Sofás modernos: já tem um?

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Na compra de um sofá, procure conforto acima de tudo. É lá que vai passar muitas horas a ver televisão, a descansar, a trabalhar ou na companhia dos seus. Importa, também, a versatilidade. É uma peça que ocupa muito espaço pelo que tem impacto visual. Se escolher um sofá neutro, pode-o ir ajustando conforme o seu estado de espírito. Para isso, basta trocar-lhe as almofadas ou pôr-lhe uma manta nova aos pés. Assim, ele evolui consigo, com a sua família, com as suas circunstâncias e perdura no tempo.

Tenha, também, em conta o estilo da sua casa. Olhe em seu redor e interprete o seu espaço. Prefere uma decoração clássica? Identifica-se com o estilo minimalista? Ou é mais arrojado e adora encontrar velharias num qualquer antiquário para enriquecer uma decoração ecléctica? Não se apresse. Veja várias opções, considere o seu orçamento e tome uma decisão consciente.

Já o comprou? Então, agora, é hora de o levar para casa. Considere a dinâmica da sua família e tome uma decisão em função disso. Pode virá-lo para a televisão, pode voltá-lo para a lareira, colocá-lo no centro ou encostá-lo numa das esquinas para os seus filhos terem mais espaço para brincar. Numa casa com uma família numerosa com interesses diferentes e vida agitada, pode até adquirir mais que um sofá e criar espaços distintos, como uma área de leitura ou uma sala multimédia.

Neste artigo, focamo-nos em sofás modernos. Não têm, porém, que estar enquadrados em espaços, também eles modernos. Veja as opções que lhe damos e inspire-se!

Sobre um estrado

O sofá, nesta sala, é a peça que mais se destaca pela sua atipicidade. As almofadas, num profundo verde petróleo, assentam numa estrutura de madeira branca, em jeito de pedestal. Nas extremidades, a base prolonga-se, criando como que uma mesa de apoio para que não lhe falte um bom ponto de luz para ler o seu livro preferido. Encostado a uma das paredes, este sofá perderia o impacto e algum do seu encanto. Parece-nos, assim, que o facto de estar a meio da sala de estar, lhe acentua a beleza e originalidade.

É outro nível!

Nesta sala, tirou-se partido do pormenor arquitectónico criado pelo desnível, para lá encaixar o sofá e criar-se uma zona de estar que converge para a televisão, embutida na parede. Como a estrutura do sofá surge a partir da própria estrutura da casa, só precisa de lhe acrescentar almofadas, poupando o seu orçamento. Se tiver a sorte de viver numa casa com detalhes como este, não os deixe passar despercebidos e use-os da melhor forma. Uma ideia moderna, criativa e, já agora, aconchegada, numa sala de laivos também eles modernos com um toque industrial proporcionado pelos materiais que a revestem.

Como no Tetris

O nome denuncia-o. O SUIT, pela empresa espanhola Beltá, divide-se em módulos pelo que o podemos compor, como num puzzle, conforme as nossas necessidades e circunstâncias. Pode combinar as peças e formar um sofá comprido. Pode colocá-las em “L” e até em “U”. Pode optar, também, por ter um apoio de braços em ambas as extremidades ou deixar uma delas sem braços ao estilo chaise-longue. Para além disso, se mudar de uma casa pequena para outra maior, não precisa de comprar um sofá novo. Basta adquirir mais módulos e reconstrui-lo à medida da sua nova sala. De Espanha, podem não vir bons ventos, mas vêm bons acrescentos.

Colorido

Numa sala monocromática, um sofá colorido é uma forma de criar contraste e quebrar a insipidez. A sala da imagem assim o mostra. O sofá em cor de uva, que faz esquina, alegra a divisão e revela-nos, até, a personalidade de quem lá habita. As almofadas com cores e padrões diversos, do preto e branco ao rosa e amarelo, como numa pintura de Kandinsky, não só dão vida ao sofá, como nos transmitem uma sensação de jovialidade. Apesar de inserido num espaço rústico – repare nas traves em madeira do tecto e nas janelas – tem linhas modernas e um suporte em metal. Nunca a contemporaneidade e a rusticidade se encontraram tão bem.

