Que tipos de aquecimento existem, como funcionam e quanto custam?

Ida Gaspar – homify Ida Gaspar – homify
CASA D&C Diego Alcântara - Studio A108 Arquitetura e Urbanismo Casas modernas
Loading admin actions …

Às vezes, é necessário obter sábios conselhos para realizar obras de aquecimento. Na verdade, a pergunta qual o aquecimento para escolher? não tem uma resposta pronta. A gama de opções de aquecimento consiste em toda uma gama de soluções de aquecimento, desde o aquecimento por piso radiante a um aquecimento elétrico.

Cada casa apresenta a suas especificidades e o morador deve fazer escolhas, não seguindo apenas o seu gosto pessoal, mas também as possibilidades que a casa oferece. Deve optar por um ar condicionado ou aproveitar as energias renováveis? Deve colocar uma salamandra na sala de estar ou um aquecedor elétrico? Há tantas opções que pode achar difícil na hora de escolher, mas reunimos os prós e contras de cada tipo de aquecimento, bem como os valores inerentes, assim é mais fácil tomar uma decisão. 

Vamos lá aquecer-nos com este artigo!

1. Salamandras

As salamandras são, geralmente, feitas em ferro fundido e são um método tradicional de aquecimento, pode ser por questões económicas, mas também estéticas e de bem-estar. Sentir o calor proveniente de uma lareira ou salamandra é sempre agradável e proporciona um ambiente muito cozy, nomeadamente naqueles dias bem frios de inverno. Restitui em média 60 a 80% do calor.

Segundo o Jornal de Negócios, o seu preço pode variar entre os 400 e os 1.700 euros, dependendo do design escolhido. Acresce o preço dos tubos de saída de fumos, que poderão custar cerca de 250 euros

Esta solução pode ser combinada com outra, permitindo algumas poupanças de gastos energéticos, de gás ou de combustível, uma vez que a lenha é sempre mais económico, duas vezes mais. 

2. Lareiras em bioetanol

CASA MS1 - Moradia no Belas Clube de Campo - Projeto de Arquitetura - sala Traçado Regulador. Lda Salas de estar modernas Pedra Branco
Traçado Regulador. Lda

CASA MS1 – Moradia no Belas Clube de Campo – Projeto de Arquitetura – sala

Traçado Regulador. Lda

O bietanol está na moda, é amigo do ambiente, é prático, não suja como a lenha e é acessível (embora seja mais caro que o petróleo). O bioetanol é uma energia limpa, sendo feito a partir de um álcool biológico que se obtém a partir de restos agrícolas. Não contamina e é inodoro (não emite gases nocivos para a nossa saúde). Graças à chama limpa do bioetanol, as lareiras podem ser usadas com total segurança dentro de casa e sem necessidade de qualquer sistema de exaustão.

Estes recuperadores podem ser colocados em qualquer divisão, não precisam estar ligados à eletricidade. Há designs charmosos e modernos, mas se quiser é possível converter a sua antiga lareira por este modelo em bioetanol. Atenção, estas lareiras só aquecem o espaço onde estiver, se quiser aquecer a casa toda precisa de várias lareiras assim. 

As lareiras a bioetanol existem em todos as capacidades e potências, desde as mais pequenas que têm tanques de meio litro, e produzem menos de 1kW/h, mas podem ir até à produção de mais de 3kW/h por lareira, e possuírem tanques de 5 ou mais litros.

Desta forma, as lareiras mais pequenas podem rondam os 20€, para instalação em mesas ou móveis, até preços entre os 400-500€ para lareiras completas de instalação na parede e elevada potência, preços comparáveis aos de outros equipamentos de aquecimento como ar condicionado ou uma lareira a lenha.

3. Ar-condicionado

Apartamentos Alfama / Lisboa - Apartments in Alfama / Lisbon Ivo Santos Multimédia Salas de estar modernas
Ivo Santos Multimédia

Apartamentos Alfama / Lisboa – Apartments in Alfama / Lisbon

Ivo Santos Multimédia

Os equipamentos de ar-condicionado absorvem a energia de um local e libertam-na noutro. 

São uma boa opção quando possuem quente e frio, para serem utilizados em diversas estações do ano. Os aparelhos costumam ser baratos e fáceis de instalar, uma média de 1000€ (equipamento + instalação). O seu consumo é mais económico, porque ao atingir a temperatura desejada, o compressor trabalha a uma velocidade mais baixa e reduz o consumo em mais de 25%.

4. Outros tipos de aquecedores…

Apartamento da Glória homify Salas de estar escandinavas
homify

Apartamento da Glória

homify

Aquecedores elétricos:

São a versão mais elementar do aquecedor elétrico: convector. Um aquecedor simples aquece o ar que é então descarregado para cima do aquecedor. Se o método for simples, o conforto fornecido permanece rudimentar. O ar é aquecido em detrimento da humidade, de modo que a atmosfera rapidamente fique mais seca. Além disso, este tipo de dispositivo não distribui o calor uniformemente, a menos que opte por um termoventilador que é mais ruidoso. Há modelos por menos de 50 euros, mas preste atenção à conta de aquecimento. Altamente eficientes em termos de energia para um conforto mínimo, os convectores são uma boa alternativa para aquecer um espaço isolado ou numa solução de transição, até instalar o sistema de aquecimento.

