Quartos decorados por designers portugueses

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Já mostrámos milhares de quartos aqui pela homify. Já deixámos uma miríade de sugestões. Já demos a volta ao mundo sem sair da cadeira à procura de inspiração para a sua casa.

Já nos deixámos envolver.

Mas, neste artigo, vamo-nos devolver.

Vamos voltar às raízes. A Portugal.

Quisemos destacar dez belos quartos pensados e executados pelos melhores arquitectos, decoradores e designers portugueses. Variam no estilo e na inspiração, mas encontram-se no conforto, no bom gosto e na “etiqueta made in Portugal”.

Nós não queremos dormir com os anjos. Queremos é dormir nestes quartos!

Com a praia aos pés

MASTER BEDROOM AFTER: Quartos coloniais por Home Staging Factory
Home Staging Factory

MASTER BEDROOM AFTER

Home Staging Factory

O quarto que vê na imagem pertence a uma casa do século XIX debruçada sobre o mar, no Estoril. Uma casa de praia, pois com certeza. Pressentimo-lo pela brancura marmórea dos tecidos, pelos apontamentos em tons areia nos candeeiros com os pés em corda e no padrão das almofadas. 

As mesinhas de cabeceira em madeira num rendilhado branco lembra-nos, tal como na imagem acima, a estética de países árabes onde as divisões são pensadas com vista a serem frescas devido ao clima. A cama dispõe de um mosquiteiro que não só lhe dá uma leveza quase celestial típica dos ambientes “à beira mar plantados”, como também protege quem lá dormir de convidados indesejados. As pequenas portadas brancas, em madeira, bem lá no topo, são uma delícia de pormenor. Gostamos muito desta casa de bonecas!

Arabian Nights

Na etimologia, a palavra “azul” provém do árabe e do persa lázúrd. Faz, por isso, todo o sentido que as paredes deste quarto, de inspiração árabe, estejam pintadas nesta cor a fazer lembrar Chefchouen, em Marrocos, também conhecida como a Cidade Azul. É nesse sentido que vai, igualmente, a cabeceira de cama com um recorte reminiscente da arquitectura de países a oriente. 

Ainda que o mote da decoração deste quarto seja bastante evidente, há detalhes que evitam que o tema caia em exagero. Ao fundo, por exemplo, e como terá oportunidade de ver noutras imagens do projecto, existe um nicho na parede revestido a azulejaria portuguesa e com almofadas da colecção Mosaico da Pura Cal que procuram materializar um encontro entre o passado e o presente. As mesas-de-cabeceira equilibram o conjunto pela sua simplicidade e discrição. Um quarto maravilhoso pela decoradora Ana Rita Soares – Design de Interiores.

Girls just wanna have fun!

Os frondosos pompons na parede e a cabeceira de cama estofada com um tecido aos ziguezagues são a vida deste quarto. É jovial e alegre. Imaginamo-lo para alguém mais novo, para uma pessoa enérgica e expansiva. A decoração conta tanto sobre quem somos. 

O esquema de cores é peculiar e moderno. Prevalece o branco e o cinzento, atrevidamente interrompidos pelo amarelo, a cor da luz e da felicidade. A escada, encostada à parede, é uma das tendências mais recorrentes nos meandros da decoração. Serve como adorno e como suporte para objectos decorativos, roupas, entre outros.

A versatilidade de um biombo

HAPPY HOME 2014: Quartos mediterrânicos por ROSA PURA HOME STORE
ROSA PURA HOME STORE

HAPPY HOME 2014

ROSA PURA HOME STORE

Um quarto singular diríamos nós. Aqui a criatividade faz a diferença. O biombo amarelo como cabeceira funciona não só para esse efeito, mas dispensa outros elementos decorativos na parede. Ter-se-á, também por isso, optado por colocar candeeiros suspensos, adequando-os ao conjunto.

A escolha do cinzento para a parede atenua o colorido da cabeceira e condiz com ela, e com a capa de edredão pejada de borboletas, na perfeição. Concluímos, assim, que os restantes elementos teriam, necessariamente, que pontuar o quarto com discrição. Vejam-se as almofadas de vários tons, mas nenhum deles discrepante no que toca à cor da parede ou da cabeceira. A mantinha e o tapete em tons neutros conferem ao espaço um conforto “elegante”. Outro pormenor que não podemos deixar de referir é o espelho alto e rectangular encostado à parede. Que menina vaidosa o dispensaria? Nenhuma, pois claro. A mesa-de-cabeceira pequena e rústica enquadra-se na decoração deste quarto onde tudo foi pensado ao pormenor.

