Alpendres de madeira e telhado: o que considerar antes de construir um! Alpendres de madeira e telhado: o que considerar antes de construir

Solicitar cotação

Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.

Alpendres de madeira e telhado: o que considerar antes de construir um!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
My Cottage for a Horse: Casas  por SA&V - SAARANHA&VASCONCELOS,
Loading admin actions …

Consegue visualizar uma casa rústica ou campestre sem um belo alpendre de madeira? Nós não. Os alpendres fazem parte do charme deste tipo de casas e imaginamo-nos logo a desfrutar de uma paisagem bucólica idílica a partir de um. Como é óbvio, os alpendres não são apanágio das casas rústicas. As características arquitectónicas que os definem dependem da tradição arquitectónica do local em que a casa se insere. 

Por vezes, os proprietários esquecem-se de investir num bom espaço ao ar livre. O alpendre, para além de completar e complementar a arquitectura da casa, é um importante espaço de lazer e de recreação e funciona enquanto transição entre o interior e o exterior. Tratando-se de uma área coberta e sendo Portugal um país com um clima ameno, pode ser usada ao longo de todo o ano.

Se ainda não tem um alpendre, mas tem espaço para ele, considere acrescentá-lo à sua casa. Pense na qualidade que ele vai trazer à sua vida, nos serões que pode nele passar com os seus amigos, a dois ou até sozinho. 

Normalmente, pode-se acrescentar um alpendre sem ter que se alterar a estrutura da casa. Ainda assim, vale sempre entregar o projecto a profissionais.

Venha saber mais.

​1. Que propósito vai dar ao seu alpendre?

RUSTICASA | Casa unifamiliar | Sta. Maria da Feira: Casas de madeira  por Rusticasa,
Rusticasa

RUSTICASA | Casa unifamiliar | Sta. Maria da Feira

Rusticasa

Antes de construir um alpendre de madeira com telhado ou qualquer outra área de exterior, deve considerar alguns factores. Dar os passos acertados na fase inicial do projecto é decisivo para que ele corra bem. Afinal de contas, esta estrutura vai ter um grande impacto no todo que é a sua casa e na sua vida em particular.

Primeiramente, deve questionar-se sobre que propósito lhe vai dar. Os alpendres são, habitualmente, uma extensão do espaço social da família, ou seja, podem acomodar uma zona de refeições ou uma espécie de sala de estar ao ar livre (ou as duas coisas). No caso de ser usado enquanto zona de refeições, por exemplo, a proximidade em relação à cozinha é importante. Por outro lado, se for apenas um espaço de estar, este factor já não é tão importante. Se quer usar o alpendre ao longo de todo o ano, deve considerar algumas opções (de preferência, não definitivas) para fechá-lo e torná-lo assim mais cómodo.

O alpendre pode ainda abrigar uma zona de barbecue para fazer churrascos com os seus amigos e família. Se quiser inserir um espaço desta natureza no alpendre, a obra já terá que ser diferente. 

Tenha ainda em conta o seu estilo de vida. É o tipo de pessoa que organiza muitas festas e gosta de conviver ou leva uma vida mais pacata e privada? Quantas pessoas vão usar o alpendre? Tem filhos? Gostava de instalar um jacuzzi? A escala e o orçamento disponível para o projecto são permeáveis a estes factores.

​2. Considere o clima

Como referimos na introdução, Portugal tem um clima ameno, com Verões normalmente quentes. Contudo, temos leitores que vivem em todos os cantos do mundo, pelo que esta questão nos parece importante. Além do mais, dentro do país, as condições atmosféricas variam. O clima na Madeira não é igual ao de Bragança. Certo? Dito isto, recomendamos-lhe que considere atentamente este ponto. Se mora numa região onde chove muito, poderá querer fechar o alpendre parcial ou totalmente. Pelo contrário, se o sol é forte, instalar toldos retrácteis poderá não ser uma má ideia. Seja como for, ponha o seu bem-estar – e o da sua família – acima de tudo e construa um alpendre que lhe proporcione todo o conforto e que seja utilizável ao longo de todo o ano. Assim, o seu investimento renderá mais.

​3. O orçamento também conta

É assim para todos os projectos: só vão até onde o nosso orçamento lhes permitir. Defina aquilo que pode e quer gastar com o seu alpendre. Há estilos, materiais e designs mais caros do que outros, pelo que esta questão é essencial. Normalmente, aconselhamos os nossos leitores a calcular o orçamento um pouco por cima (cerca de 10%) para cobrir custos adicionais.