Radiador em painel radiante:

Também funcionam com eletricidade. A resistência do radiador já não aquece diretamente o ar, mas uma placa de alumínio que, em seguida, difunde o calor mais uniformemente através de uma placa em alumínio que propaga o calor de forma mais homogénea através de um painel em aço perfurado. O calor propaga-se na horizontal, sem secar o ar para um maior conforto. Muito mais eficientes que os aquecedores elétricos, os radiadores de painel radiante são um pouco mais caros (entre 200 e 500 euros, dependendo do modelo). É de salientar ainda, que não são bons o suficiente para responder aos critérios de energia.

Os aquecedores mistos: 

É possível aliar as vantagens dos aquecimentos elétricos e do aquecimento central graças aos aquecedores mistos ou combinados. Estes modelos funcionam como um aquecedor de água quente convencional, permitindo que desfrute do calor, nas estações mais frias. Estes aquecedores têm uma resistência elétrica capaz de alternar a fonte de calor. 

Quarto Havana MUDA Home Design Quartos modernos
MUDA Home Design

Quarto Havana

MUDA Home Design

Os Emissores termoelétricos:

Estes aquecedores elétricos são os mais eficientes do mercado. Estes equipamentos podem ser programados, podendo distribuir o calor gradualmente graças ao emissor que aquece de forma progressiva até alcançar a temperatura programada e, quando é desligado, leva muito tempo a arrefecer. Estes dispositivos são a solução elétrica autónoma mais eficiente atualmente, mas também são os mais caros. A partir de 400 euros para os primeiros modelos e até 1500 euros para os mais sofisticados, eles são os únicos capazes de satisfazer as necessidades de aquecimento regular, sem explodir as suas contas de eletricidade. Existem, hoje em dia, modelos com muito design, podendo ser um elemento decorativo para a sua casa. 

Radiadores a água:

Proporciona bons níveis de conforto térmico e um bom desempenho ambiental. Além de apresentar uma boa relação custo de utilização/custo de implementação.

6. Toalheiros

Como a casa de banho é uma divisão à parte no seio da habitação, envolve por isso um tipo de aquecimento adequado. Em primeiro lugar, porque entramos muito pontualmente e estamos pouco vestidos, mas também porque é um espaço húmido. Como o seu nome indica o aquecedor de toalha permite aquecer as roupas graças à sua forma em escada tubular. Para um aumento do aquecimento da divisão, alguns são equipados com uma função de ventilador. Se existem modelos alimentados por um aquecimento central, uma utilização pontual pode justificar o uso de uma versão elétrica, que ligará apenas quando é necessário. Mas existem muitos toalheiros mistos, que permitem aquecer a casa de banho, mesmo quando o aquecimento central está cortado.  

Preço: para um toalheiro elétrico mais simples pode contar com uns 30€, existem preços intermédios, sendo que existem modelos a 500€ ou mais. 

7. Recuperadores de aquecimento central a água

Os recuperadores de aquecimento central a água permitem o aquecimento central da casa e complementam outros sistemas de aquecimento de águas da casa, como os painéis solares e as caldeiras a gasóleo. 

A poupança energética é tão grande que consegue rentabilizá-los em mais ou menos 18 meses. 

Os preços rondam os mil e dois mil euros, conforme a potência e design do aparelho. Quanto à instalação, com ligação aos radiadores, pode custar até os 6 mil euros. No caso de uma ligação mais complexa com ligação aos painéis solares e à caldeira de gás natural, acresce mais 3 mil euros, segundo os dados do Jornal de Negócios

8. Piso radiante

O piso radiante tem estado cada vez mais na ordem dia, por ser provavelmente a solução mais confortável para aquecer a sua casa. No entanto, envolve algumas obras, por ser necessário substituir todo o piso. É por baixo do piso que são colocados uma vasta rede de tubos em que circula água aquecida, num temperatura entre 35 ° – 40 °c. No entanto, já existem instalações elétricas, além destas hidráulicas. 

O piso radiante apresenta um conforto incomparável, uma vez que o calor é dissipado pelo espaço de forma homogénea. Já se imaginou andar pelo chão da casa e sentir os pés quentinhos? É sempre agradável, sem dúvida. Por isso, não exclua esta solução como hipótese de aquecimento, nomeadamente se pensar em remodelar ou reconstruir a sua casa. Para mais informações não hesite em contactar os respetivos profissionais portugueses. 

Preço médio: para instalar um piso radiante em sua casa, pode contar entre 40 e 120 € por m². Relativamente ao custo do material, o valor depende da espessura do isolamento e do esferovite.


Tipos de aquecimento

DECORAÇÃO DE MORADIA MODELO Staging Factory Salas de estar modernas
Staging Factory

DECORAÇÃO DE MORADIA MODELO

Staging Factory

Este livro de ideias expôs os vários tipos de aquecimento que existem, desde aquecedor eletrico, salamandra elétrica, aquecedor convector… cada um com as suas caracteristicas e cabe-lhe a si o papel de escolher o que prefere ter em sua casa.

Os aquecedores de parede normalmente são mais usados na casa de banho.

É sempre boa ideia apostar nos aquecedores elétricos de baixo consumo, por isso, com a ajuda do seu arquiteto e veja a melhor solução para si. Se está inclinado para aquecimento central, saiba tudo: aqui.

Qual é o tipo de aquecimento que prefere?

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!