Sala de estar : Salas de estar ecléticas por The Interiors Online

Decoração de interiores para salas: desfrute do espaço ao máximo!

Sílvia Astride Cardoso – homify Sílvia Astride Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

sala de estar é o núcleo social da casa e deve, por isso, ser mobilada e decorada de forma a oferecer todo o conforto e funcionalidade a quem a utiliza. É lá que as pessoas passam os serões, sozinhas ou em família, a ver televisão, a ler ou até a trabalhar no computador. Trata-se, ainda, da divisão onde, não raras as vezes, reunimos os amigos quando os convidamos para jantar. Por estes e por outros motivos, a sala de estar deve reflectir a nossa personalidade e estar equipada e decorada de modo a responder às nossas necessidades.

Nesse sentido, é importante planear. Quanto tempo passa na sala? Que espaço ela tem? Quantas pessoas a usam? Qual é o estilo decorativo com que mais se identifica? Quando dinheiro tem para gastar? Estas são algumas questões que deve colocar antes de pôr mãos à obra.

Se possível, contrate um decorador e/ou um designer de interiores para o ajudar a transformar a sua sala de estar num espaço de sonho, mas não sem antes ler as nossas sugestões.

1. Como escolher o sofá?

Começamos pelo sofá, o verdadeiro protagonista de qualquer sala de estar. Reserve uma boa parte do seu orçamento para este móvel porque o conforto, na maior parte das vezes, paga-se caro e não há pior do que estar a ver televisão num sofá pequeno, duro ou com um tecido áspero. Um bom sofá tem que ter, antes de mais, conforto e qualidade. A parte estética também conta, mas entre um sofá muito bonito e um muito confortável, qual escolheria? Felizmente, não tem que optar por uma coisa ou outra.

Quando comprar o sofá, leve o seu tempo. Sente-se em cima dos sofás que estão em exposição e coloque as questões que deseja aos vendedores. Quando os experimentar, faça-o tendo em mente a posição em que prefere estar (deitado, com os joelhos contra o corpo, sentado, etc.). Se gosta de estar deitado ou com as pernas estendidas, um sofá com chaise-longue pode ser a melhor opção. Já para uma pessoa alta, por exemplo, o sofá terá que ter alguma profundidade. 

Depois, também entra em jogo o seu gosto pessoal. Há quem prefira colchões duros e há quem os deteste. No sofá, a lógica é a mesma. Quer almofadas com um enchimento que afunde com o seu peso ou prefere as que são firmes? 

Terminamos com o tecido que terá de ser escolhido em função do seu gosto e da decoração da sala de estar. Independentemente do escolhido, certifique-se de que as capas das almofadas são laváveis e, se tiver crianças, impermeabilize-as. 

Vale ainda lembrar que deve tirar medidas antes de ir comprar o sofá. Mantenha as proporções equilibradas e reserve espaço para circular sem constrangimentos.

​2. Escolher a mesa de café

A mesa de café deve ser escolhida em função do uso que lhe vai dar. Se tem uma sala de estar familiar, opte por uma mesa mais sólida e estável com superfície em madeira, por exemplo. Por outro lado, se a mesa servir uma função mais decorativa, pode explorar outras opções como superfícies envidraçadas, espelhadas ou em tecido. O material também dependerá sempre do tamanho e estilo da sala. Uma sala de estar pequena beneficiará de uma mesa em vidro ou em acrílico, materiais que, pela transparência, pesarão menos no espaço. As mesas redondas ou ovaladas são também as melhores para divisões pequenas. Para uma sala de estar tradicional, a madeira ou o mármore são sempre uma boa escolha. 

​3. Onde colocar a televisão?

Nem sempre é fácil encontrarmos o espaço adequado para a televisão e, convenhamos, também não se trata do aparelho mais bonito de sempre, embora actualmente as televisões sejam finas e com um design bem mais interessante do que as caixas pesadas de antigamente. Porém, se quiser esconder a sua, há móveis com portas adequados para o efeito. Seja como for, importa encontrar o espaço ideal para assistirmos aos nossos programas preferidos com conforto.

A televisão deve ser colocada junto às fontes de energia que têm que ter capacidade para suportar aparelhos adicionais como colunas de som, consolas, boxes, entre outros. Escolha um ângulo resguardado para o ecrã não levar com a luz do sol e gerar reflexos desagradáveis. Aconselhamo-lo, também, a posicionar a televisão num ponto central e ao nível do seu campo de visão quando está sentado no sofá. Para mitigar o efeito da televisão no todo que é a decoração, decore o espaço em torno dela ou integre-a num módulo tipo biblioteca, por exemplo. Uma das tendências é ter a televisão suspensa, o que pode ser particularmente útil numa casa pequena onde cada centímetro conta.

​4. A importância das cortinas

As cortinas deixam os espaços menos despidos e proporcionam-lhes conforto térmico e acústico. Para além disso, controlam a entrada da luz, garantem privacidade e, de certa forma, também a segurança. São, sem dúvida, uma boa forma de compor a decoração de uma sala de estar.