4. Precisa de licença para construir um alpendre?

RUSTICASA | Casa unifamiliar | Vila Nova de Gaia: Casas de madeira  por Rusticasa,
Rusticasa

RUSTICASA | Casa unifamiliar | Vila Nova de Gaia

Rusticasa

Os alpendres e os anexos são considerados “intervenções com um escasso impacto urbanístico”, pelo que não precisam de licença. Aplica-se o mesmo a garagens desde que não se ultrapassem os limites estipulados (10 metros quadrados de área e 2.2 metros de altura).

No entanto, recomendamos vivamente que faça esta pergunta na Câmara Municipal antes de avançar com a obra. Um arquitecto também o saberá aconselhar neste sentido.

​5. O alpendre tem que atravessar o comprimento da casa?

Não. Na verdade, a maior parte das pessoas não usa o alpendre em toda a sua extensão. O tamanho do alpendre deverá sempre ser proporcional ao da casa e é recomendável construí-lo com uma área um pouco menor do que a idealizada sob pena de ficar com espaço a mais e se perder a sensação de aconchego.

Porém, se o seu intuito for mesmo criar várias áreas distintas no alpendre, então poderá fazer sentido apostar numa extensão generosa.

Seja como for, quando decidir o tamanho do seu alpendre, tenha em atenção o espaço de que necessita para circular e para usar com facilidade os móveis que nele incorporar. Se tiver uma mesa, por exemplo, vai precisar de espaço para arrastar as cadeiras.

​6. Certifique-se de que o alpendre é facilmente acessível a partir da casa

RUSTICASA | Casa na ria | Pontevedra: Casas de madeira  por Rusticasa,
Rusticasa

RUSTICASA | Casa na ria | Pontevedra

Rusticasa

O alpendre deve ser facilmente acessível a partir do interior da casa para tornar a circulação mais fluida e até para incentivar os moradores a usar o espaço. Umas grandes portas deslizantes ou de estilo francês são uma boa opção para o efeito. Há várias divisões que podem comunicar com o alpendre, mas é o núcleo social da casa que deve ter um acesso mais facilitado pois é um espaço comum e de convívio. Os quartos são mais resguardados e pedem privacidade.

7. Quais são as melhores madeiras para usar no alpendre?

RUSTICASA | Casa unifamiliar | La Coruña: Casas de madeira  por Rusticasa,
Rusticasa

RUSTICASA | Casa unifamiliar | La Coruña

Rusticasa

A madeira é um dos materiais mais usados na construção de casas. É bonita, transmite aconchego, é resistente e, acima de tudo, versátil. Contudo, trata-se de um material natural que, como tal, deve ser selado para preservar o aspecto.

Deixamos-lhe aqui uma pequena lista com tipos de madeira que pode usar na construção do seu alpendre:

Pinho: é uma madeira macia que, depois de envernizada, se torna amarela-dourada. Não é cara e é apenas medianamente pesada. Além do mais, é uma madeira forte e com elasticidade. As propriedades do pinho dependerão da densidade do mesmo, mas se estiver em contacto directo com terra ou com uma superfície húmida, a longevidade fica comprometida. Esta madeira pode ser trabalhada à mão ou com máquinas e levar um acabamento com diferentes tintas.

Mogno: a madeira de mogno é uma das mais prolíficas e pode variar no que às características diz respeito consoante o local de crescimento. É uma madeira bastante estável e durável (classificada como um 6 numa escala de rigidez de 1 a 10). O mogno pode ter diferentes tonalidades que variam entre o castanho, cinza, laranja ou vermelho. Estes tons também se podem misturar. Mais uma vez, tudo depende da região de onde provém.

Cedro: a madeira de cedro é versátil, leve e, como tal, fácil de serrar, pregar ou lixar. Tem uma excelente resistência à decadência e exibe um tom castanho avermelhado que empresta uma enorme sensação de conforto aos espaços. Trata-se de uma madeira que resiste bem à madeira, calor e sol, embora seja macia e se possa lascar levemente. 

Teca: rústica e elegante, é uma espécie tropical que resiste ao apodrecimento e à deterioração pelo que se adequa a ambientes exteriores que, como é natural, estão muito expostos. Pode ser usada na estrutura do alpendre propriamente dita ou nos móveis usados para o decorar.

​8. Que profissionais o podem ajudar a projectar o seu alpendre?

RUSTICASA | Casa unifamiliar | Sintra: Casas de madeira  por Rusticasa,
Rusticasa

RUSTICASA | Casa unifamiliar | Sintra

Rusticasa

Na homify, damos-lhe acesso a uma vasta lista de profissionais organizados por especialidade. Para projectar o seu alpendre, não deixe de contratar um arquitecto para garantir a qualidade estética, funcional e estrutural do projecto. Filtre a sua pesquisa através da inserção do seu código postal ou nome da área servida.

Recomendado:  
- Os 10 alpendres mais bonitos de todo o sempre!

Tem um alpendre em casa? Como gosta mais de o usar? 
Casas  por Casas inHAUS,

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!