Jardim Bambus: Jardins rústicos por MUDA Home Design

Jardim na varanda: dê espaço à natureza mesmo no meio da cidade!

Sílvia Astride Cardoso – homify Sílvia Astride Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

As varandas com jardim são o escape ao ar livre perfeito, principalmente para quem vive no contexto urbano com todas as vantagens e desvantagens que isso traz. Estamos a falar de espaços acolhedores e que permitem relaxar e usufruir um pouco da natureza a partir do conforto de casa. Ao mesmo tempo, são áreas de dimensão relativamente reduzida e que, por isso mesmo, não obrigam a dispensar tanto tempo do dia-a-dia para a manutenção.

A localização da varanda em relação ao sol é fundamental para determinar o tipo de jardim, as suas plantas e a qualidade. Seja como for, nunca a varanda estará completamente à sombra por isso a impossibilidade de criar um jardim dificilmente se coloca.

Não hesite em avançar para um projecto destes e acrescente um recorte de natureza à sua casa. Mas antes disso, leia as nossas sugestões.

​1. Regras importantes

Se está a pensar criar um jardim na varanda da sua casa, lembre-se que há determinados factores que devem ser tidos em conta.

Antes de mais, não escolha qualquer tipo de planta ou de flor sem primeiro perceber a capacidade e condições de rega que vai ter. Tendo em conta que se trata de uma varanda, é fundamental saber de onde vem a água e para onde vai depois de regar – não se esqueça dos seus vizinhos. É, também, elementar analisar o tipo de varanda que tem, a forma como está construída e as condições de segurança da mesma. A construção deve estar bom estado e não ser sujeita a um peso superior à capacidade que tem. Além disso, importa que a drenagem seja eficaz para que os materiais não comecem a perder qualidade e resistência.

Tratando-se de um local de lazer e de conforto, a decoração é uma parte importante do projecto. Cuide da varanda como se de um espaço interior se tratasse e escolha bem os elementos naturais e decorativos que vão dela fazer parte. Incorpore no ambiente plantas em vasos e canteiros bonitos e de forma organizada, uma ou outra floreira, cadeiras e sofás próprios para exterior e, como não podia deixar de ser, uma boa iluminação.

O aproveitamento do espaço é igualmente indispensável para que este propicie funcionalidade e conforto. O fácil acesso e circulação são essenciais. Tendo em conta que os espaços são habitualmente reduzidos, procure utilizar não só o chão, mas também as paredes, suspendendo vasos, instalando pontos de luz ou utilizando plantas trepadeiras.

Apesar de os jardins em varandas exigirem menos manutenção e trabalho do que um jardim normal, não quer dizer que possam ser negligenciados. Dedique-lhes o tempo necessário e, se a falta de tempo for um problema, então escolha plantas mais resistentes como cactos ou suculentas.

​2. Dicas para inserir um jardim na sua varanda

Um jardim na varanda pode ser tão simples ou complexo, tão barato ou caro quanto desejar. Tudo vai depender da forma como o quer projectar, do espaço que tem disponível para o fazer, do clima da região onde vive, da quantidade de sol e do dinheiro que pretende gastar. A grande vantagem é que existem plantas de todos os preços e que se adaptam a diferentes condições de clima e espaço.

Mesmo que possua um espaço de varanda reduzido, é possível criar um jardim funcional e agradável. Os parapeitos das janelas, as grades e até as escadas de incêndio podem facilmente ser transformadas em pequenos focos de natureza. Pense no espaço como um todo e sem nunca esquecer todas as suas superfícies e possibilidades e considere a projecção de áreas verdes horizontais, verticais e até suspensas.

Como já referimos anteriormente, o sol é um factor fundamental para o crescimento e para a sobrevivência do seu jardim. Numa varanda, esse factor ganha mais relevância porque, tratando-se de um espaço urbano, pode estar a ser bloqueado pelos edifícios vizinhos. O ideal é avaliar a intensidade e a quantidade de sol que a sua varanda recebe ao longo do dia de modo a escolher de forma adequada a quantidade e o tipo de plantas e flores que irá plantar.  

A temperatura e o vento serão outros factores de extrema importância na “saúde” do seu jardim de varanda. 

O calor ou o frio são agentes decisivos para escolher as plantas apropriadas. Por exemplo, se viver num local de muito calor, pode apostar nas suculentas. Por outro lado, se vive num clima frio, as orquídeas são uma boa escolha.

Já vento seca as plantas rapidamente, o que obriga a uma rega mais frequente e a maiores cuidados de manutenção. No caso de viver numa zona ventosa, poderá apostar em plantas de maior porte e que sejam resistentes a esse factor ou, por outro lado, criar uma estrutura que corte o vento e proteja as plantas mais frágeis. 

Por fim, e como em todos os projectos que queremos levar a cabo, há que ponderar o orçamento. Qual o orçamento que tem disponível para o seu jardim? A resposta a esta pergunta vai determinar o tipo de espaço. Seja como for, vale realçar que não é necessário gastar uma fortuna para criar um jardim confortável, agradável e funcional. Procure objectos em feiras ou lojas de segunda mão e olhe com outros olhos para as coisas que tem em casa porque, em última análise, tudo pode ser transformado num recipiente ou elemento decorativo. A imaginação é fundamental.

