ideias para espaços abertos? Lia também o artigo ’Ideias para decorar a sua casa open space

Quanto custam as portas de correr de madeira?

E vemo-nos chegados à questão mais fundamental – quanto custa uma porta de correr? 

Se costuma ler a homify, e está a par do mercado de carpintaria e bricolagem, sabe que esta pergunta não tem uma resposta fácil. Os preços das portas de correr de madeira variam muito com o fabricante, com os acabamentos e com o material. Mas para referência podemos apontar para um valor a partir de 200 Euros para uma porta de correr em madeira de núcleo compacto, o material que descrevemos anteriormente, elaborado com duas finas folhas de madeira verdadeira assentes sobre uma placa de aglomerado de madeira, de folha única em sobreposição, incluindo as ferragens. (valor obtido por pesquisa em fornecedores de materiais de construção e bricolagem online)

Tem portas de correr em sua casa? De que material? 

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!