Em relação à colocação das cortinas, há alguns pontos a ter em conta. Em primeiro lugar, a cortina deve tocar no chão ou prolongar-se um bocadinho para um efeito mais elegante e romântico. Uma cortina curta dá um ar desleixado e, como é óbvio, vai parecer que não pertence ali e que foi comprada ao calhas. Dito isto, já sabe: tire primeiro medidas. Para fazer com que o pé-direito da sua sala pareça mais alto, coloque as cortinas mais perto do tecto. Mesmo que não precise de criar essa ilusão, deixe entre 10cm a 15 cm entre o topo da janela e o varão para gerar um efeito mais dramático. No que toca à largura, a ideia é a mesma. A cortina pode-se prolongar ligeiramente para o lado direito e esquerdo da janela para fazer com que ela pareça mais larga. Se tem, por exemplo, uma janela demasiado baixa ou estreita, esta é uma boa forma de a disfarçar.

A escolha do tecido é igualmente importante. Pode colocar dois varões e usar o de fora para uma cortina mais grossa e opaca e o de dentro para uma semitransparente. Assim, se abrir a de fora, a luz natural entra sem ter que se sacrificar a privacidade. Os tecidos mais populares são o linho, a seda falsa (dura mais do que a seda verdadeira) e o veludo. Lembre-se, ainda, que as cores mais fortes tendem a desvanecer por causa da luz. A menos que esteja a pensar trocar as cortinas regularmente, aconselhamos tons neutros.

​5. E a iluminação?

Apartamento Rua Boavista / Lisboa - Apartment in Rua Boavista / Lisbon: Salas de estar modernas por Ivo Santos Multimédia
Ivo Santos Multimédia

Apartamento Rua Boavista / Lisboa – Apartment in Rua Boavista / Lisbon

Ivo Santos Multimédia

Não há apenas um tipo de luz para a sala de estar – ou para qualquer outra divisão da casa, na verdade. Dá sempre jeito ter um candeeiro no tecto da sala que emane uma luz mais forte. Porém, estamos a falar de um espaço onde nos entregamos a momentos de lazer e de repouso. Como tal, é oportuno favorecer uma luminosidade baixa, ténue, aprazível e – por que não? – indirecta. Para além do candeeiro de tecto, distribua outros pelo espaço: candeeiros nas mesas de apoio ao sofá, um candeeiro de pé para um canto de leitura e/ou apliques na parede para iluminar uma peça de arte ou qualquer outro detalhe decorativo. É pertinente ter um regulador para controlar a intensidade da luz. Não se esqueça que a iluminação, para além de útil, é essencial para criar ambiente e valorizar os pormenores decorativos de um espaço.

​6. O que fazer em relação às cores

Não há uma regra de ouro no que diz respeito à paleta cromática para a sala de estar. Pelo contrário, é um daqueles espaços da casa que permite que se corram alguns riscos. Recomendamo-lo a seguir o seu gosto pessoal e a sua intuição. O estilo da casa também pode ajudá-lo nesse sentido. No estilo moderno, por exemplo, privilegiam-se tons mais sóbrios. No ecléctico, é possível que encontremos cores mais alegres. No rústico, os tons quentes prevalecem. Quem não gosta de arriscar, pode sempre apostar numa base neutra e introduzir cor através dos detalhes. Seja como for, uma das cores deve cobrir pelo menos 60% do espaço. Esta cor pode ser complementada por mais duas (15% cada) e depois por uma última forte que materializa os restantes 10%. Em relação aos padrões, use no máximo três.

​7. Personalize com peças de arte e não só!

Complete a decoração com algumas peças de arte nas paredes. Telas, quadros, molduras com fotografias, ilustrações ou até frases que o inspirem são boas opções para valorizar as paredes. Depois de “vestir” as paredes, debruce-se sobre os têxteis: cubra o chão com uma bonita carpete que tenha um toque confortável e valorize e torne o sofá mais convidativo com mantas e almofadas. As mais comuns são as almofadas quadradas com 50x50cm e de 40x40cm. Pode misturar ambos os tamanhos para um resultado mais variado e dinâmico. As almofadas rectangulares são também uma boa adição e apoio para as costas. Por fim, foque-se nos detalhes e componha a decoração com velas, jarras, bandejas, espelhos, coffee table books, plantas, caixas, peças de colecção, entre outras coisas. Tire ideias dos projectos registados na homify!

​8. Que profissionais o podem ajudar a decorar o interior da sua sala de estar?

Sala e Varanda em Paço de Arcos: Salas de estar tropicais por Sizz Design
Sizz Design

Sala e Varanda em Paço de Arcos

Sizz Design

Ter um profissional ao seu lado num projecto de decoração é sempre uma mais-valia. Aqui na homify, reunimos uma extensa lista de empresas categorizadas por especialidade. Para encontrar um decorador e/ou um designer de interiores, basta carregar sobre o separador “Profissionais” e, na coluna do lado esquerdo, seleccionar o que procura. Depois, afunile a sua pesquisa através da introdução do código postal ou área servida. Veja os projectos levados a cabo por cada empresa, entre em contacto com elas e peça orçamentos.

Recomendado:

10 ideias para decorar a sua sala de estar e de jantar

Esperamos que este guia o tenha ajudado! Se tiver dúvidas, coloque-nos as suas questões!
Habitações  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Peça a sua consulta grátis

Encontre inspiração para casa!