Habitações  por Andrea Chiesa è Progetto Immagine

Descubra como pode ter uma casa rústica (seja onde for)!

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Loading admin actions …

Se o seu maior desejo é ter uma casa rústica este artigo é para si! 

Por dentro e por fora os ambientes rústicos, com a sua ligação mais direta à natureza e o seu apelo ancestral, têm sempre um ar acolhedor que agrada a muitos de nós… Mas como fazer? Como ter uma casa rústica? Tenho de comprar ou posso adaptar? Como conseguir ter o estilo rústico em casa? Que elementos são essenciais? Podem ser conciliados com uma arquitetura moderna e com as exigências da vida atual?  

São estas e outras questões que vão ser aqui respondidas. Não perca!

Reconstruir, renovar, ampliar

Se considera seriamente abandonar a correria da cidade e voltar às origens, ter uma casa rústica não é um objetivo inalcançável. Existem milhares de imóveis devolutos e casas rurais por esse Portugal fora, capazes de servir de base a residências rústicas espetaculares, a um preço bastante reduzido. Mas isso não quer que a habitação fique propriamente barata… Aqui o maior desafio orçamental é dotar essas construções de boas condições de habitabilidade, dignas das exigências da vida moderna, para fazer uma boa casa de campo rústica. 

Reconstruir uma ruína é também a única forma de poder construir em muitos locais. Na maior parte das áreas integradas na Reserva Agrícola Nacional (RAN) a construção não é permitida a menos que ali tenha existido uma construção anterior, mesmo que se encontre em ruínas e inabitável. Para saber acerca de um caso específico deve dirigir-se à Câmara Municipal do concelho onde está o terreno e consultar a legislação (artigo 22º do D.L. 73/2009 e Portaria 162/2011 art.º nº 14).  Se está a considerar uma solução deste género, e ela passa pela compra da casa rústica, tem três opções:  - adquirir uma casa de campo rústica antiga e bom estado e fazer as renovações necessárias. Neste caso as obras costumam incluir a renovação das instalações elétricas, canalizações de água e esgotos e a melhoria da eficiência energética com a substituição das janelas e aplicação de material isolante. É também muito comum fazer ampliação e ligação de espaços e criação de mais instalações sanitárias que eram insuficientes ou inexistentes nas construções mais antigas.  - adquirir uma casa em ruínas, mas com as fundações aproveitáveis e proceder à reconstrução. Nesta situação usualmente aproveitam-se apenas as paredes exteriores, que são reforçadas, e algumas estruturas de base. É uma opção que pode sair mais cara do que a anterior, mas que proporciona maior liberdade de reestruturação dos interiores. As casas rústicas alentejanas e as casas rústicas em pedra do norte do país devido à solidez das suas construções são excelentes para estas finalidades de reaproveitamento.

Recuperação de vivenda no Alentejo: Habitações  por CaixilhoPVC
CaixilhoPVC

Recuperação de vivenda no Alentejo

CaixilhoPVC

- a terceira opção passa por comprar umas ruínas no terreno e incorporá-las numa construção totalmente diferente. Esta é uma solução que requer um bom arquiteto, que consiga fazer uma incorporação perfeita dos elementos rústicos à parte nova da construção, e pode ser tão ou mais cara do que construir tudo novo, mas resulta em casas muito belas, onde o moderno abraça o passado rústico num casamento de sonho. Para esta finalidade as melhores ruínas são as de granito do norte de Portugal, pois este material sofre poucos danos com a passagem dos anos, sendo capaz de suportar cargas estruturais muito grandes.

Construir no estilo

Construir uma casa rústica é outra opção, que permite escolher os melhores e mais atuais métodos construtivos, e utilizá-los para criar uma habitação com um estilo típico e e ar rústico, num qualquer terreno. 

Em Portugal, como todos sabemos, a arquitetura popular tem formatos típicos muito bem definidos, e todos têm o seu charme. De norte a sul encontramos casas rústicas facilmente relacionáveis com a região, e esse condicionamento cultural, muito mais do que uma obrigatoriedade, é uma norma tácita que faz com que seja quase impensável ver uma casa rústica de granito em pleno Alentejo.  

Assim, ter uma casa rústica alentejana implica uma construção baixa, normalmente de um só piso de cor branca, com uma faixa de cor forte a adorná-la. Tradicionalmente estas casas eram construídas em adobe e pedra da região, e lá dentro as mais rústicas tinham um conceito de espaço aberto que servia de sala de estar, sala de jantar e cozinha, onde a lareira era rainha e senhora do lar, muito apreciado hoje em dia. Atualmente pode conseguir o mesmo estilo com outros tipos de construção e acrescentar-lhe maiores superfícies em vidro (que antes eram diminutas), desde que mantenha a traça e a estética antiga. 

Ter uma casa rústica algarvia significa ter uma casa pequena térrea, com açoteia e detalhes em pedra calcária, grés ou adobe. É relativamente simples de conseguir este estilo de arquitetura rústica com os métodos modernos de construção sem que perca a graça mais primitiva.

A partir do centro do país o adobe gradualmente dava lugar ao granito ou outro tipo de pedra natural, como o xisto, com disposições e cortes irregulares que refletiam o uso de ferramentas tradicionais. Ter uma construção totalmente feita em pedra atualmente pode não ser viável devido ao custo do material, nem desejável, por causa de outros fatores como o desempenho térmico ou a radiação emitida pelo granito, mas o estilo pode ser conseguido mantendo a forma e a estética, mas construindo algumas paredes em pedra e as restantes em alvenaria ou betão. Outra solução que pode dar um resultado bastante satisfatório é recorrer a lajes de revestimento com acabamento irregular, que são substancialmente mais baratas.

