Rua Cor de Rosa - T1 :   por YS PROJECT DESIGN

Um apartamento na Rua Cor-de-Rosa onde, na verdade, domina o verde!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Artigo Patrocinado
Loading admin actions …

Hoje, vamos levá-lo até Lisboa para conhecer um apartamento T1 que, apesar de situar na Rua Cor-de-Rosa, tem o verde e o amarelo como cores predominantes a dar vida a uma decoração que mistura laivos contemporâneos e tropicais. 

O projecto foi levado a cabo pelo gabinete YS Project Design que intervenciona espaços para fins pessoais, de negócio ou comerciais. O apartamento servirá para alugueres de curta duração e estamos certos de que os turistas não se vão esquecer deste espaço alegre, acolhedor e pleno de bom gosto. Aliás, o cliente pediu à YS para deixar o apartamento com muita cor, confortável e funcional. Não terá sido difícil dado o potencial da casa que se evidenciou, logo à partida, pela luz fantástica que inundava espaços em branco.

Está curioso para conhecer uma decoração diferente de tudo aquilo que já viu e da qual pode tirar ideias para a sua casa? Então, acompanhe-nos. Prometemos surpreendê-lo! 

Entremos!

Começamos pela entrada onde somos recebidos por uma consola de madeira de estilo industrial e pernas oblíquas que nos enche de imediato o olho e nos deixa a saber que a decoração desta casa promete. A rematar a composição estão uma moldura, um espelho redondo de relevo dourado Zara Home e uma pequena caixa em acrílico com o que julgamos ser mapas e panfletos informativos de Lisboa. Se está a pensar planear uma casa para aluguer turístico, retenha esta última ideia e deixe aos seus hóspedes alguns panfletos, mapas, revistas sobre a região. A entrada deste apartamento vem-nos provar que não é preciso muito para compor esta área da casa que, por ser de passagem, é, tantas vezes, descurada. 

Welcome to the jungle, we've got fun and games!

Continuamos a nossa visita no núcleo social que se organiza numa lógica de plano aberto com a sala de estar, a sala de jantar e a cozinha integradas. O ambiente goza de uma generosa entrada de luz natural que acentua as cores exuberantes que compõem a paleta cromática sobre a qual assenta o projecto.

open space consegue transportar-nos para um qualquer destino exótico com o papel de parede tropical, o tapete com padrão zebra e a palmeira que vemos logo em primeiro plano. Combinar cores vibrantes e padrões é um desafio que, por sinal, foi executado com sucesso no T1 mais memorável da Rua Cor-de-Rosa. Nada está a mais. Nada pesa. Há um diálogo harmonioso na decoração mais não seja porque, tal como as folhas não sobrevivem sem sol, também o verde não sobrevive sem o amarelo. Faz sentido a nossa analogia?

Vamos aos detalhes.

Peças de design muito especiais

Ah como gostamos de ver peças de design numa casa! Quando recebemos as imagens deste projecto, chamou-nos de imediato a atenção a famosa cadeira borboleta (butterfly chair) também conhecida como cadeira BKF (sigla que representa as primeiras letras dos sobrenomes dos criadores) ou Hardoy. A cadeira tem uma estrutura tubular em aço negro e um assento em couro e foi desenhada em Buenos Aires pelos arquitectos Antonio Bonet, Juan Kurchan e Jorge Ferrari Hardoy. 

A cadeira vem complementar o sofá e cria um formidável recanto de leitura com o apoio do candeeiro de pé que é a segunda peça de design que vale a pena aqui destacar. O candeeiro italiano (anos '50) tem três braços flexíveis com abajures metálicos em vermelho, verde e branco e base em latão patinado (também existe em mármore rosa).

A partir de outro ângulo

Rodamos o ângulo e percebemos, enfim, a solução encontrada para a cozinha que é branca, minimalista, compacta e surge rodeada por vários compartimentos de arrumação embutidos. A cozinha monocromática interrompe o uso enérgico das cores equilibra, assim, o ambiente. Os hóspedes têm à disposição um fogão de indução de duas bocas, um forno e uma pequena banca para lavar louça. Foi muito engenhosa a forma como a cozinha foi inserida no espaço. Não acha?

Zona de refeições

A zona de refeições é composta por uma mesa que acomoda até seis pessoas. A mesa aparece ladeada por cadeiras pretas que contrastam com a rusticidade e o tom caloroso da madeira. As cadeiras pertencem à gama Norraryd da IKEA e custam 69,99€ cada. Caso o apartamento seja alugado apenas a dois hóspedes, basta encostar a mesa à parede para, assim, se poupar espaço. 

Surpresa!

Num apartamento pequeno, todos os centímetros contam e, se ele se destinar a aluguer para turistas, é oportuno apostar num sofá-cama. Como se percebe pela imagem, o sofá em pele verde da sala abre-se e transforma-se numa confortável cama de casal. 

Um apartamento que, de outra forma, só daria para um casal, passa assim a poder acomodar quatro pessoas no mínimo. Cabecinhas pensadoras!  

Cores suaves na zona de descanso

Depois das cores e padrões luxuriantes, chegamos ao quarto do apartamento onde nos deparemos com uma paleta mais suave, emudecida e propícia ao repouso. Ainda assim, a natureza continua a fazer parte do tema, designadamente na tela com uma pintura abstracta que nos remete a um campo florido. Vale realçar que o padrão da tela se repete numa das almofadas, um pormenor bonito que revela a atenção ao detalhe dos profissionais responsáveis pelo projecto.

O acesso ao quarto faz-se por via de uma porta de correr com vidros quadriculados foscos que asseguram a privacidade de quem nele dormir. As portas deslizantes, para além de modernas e bonitas, são muito práticas para apartamentos pequenos. Neste caso, o quarto, apesar de devidamente resguardado, acaba, de certa forma, por se integrar com o resto dada a leveza das portas.

Destaque, ainda, para o espelho em frente à cama que cria a ilusão de que o espaço é maior do que aquilo que realmente é.

Por fim, a casa de banho

Terminamos a nossa visita – e já temos saudades! – na casa de banho cuja cabine de duche tem uma base ao nível do chão e uma porta em vidro fosco. Os acabamentos são em mármore e, pelo espelho, que ocupa uma boa parte da parede, conseguimos ver a aplicação de uma série de azulejos antigos (uma minudência que nos faz sorrir!). A iluminação indirecta está embutida no forro de gesso.

Gostou deste projecto? Esperamos que sim! Não deixe de entrar em contacto com a equipa da YS Project Design se gostava de ter uma casa tão especial quanto esta que se atreveu a desafiar o nome da rua!

Gostou? Partilhe connosco a sua opinião sobre este projecto!

Encontre inspiração para casa!