SECA EM PORTUGAL: dicas úteis para poupar água em casa no seu dia-a-dia! | homify SECA EM PORTUGAL: dicas úteis para poupar água em casa no seu

Solicitar cotação

Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.

SECA EM PORTUGAL: dicas úteis para poupar água em casa no seu dia-a-dia!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
por homify
Loading admin actions …

Se tem estado atento às notícias ultimamente, estamos certos de que há um tema que não lhe passou despercebido: 94% do país está em seca extrema. É uma situação grave, mas que ainda pode ser mitigada se houver um esforço comum. Todos nós temos culpa. Quem nunca demorou tempo a mais no banho? Quem é que fecha sempre a torneira enquanto escova os dentes? Pensamos que não faz diferença, mas faz toda. 

Neste artigo, vamos partilhar consigo alguns números que o vão impressionar. Aqui, lançamos já um: sabia que uma torneira a pingar gasta cerca de 11 mil litros por ano? E que ao fim de uma semana, as gotas que caem dessa torneira podem encher uma banheira? São números assustadores. 

Se não sabe o que pode fazer para minorar o seu consumo de água, então chegou ao sítio certo. Vamos partilhar consigo 10 pequenos gestos para poupar água em casa no seu dia-a-dia. Faça isto pelos seus filhos, por si, pelo planeta e pela sua carteira. Quanto menos gastar, menos tem que pagar no fim do mês. 

Acompanhe-nos.

1. Poupe na hora do banho

por homify

No seu dia-a-dia, poupe na hora do banho, reduzindo o tempo que está por debaixo do chuveiro e desligando o mesmo para se ensaboar e aplicar o champô. Ao desligar o chuveiro durante dois minutos, estará a poupar 40 litros de água. Se tomar um banho de imersão em vez de um duche, também reduzirá o consumo de água para metade. Sugerimos, ainda, a instalação de um chuveiro de baixo fluxo.

Esta lógica aplica-se igualmente aos outros rituais de higiene como lavar as mãos, escovar os dentes ou desfazer a barba.

2. Tenha em atenção a água gasta com o vaso sanitário e autoclismo

De acordo com o Portal do Ambiente e do Cidadão, a sanita gasta 40% da água utilizada na casa de banho. Já há sistemas de descarga inteligente (se puder, renove o seu), mas há outras maneiras de poupar. Um truque conhecido é colocar uma garrafa de plástico cheia de água ou de areia/pedras no depósito do autoclismo de modo a diminuir o volume gasto em cada descarga. Com esta medida, conseguirá poupar o equivalente ao volume da garrafa. Para que perceba melhor: imagine que o autoclismo leva 20 litros e que põe lá dentro uma garrafa (com peso de modo a que ela não fique a boiar) de 1.5 litros. Quanto puxa o autoclismo e ele enche, em vez de encher os 20 litros, enche só 18.5 litros. Percebeu? Para ver como se faz, pesquise na Internet as palavras autoclismo garrafas e encontrará várias imagens ilustrativas. 

Além do mais, e tal como nas torneiras e canos, verifique se a válvula-flutuador estão a funcionar bem. Uma dica do Portal do Ambiente e do Cidadão para saber se está a perder água no autoclismo é colocar umas gotas de corante no depósito e se sair água corada no seu vaso sanitário, sem que ninguém tenha puxado o autoclismo, é porque há uma fuga. 

Por fim, mas não menos importante, compre baldes do lixo pequenos para a sua casa de banho e lembre-se que a sanita serve apenas para as nossas necessidades fisiológicas. Algodões, fio dental, cotonetes, entre outras coisas, nunca devem ser deitados dentro dela, pois complicam o tratamento dos esgotos e obrigam a constantes descargas de água.

3. Poupe a lavar a louça

por homify

Se tem máquina de lavar louça, deve usá-la como usa a máquina de lavar roupa (vamos ver à frente), ou seja, só quando estiver cheia. Para além disso, escolha um programa adequado ao que vai lavar e compre uma máquina de Classe A. Sempre que possível, use um programa curto e económico.

Por outro lado, se lava a louça à mão, então encha um dos lados do lava-louça ou uma bacia com água fresca para retirar o detergente da louça lavada, evitando assim ter a torneira a correr em permanência. Não é um truque novo, mas é sempre eficaz.

4. Outras formas de poupar água na cozinha

por homify

Mantenha uma ou mais garrafas de água no frigorífico para não ter que pôr a torneira a correr sempre que quiser beber um copo de água. Outra sugestão ecológica para poupar água é evitar encher demasiado os tachos e panelas com água para cozinhar. Calcule bem as quantidades e mantenha os recipientes tapados para evitar a evaporação e conservar o sabor dos alimentos. Lembre-se, ainda, de descongelar os alimentos de véspera e não sob uma torneira de água a correr. 