Casas modernas – como dar um toque rústico

Moradia Tradicional - Braga: Habitações  por Ricardo Freitas Arq.
Ricardo Freitas Arq.

Moradia Tradicional – Braga

Ricardo Freitas Arq.

Se tem uma casa de estilo moderno, mas não consegue resistir ao charme do rústico pode dar-lhe alguns detalhes que vão reviver esse estilo, sem que a casa ganhe um caráter totalmente rústico, e por isso seja mais fácil de inserir numa envolvente urbana.

Colocar um revestimento como o que falámos no ponto anterior, revestir as colunas de granito, ou aplicar detalhes em madeira pouco trabalhada pode ser suficiente para dar à sua casa esse caráter mais natural, em bruto, que procura. Por vezes até o cimento a nu combinado com a madeira dá essa estética pouco refinada, modesta e até um pouco displicente, que define o conceito de risticidade.

Casa rústica de madeira – uma boa alternativa

RUSTICASA | Casa no Sardoal | Santarém: Casas de madeira  por Rusticasa
Rusticasa

RUSTICASA | Casa no Sardoal | Santarém

Rusticasa

A casa rústica de madeira está disseminada um pouco por todo o mundo, ou não fosse este material um dos primeiros a servirem de material de construção ao homem primitivo. Embora o estilo rústico que vemos na imagem seja normalmente associado às regiões do norte da Europa é inegável a forma perfeita como se adapta bem à envolvente campestre portuguesa, e torna-se por isso um desejo muito comum entre aqueles que gostam do estilo rústico.

As casas de madeira com um estilo mais rústico são feitas com troncos ou com barrotes pouco refinados. Deste conjunto ficam de fora as casas feitas de ripas ou outros elementos de madeira mais trabalhados.

Atualmente há no mercado português inúmeros modelos de casas rústicas de madeira, pré-fabricadas, como esta da RUSTICASA, que podem ser a resposta às preces de quem não pode esperar e não tem muito dinheiro. 

Uma piscina – a cereja no topo do bolo

Soleo Skimmer: Piscinas modernas por Soleo
Soleo

Soleo Skimmer

Soleo

Ter uma piscina ruma casa rústica pode parecer um contrasenso, afinal nos tempos antigos quando este estilo nasceu não havia nada disso, mas a verdade é que fica maravilhoso. E o brilho da água até acaba por acentuar a rudeza dos ângulos e dos materiais!

Se pensar bem não era atípico as construções antigas rurais serem dotadas de tanques ou de pequenas lagoas, que serviam para fornecer água à casa e à agricultura. O contraste e o cenário apenas ganhar refinamento com uma água mais cristalina e um tanque com acabamentos melhores!

No interior – madeira

Se não pode comprar ou construir a sua casa rústica e é preciso contentar-se com um apartamento na cidade, isso não significa necessariamente desistir do sonho de ter uma casa rústica! O importante é investir na decoração e no design de interiores correto, mas é uma tarefa mais árdua do que fazê-lo numa casa pensada nesse sentido. Em espaços mais pequenos, muitas vezes de linhas mais atuais e polidas, é preciso alguma cautela para os ambientes não ficarem descoordenados ou caóticos com a inclusão de elementos rústicos.

Mas então quais são os elementos essenciais para alcançar o estilo rústico em casa? Continue a ler!

1 – Madeira

A madeira é fundamental para este conceito, mas não a madeira aplainada e cortada de fora perfeita! Aqui precisa-se de madeira com grão e texturas grosseiras, com nós à vista e até algumas rachaduras para ter um ar mais credível. Evite a todo o custo as imitações de madeira, pois por muito boas que sejam nunca vão conseguir o ar genuíno que só a madeira maciça oferece, mesmo que esteja aplicada apenas em alguns detalhes ou elementos. A madeira mais natural, ainda na sua forma de tronco, dá excelentes acessórios decorativos ou peças de mobiliário, como mesas de apoio ou cadeiras, perfeitas para criar um ambiente rústico. Uma simples pilha de lenha para a lareira é uma bonita decoração rústica.

2 – Pedra
A pedra é um material que tanto pode ser absolutamente moderno como totalmente rústico, tudo depende do seu corte e polimento. Para uma casa com interiores rústicos exige-se pedra natural rugosa e que não seja aplicada uniformemente. A ideia é replicar o corte tosco das pedras antigas.

3 - Materiais naturais pouco trabalhados

Cestos de vime, taças de pedra toscas, tapetes de lã natural, sisal ou juta… Tudo isto são acessórios feitos com materiais que ajudam a compor o estilo rústico sem que este fique demasiado pesado,

4 – Coiro e e utensílios toscos

Utensílios antigos, toscos e já muito usados são clássicos do estilo rústico e campestre. O mesmo se aplica ao coiro cru e às peles de animais.

Quer ver mais ideias para conseguir interiores de estilo rústico? Então não deixe de ler o artigo ’8 belos ambientes rústicos para o inspirar’.

Qual destas alternativas poderia ser a ideal para a sua casa rústica?
Habitações  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Peça a sua consulta grátis

Encontre inspiração para casa!