3. Tipos de jardim

De acordo com o espaço da varanda e com o estilo com que se identifica, existem vários tipos de jardim que pode construir. A forma como o espaço for configurado e a criação de um ambiente agradável serão fundamentais para o seu bem-estar.

Jardins verticais: os jardins verticais são ideais para áreas de dimensão reduzida. Trata-se de uma forma funcional e inteligente para tirar partido da superfície vertical e assim criar planos de natureza refrescante que acrescentam valor à varanda. Para a criação deste tipo de jardim, podem ser usadas estruturas de ferro ou madeira que servirão como suporte a vasos e a outros recipientes que alberguem as plantas. Esta forma de gerir o espaço permite depois aproveitar o plano horizontal para decorar e até equipar a varanda com mobiliário.

Jardins com vasos e floreiras: os vasos são os objectos mais comuns para a criação de um jardim numa varanda. A vantagem deste objecto é estar disponível nos mais diversos tamanhos, formas e materiais, o que faz com que se ajuste de forma extremamente eficaz a qualquer espaço e a qualquer estilo. Aposte nos vasos mais clássicos para um estilo mais rústico, em vasos de linhas rectas e duras para um estilo mais moderno ou até numa mistura de estilos e formas que ficarão sempre bem. Também as floreiras serão um útil e funcional objecto para albergar plantas no jardim da sua varanda, ajudando assim a aproveitar da melhor forma zonas que aparentemente são mais esquecidas: as grades de segurança.

Jardins com vasos suspensos: tal como os jardins verticais, também os vasos suspensos são uma excelente solução para varandas pequenas. Uma vez mais, estaremos a tirar o máximo partido do plano vertical, deixando o horizontal mais livre para a decoração e até para a circulação. Afinal de contas, um jardim demasiado preenchido, especialmente num espaço pequeno, torna-se confuso e nada funcional. Felizmente, hoje em dia, existem inúmeras formas de suspender os recipientes das suas plantas, ficando a escolha e a decisão final entregue ao seu gosto e estilo.

Jardins com plantas trepadeiras: a utilização das plantas trepadeiras pode surgir por diversas razões e cumprir múltiplas funções. Sendo um estilo de planta útil para o aproveitamento de espaços pequenos, pode ainda ser uma forma de criar planos verticais naturais de embelezamento do espaço – ideal para esconder, por exemplo, paredes menos bonitas – ou planos verticais que procurem oferecer maior privacidade aos proprietários – ideal para os espaços urbanos e para bloquear os olhos curiosos dos vizinhos. Seja qual for a razão que o leve a escolher este tipo de planta, fique a saber que tem uma enorme variedade ao seu dispor: mais coloridas, menos coloridas, mais resistentes ou mais carecidas de manutenção, todas elas ideais para criar atmosferas mais vivos e agradáveis.

​4. Outras sugestões para uma varanda convidativa

Queremos ainda acrescentar mais cinco sugestões que nos parecem pertinentes.

Para reproduzir o efeito da relva na varanda, pode comprar porções de relva sintética. Ter um relvado natural numa varanda não é uma opção realista, pelo que pode recriar o efeito de um através com relva artificial que é barata (existe a partir de 9,99€/m²) e muito fácil de aplicar. Aliás, esta é uma alternativa também muito usada em terraços e há mesmo que pessoas que têm jardim, mas que, por falta de tempo ou dinheiro para manter uma relva natural ou por razões estéticas, preferem uma artificial. 

Já aqui lhe falámos dos jardins verticais que podem ganhar forma tendo uma treliça como suporte. As treliças podem em madeira ou em ferro – as primeiras são mais populares – e são estruturas cruzadas nas quais pode suspender os seus vasos. Se preferir, também pode usar uma treliça para orientar o crescimento de uma trepadeira.

Nada melhor para o nosso orçamento e para o meio-ambiente do que reciclar. Dissemos-lhe, acima, que pode dar um novo propósito a uma peça que tenha em casa e levá-la para a varanda. As caixas de fruta em madeira e as paletes no mesmo material são também usadas amiúde para o efeito. Podem ser transformadas em vasos e canteiros e até em peças de mobiliário. Atreva-se nas actividades DIY

Por fim, mas não menos importante, é ter um cantinho de ervas aromáticas. Quão agradável é cozinharmos com ervas aromáticas plantadas por nós? Salsa, coentros, manjericão, tomilho, alecrim… pode dividi-las por vasos e usar placas de ardósia para escrever o nome de cada uma.  É uma excelente forma de deixar a varanda mais verde, aromatizada e de tornar os seus petiscos ainda mais saborosos.

5. Que profissionais o podem ajudar a projectar um jardim na varanda?

Será sempre uma mais-valia poder contar com um profissional para projectar a sua varanda com jardim. Aqui na homify, reunimos uma vasta lista de profissionais das mais diversas áreas. Neste caso, poderá ser oportuno contratar um decoradorjardineiro. Este último aconselhá-lo-á na escolha das plantas.

Recomendado:
- 20 grandes ideias para pequenas varandas e terraços!

E se tiver dúvidas é só mandar-nos uma mensagem privada ou comentar sob este artigo!
Habitações  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Peça a sua consulta grátis

Encontre inspiração para casa!