5. Repare torneiras a pingar e problemas da canalização

por homify

Não raras são as vezes em que detectamos torneiras a pingar em nossa casa e vamos ignorando o problema. Afinal de contas, caem apenas umas gotas de água. Não há-de ser grave. Certo? Claro que não. Segundo o Portal do Ambiente e do Cidadão, uma fuga numa torneira de apenas uma gota por segundo gasta cerca de 11 mil litros de água por ano e as gotas que pingam dessa torneira durante uma semana enchem uma banheira. Sabia? Por isso, contrate um canalizador para avaliar todas as torneiras da casa e reparar ou substituir as que forem necessárias. 

Outra forma de controlar os vazamentos é anotar os valores marcados no contador antes de um determinado período de tempo durante o qual não vai consumir água – a noite, por exemplo – e se esse valor tiver aumentado de manhã, então é porque há fugas. 

Se o seu orçamento permitir, substitua os acessórios de encanamento para modelos de alta eficiência que reduzem a quantidade de água, mas não a pressão. Coloque redutores de fluxo nas torneiras da sua casa. Este pequeno equipamento é encaixado nas mesmas e, ao misturar o ar com a água, reduz o seu caudal em cerca de 50%. As torneiras temporizadas são também uma boa escolha, pois desligam-se automaticamente após alguns segundos e as torneiras com sensores só activam com a acção das mãos (tal como nos espaços comerciais).

6. Ponha as máquinas a lavar só quando a roupa encher o tambor

Não ponha a máquina a lavar só com aquelas duas ou três peças que quer usar amanhã. Deixe a roupa acumular até encher o tambor. Se lavar alguma peça à mão, não o faça com a água a correr. Encha um tanque ou bacia e enxagúe as roupas passando-as por mais bacias e reutilizando a água sempre que puder. 

Sugerimos, também, que aposte numa máquina ecológica. Poupa água e energia e tem programas de lavagem rápidos. Se, por exemplo, quer lavar uma roupa só para tirar o cheiro, mas que nem tem nódoas, um programa de 15 minutos é suficiente.  

7. Poupe na rega do jardim

por homify

Quase toda a gente sabe que as plantas devem ser regadas logo pela manhã ou ao fim do dia, ou seja, devem-se evitar as horas de maior sol de forma a reduzir a evaporação. Para poupar o consumo de água na rega, também pode colocar um depósito no seu jardim para aproveitar a água da chuva para o efeito. É uma água rica em nutrientes que pode perfeitamente ser utilizada para este fim. De uma forma mais simples, aproveite, quando estiver a chover, para colocar baldes e garrafas no jardim. Eles vão encher e poderá usar essa água para a rega e até para lavar o carro, por exemplo. 

Uma outra solução é ter plantas que exijam menos rega, como as suculentas ou os cactos ou escolher um relvado sintético em vez de natural. Há relvados sintéticos bonitos e muito parecidos com os naturais. 

- E por falar em água da chuva, temos aqui um artigo super completo sobre como aproveitar esta água e para que fins.

8. Poupe a lavar o carro

Lave o seu carro nas estações de serviço, uma vez que a água usada para este fim está prevista e controlada para uma eficiência máxima. 

Se faz questão de o lavar em casa, então use baldes e não esteja com a água da mangueira sempre a correr. Se demorar 30 minutos a lavar o carro com meia torneira aberta, o gasto estará entre os 216 a 250 litros de água por lavagem. Pelo contrário, ao usar um balde de 10 litros para molhar o carro e outros três para o enxaguar, estará apenas a consumir 40 litros por lavagem, o que é uma grande diferença. 

9. Piscinas, fontes, chafarizes e cascatas

Cobertura Piscina de verão por LINOV Moderno
LINOV

Cobertura Piscina de verão

LINOV

Se tem uma piscina, pondere substituir os filtros tradicionais por filtros concebidos para poupar água. Além disso, deve cobrir a piscina sempre que ela não está a ser usada para evitar a evaporação (a cobertura reduz a evaporação em cerca de 90%!) e constantes enchimentos. Quando a encher, não encha em demasia para se evitar o desperdício com brincadeiras e mergulhos que podem provocar perdas de até 30 litros por dia. Por fim, mas não menos importante, certifique-se de que está tudo a funcionar.

Em relação às fontes, chafarizes e cascatas, deve evitá-las de todo caso a água por elas utilizada não possa ser reutilizada. 

10. Incuta estes hábitos ecológicos nos seus filhos

por homify

É por eles que devemos ser cidadãos mais responsáveis e isto também passa por educá-los em relação aos problemas ambientais e ao que eles podem fazer para os mitigar. Tenha uma conversa pedagógica com toda a família e faça questão que os mais novos o ajudem nestas actividades. O que as crianças vêem, as crianças fazem. 

- Já leu as nossas dicas semanais para poupar dinheiro?

Esperamos que as nossas dicas lhe tenham sido úteis. Se tiver dúvidas, não hesite em contactar-nos por mensagem privada aqui ou no Facebook! 
Casas modernas por Casas inHAUS Moderno

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!