Branco com apontamentos de cor

O branco é, como sabemos, uma cor neutra pelo que serve de base a inúmeras combinações. Se tiver um sofá branco, e acha que a decoração da sua casa anda mesmo a precisar de ser refrescada, pode, tão-somente, comprar novas almofadas e a diferença será imediata. O confortável sofá da imagem, de uma sala lisboeta, é exemplo disso. As almofadas agrupadas em três cores vibrantes – vermelho, amarelo e verde – são importantes no todo e fazem parte da inspiração do designer de interiores responsável pelo projecto que se inspirou em Lisboa “onde a luz é salpicada por formas, cores e épocas”. Em frente ao sofá, há um par de otomanas que podem, também, servir o propósito de mesa de centro. Não se esqueça que os sofás brancos sujam-se facilmente pelo que o aconselhamos a impermeabilizá-los.

Minimalista

Uma lareira, uma carpete, dois cubos como mesas de centro e um sofá. Assim se decorou esta sala onde menos é, definitivamente, mais. Tão simples, tão bonita. O moderno sofá de canto tem, numa das extremidades, um braço mais largo que cumpre o propósito de mesa de apoio. O tecido em creme cria como que uma subtil transição entre as paredes brancas e o tapete castanho claro.

Frente-a-frente

Salas de estar rústicas por Ardesia Design
Ardesia Design

Chalet Gstaad

Ardesia Design

Imagine como seriam as noites frias de Inverno se as pudesse passar no conforto e aconchego desta sala na companhia dos seus familiares ou amigos? Nesta divisão, os sofás são um elemento de extrema importância que ocupam grande parte da decoração feita a pensar em si e nos seus. As cores claras, embora contrastantes, casam na perfeição com o ar rústico e robusto da madeira e o design do objecto dá o toque de modernidade necessário para que o equilíbrio seja conseguido na decoração do espaço. Juntos criam uma perfeita sensação de conforto e bem-estar.

Zonas distintas

Os sofás, nesta sala, criam zonas distintas. De um lado, vemos um grande sofá voltado para a televisão. Do outro, colocaram-se duas largas chaises-longues que formam uma zona de leitura ou de convívio. Os tons, porém, são os mesmos o que torna o conjunto leve e agradável. É ideal para uma família numerosa ou para quando recebe amigos em casa. Numa grande festa, por exemplo, as pessoas tendem a juntar-se em pequenos grupos. Assim, já tem onde sentar toda a gente. Vê como somos práticos? Não se esqueça de pôr uma mantinha ao fundo de cada um deles. É um pormenor que revela cuidado e torna o seu espaço mais confortável, sobretudo para os dias mais frios.

Jogo duplo

Living room - AFTER:   por Home Staging Factory
Home Staging Factory

Living room – AFTER

Home Staging Factory

Dois sofás modernos, mas completamente distintos. Um amarelo mostarda, outro cinzento. Um assente no chão, outro com pés em madeira. Um em veludo, outro num tecido mais convencional. Não obstante a dicotomia entre ambos, fazem um conjunto agradável o que confirma aquilo que, não raras as vezes, lhe lembramos aqui pela homify: a sua decoração não tem que ter tudo a condizer para resultar! Pelo contrário.

Querido, encolhi o sofá

Decorar um apartamento pequeno é um desafio e no momento de escolher as peças tudo se resume às proporções, cores e formas. Repare que o sofá da imagem tem apenas um braço e encosto de um dos lados o que faz sentido visto que, no outro extremo, a inexistência destes elementos prolongam-no até à parte de madeira por baixo da janela, havendo uma maior sensação de espaço. Ademais, é estofado num leve tom cinza claro que ganha frescura com o verde das almofadas.

Gostou das nossas sugestões? Qual destes sofás escolheria? 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!