Phenix 85Green - Bodart&Gonay: Salas de estar modernas por Biojaq - Comércio e Distribuição de Recuperadores de Calor Lda

Casa de idosos: o que ter em consideração quanto ao seu interior

Mariana Garcia – Homify Mariana Garcia – Homify
Loading admin actions …

A esperança média de vida tem vindo a aumentar, como é do conhecimento geral. A principal consequência é um envelhecimento da população, onde o peso dos idosos (em termos de números) é cada vez maior. Se por um lado isto é bom, porque há maior probabilidade de mantermos os nossos pais e avós por perto durante mais tempo, por outro surgem novos temas e problemáticas que necessitam de ser resolvidas para que esses anos a mais que ficarão connosco sejam vividos com segurança e saúde.

O design de interiores para idosos é uma das áreas em franca expansão, que nos resolve dores de cabeça como a escolha acertada de portas, pisos ou móveis, criando assim um ambiente seguro dentro de casa. Sendo independentes e autónomos ou possuindo algum tipo de apoio por parte dos familiares, não há necessidade absolutamente nenhuma em colocá-los em lares. No entanto, precisamos de sentir que lhes oferecemos o melhor e que a sua casa é um sítio seguro. 

No artigo de hoje, a homify destaca para si alguns pontos a ter em consideração quando pensar no interior da casa dos seus pais, dos seus avós ou até mesmo na sua! Fique connosco e veja as dicas que separámos para si!

Como seleccionar a mobília correcta

Antes de pensarmos no que quer que seja, há duas coisas que temos que ter sempre presentes na cabeça: espaços livres de obstáculos e os gostos pessoais dos idosos. É importante que eles participem no momento do design da sua própria casa, para que se sintam confortáveis nela. Portanto, é uma questão de negociar: se gostam de sofás grandes, talvez seja melhor ter apenas um conjugado com uma poltrona (dependendo do espaço que se tem) para que a área de circulação não seja reduzida; se gostam de tapetes, há que perceber quais são os menos traiçoeiros e colocar anti-derrapantes naquelas que considerarmos que vão dobrar menos (e provocar menos quedas). As quedas são um dos principais problemas na vida dos idosos e reduzem drasticamente a sua qualidade de vida, portanto é mesmo importante que se evite ao máximo que elas aconteçam.

Armários e prateleiras

Em relação a armários e prateleiras, ambos devem estar bem fixos à parede ou ao chão, de maneira a que não sejam pequenas armadilhas no caso de o idoso se desequilibrar e precisar de um apoio; além desta situação, os objectos guardados nestes sítios devem estar acessíveis para que não seja preciso subir a nenhum banco ou escadote para os alcançar. Sabemos como vamos ficando mais teimosos ao longo do tempo e como teimamos que ainda temos 20 anos para fazer inúmeras acrobacias dentro de casa… os nossos pais ou avós não são diferentes de nós. Portanto, é muito importante ter cuidado com este tipo de arrumação, com vista a evitar acidentes.

Cozinha pensada

Luz Charming Houses _ Boutique Hotel: Cozinhas campestres por SegmentoPonto4
SegmentoPonto4

Luz Charming Houses _ Boutique Hotel

SegmentoPonto4

Chegando à cozinha, há outros aspectos a considerar. No que toca aos móveis, convém que tudo o que seja esquina seja arredondado; se quiser levar o cuidado para outro patamar, pode-se também aplicar protecções nesses cantos. Os utensílios e alimentos, principalmente aqueles de todos os dias, devem estar disponíveis em locais de fácil acesso. Uma vez que é um local onde facilmente são vertidos líquidos, o piso deve ser anti-derrapante e devem ser evitados tapetes. A mesa, a existir, deve ser estável (evitar um pé central e preferir pernas nos cantos da mesa) – o mesmo vale para as cadeiras, que deverão ter preferência em relação aos bancos. Considere a instalação de um detector de fumos e uma boa ventilação da cozinha. Para que seja mais fácil transportar utensílios ou alimentos, sugerimos a aquisição de um carro de chá, que permite a deslocação de objectos pelo espaço.

Conforto na casa de banho

Casa de banho  por Visobath

Na casa de banho, o piso anti-derrapante deve manter-se em toda a área. No caso de existir uma banheira, esta deve ser substituída por um poliban para facilitar a entrada e a saída do banho dos idosos. A sanita, caso seja possível, deve estar colocada a cerca de 10cm do chão, para que o acto de sentar e levantar não seja difícil. Além destes cuidados, é importante que sejam colocadas barras de apoio junto da sanita e dentro do chuveiro para que sirvam de segurança. Outra dica que lhe deixamos é a aplicação de um assento dobrável fixo na parede do poliban onde o idoso se possa sentar durante o banho. Por último, a área de banho deve ter no mínimo 80cm de largura, preferencialmente sem qualquer barreira entre esta e a restante da casa de banho.

Quarto clássico?

Quartos modernos por Nash Baker Architects Ltd
Nash Baker Architects Ltd

​Bedroom at Bedford Gardens house.

Nash Baker Architects Ltd

Quando pensamos no quarto dos nossos pais ou dos nossos avós, rapidamente a mente nos leva para mobílias trabalhadas e rendas em cima da cómoda. Mas desengane-se: os nossos séniores estão a modernizar-se e já são muitos os que optam por linhas mais minimalistas! Independentemente do estilo, é preciso atentar a alguns pontos: 1. Cabeceira – a cabeceira da cama é um elemento importante, pois funciona como ponto de apoio no momento de levantar ou sentar na cama; 2. A altura da cama – convém que não seja demasiado baixa, pois dificultará a transferência de e para o chão (convém que, com o colchão, esteja à altura dos joelhos do idoso quando este está de pé); 3. Colchão – não se recomenda o uso de um colchão de espuma, porque se estraga mais facilmente; 4. Iluminação de cabeceira – de fácil acesso e com controlo da intensidade da luz para que a transição entre o escuro e o claro não seja brusca; 5. Mesinhas de cabeceira – devem ser altas (esquinas arredondadas cerca de 10cm acima do colchão) e bem fixas ao chão/parede.

Iluminação

032 | Apartamento, Setúbal: Corredor, hall e escadas  por T2 Arquitectura & Interiores
T2 Arquitectura & Interiores

032 | Apartamento, Setúbal

T2 Arquitectura & Interiores

De um modo geral, a iluminação deve ser forte e de fácil accionamento. Caso seja possível, em alguns pontos da casa (corredores, por exemplo) pode até ser permanente, accionada através de um sensor de presença. Outra coisa a ter em consideração é a altura a que estão os interruptores, que não devem estar demasiado altos nem demasiado baixos.

Isolamento das varandas

Varanda fechada: Varanda, marquise e terraço  por Home Staging Factory
Home Staging Factory

Varanda fechada

Home Staging Factory

Por último, tocamos no assunto das varandas. A existirem, quer estejam transformadas em marquises ou não, devemo-nos certificar de que estão bem isoladas e que não entra frio, água ou humidade por esta parte da casa. No caso de ser uma varanda aberta, o piso deve ser anti-derrapante; se for r/c ou um 1º andar baixo, considere colocar grades nas janelas e um alarme, para segurança do idoso.

Agora que está mais elucidado, quais as alterações que vai fazer?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!