Belle Époque

Apartamento Saldanha_Reabilitação Arquitectura + Design Interiores: Quartos ecléticos por Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores
Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores

Apartamento Saldanha_Reabilitação Arquitectura + Design Interiores

Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores

Ainda que singelo, os tons dourados que enchem este quarto por aqui e por ali, emprestam-lhe um luxo singular. Vemo-los, em particular, no faustoso lustro e nos quadros. A colcha, em pêlo, completa a atmosfera de requinte que tão bem diz com os pormenores de Arte Nova da divisão. O que nos chama, porém, mais a atenção são as atípicas mesas-de-cabeceira. Corrijo. Cadeiras-de-cabeceira. Acabamos de inventar o nome. No lugar das tradicionais mesinhas estão cadeiras em palhinha que, de forma original, cumprem os mesmos propósitos: suporte e iluminação. Se tem por casa uma cadeira que não usa, por que não dar-lhe este propósito? Pode mantê-la no seu estado original ou até pintá-la. Como preferir. Por fim, mas não menos importante, repare que a cama não tem cabeceira, uma opção que faz sentido visto que uma cabeceira nos distrairia da singularidade das cadeiras. 

Identifica-se com o estilo deste quarto?

Paz

Simples, mas não simplista. Este quarto, pela Home Staging Factory, situa-se num apartamento no reabilitado Convento dos Inglesinhos, em Lisboa. No todo, sobressai o apontamento em coral, nas almofadas, e os candeeiros suspensos por um fio. É um quarto moderno e minimalista, sem distracções e, por isso, ideal para um bom descanso. Destacamos, novamente, as cores usadas nos têxteis e paredes. Um quarto que nos transmite paz. Não fosse ele num convento.

Bambu

Neste quarto, o elemento diferenciador é a cabeceira da cama, em bambu. Esta particularidade enche a parede sem ser necessário colocar muitos mais elementos decorativos. Veja-se como os candeeiros são discretos, mas invulgares. O facto de estarem pendurados na parede e a forma elegante do seu design não colide com a imponente cabeceira. Pelo contrário, integram perfeitamente o conjunto decorativo. A colocação do cadeirão branco junto à janela, beneficiando da luz natural, poderá servir como um formidável local para leitura ou, simplesmente para desfrutar da paisagem. Outro elemento a salientar é a carpete em bambu num tom mais claro do que o da cama e que, por isso, não pesa. Caso para dizer: “less is more”.

Suavidade

Apartamento em Sintra: Quartos modernos por MUDA Home Design
MUDA Home Design

Apartamento em Sintra

MUDA Home Design

Relaxante. Quando olhámos esta imagem é esse o adjectivo que nos ocorre. As cores pastel e os tons da roupa de cama contribuem para essa combinação harmoniosa. De notar, também, as mesas-de-cabeceira em linhas direitas e simples de cor branca o que traz ainda mais claridade e leveza ao conjunto. A cama com a cabeceira em tecido prata permite que usemos almofadas de tons diferentes: brancas, rosa velho e azul. A mantinha ao fundo, também em rosa velho, transmite conforto e aconchego. As mantas são um elemento a não descartar quando decora um espaço. Há-as de todos os tons e estilos e ficam sempre bem.

O edredão e as cortinas em branco dão-nos a liberdade de usar padrões de outras cores nos acessórios. O que resulta desta combinação suave de cores e mobiliário é um quarto muito confortável e ideal para o descanso depois de um dia de trabalho árduo. Ou de outro dia qualquer, na verdade.

A Cinderela preferiria este sótão

Chalé das Três Esquinas: Quartos ecléticos por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Chalé das Três Esquinas

Tiago do Vale Arquitectos

Na cobertura da casa, a zona de dormir. Os sótãos são, cada vez mais, aproveitados para abrigarem mais uma divisão da casa ou, se forem amplos, para serem a casa propriamente dita. Nos tempos que correm, vemos muitos jovens casais a arrendar lofts e a verdade é que têm enorme potencial.

Prova disso é este quarto que tem, a meio, uma cama de solteiro resguardada por uma rede cujo formato triangular acompanha o da arquitectura do lugar, enfatizando-a. Por falar em triângulos, chama-se “Chalé das Três Esquinas” este projecto do arquitecto Tiago do Vale. A água furtada com as vigas pintadas a branco é leve e arejada o que afasta o preconceito do sótão enquanto divisão sombria e poeirenta que guarda memórias de tempos idos. Pelo contrário. Se tem um, trate de o limpar e dar uma nova vida. Já pensou nisso? Pode encontrar lá um novo quarto, uma sala ou um escritório. Considere a nossa sugestão!

Em detalhe

Terminemos o artigo com um pormenor. O quarto deve ser um lugar de descanso e lazer. Decore-o com isso em mente e componha um conjunto harmonioso que transmita tranquilidade em detrimento de o encher de tecnologia e papelada de trabalho. A imagem desta cómoda materializa, na perfeição, o que queremos dizer. Nela, encontramos tudo aquilo que nos faz sonhar, tudo o que nos é familiar. Uma jarra com delicadas flores, velas em bonitos suportes com detalhes em dourado, um candeeiro para trazer aconchego e intimismo à divisão, uma moldura e alguns livros. Os preferidos. Chamamos, igualmente, a sua atenção para a improvável e refinada paleta cromática entre o castanho muito claro e o cinzento.

Chegamos ao fim. Diga lá se não está cheio de orgulho do que se faz por Portugal? Qual é o seu preferido?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!