Casa branca, mas esta em França!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Neste artigo, vamos até Lille conhecer uma encantadora casa privada, projecto da agência Mayelle Architecture Intérieur Design que tem como filosofia a adequação entre a procura do essencial, a optimização da ergonomia, a integração das limitações técnicas e uma estética marcada pela contemporaneidade.

É impossível não nos deixarmos seduzir por esta sublime residência onde encontramos espaços amplos, atmosferas modernas e serenas e um contexto espacial privilegiado. O seu interior evidencia-se pelos móveis de design de excelência e pelos acabamentos de alta qualidade. Repare, também, no legado do passado – designadamente presente no chão, nos tectos e no exterior – que dialoga com um irrepreensível trabalho de renovação.   

Venha conhecer em detalhe este sublime projecto.

A sala de estar – parte 1

Uma sala de estar que nos tira o fôlego. Ampla e comprida, a sala define-se pela atmosfera branca e serena com pormenores em preto que equilibram a paleta cromática e definem espaços. A iluminação, por exemplo, aparece embutida numa faixa preta que se prolonga até se encontrar com as janelas. Também a lareira faz parte de uma superfície em negro paralela à faixa que a acompanha no tecto. A mesa de centro, também nesta cor, é o núcleo desta composição. É em torno dela que tudo se desenvolve. É esta a peça que preconiza um recanto próprio para convívio. Porém, é o sofá o móvel principal, não só pela beleza do seu design e conforto, como também pela sua escala. Por ser de módulos, os proprietários podem organizá-lo a seu bel-prazer, adequando-o a cada circunstância e necessidade.

Não poderíamos, ainda, deixar de mencionar a escada que sem qualquer adorno ou corrimão, surge em jeito de escultura ou de obra-de-arte nesta maravilhosa sala.

A sala de estar – parte 2

A atenção ao detalhe é essencial num interior minimalista onde a precisão é levada ao extremo. A parede principal que integra a lareira contém um painel deslizante que esconde uma biblioteca. A escolha do design é realmente elegante: permite que os moradores arrumem os seus livros, mas basta fechar para que se mantenha um estilo de vida onde “menos é mais”. Nesta zona de estar e de leitura, não podia faltar a cadeira de balanço Eames e o candeeiro de traço retro pousado a meio do chão.

A cozinha

Tal como a sala, a cozinha obedece a uma paleta cromática branca que a torna arejada e limpa. A modernidade e o minimalismo dos móveis contrasta apenas com o chão em madeira antiga, mas bem tratada, com ripas largas. A cozinha foi concebida de forma a esconder o máximo possível os utensílios e os alimentos de forma a preservar-se a elegância em detrimento de demasiada informação visual. A ilha de cozinha é o volume principal neste espaço e para além de incluir um fogão, serve ainda como zona de refeições através de adição de confortáveis bancos ao seu redor.

O quarto

No quarto, há espaço para cor. O chão é também em madeira, mas num tom mais quente contrariamente ao do resto da casa. Ainda que a linguagem se mantenha minimalista, os têxteis escolhidos para a cama percorrem tons azulados e azeitona emprestando ao quarto um ambiente mais acolhedor que convida ao repouso. Ao lado da janela há uma nota irónica. O cão abstracto desenhado, em 2005, pelo designer finlandês Eero Aarnio para a Magis é uma peça divertida que empresta personalidade a este quarto.

A casa de banho

Na casa de banho, o destaque vai para a banheira preta e de linhas clássicas que contrasta com a zona dos lavatórios mais moderna e minimalista. O espelho ocupa uma parte generosa da casa de banho e vemos nele reflectido a parede com detalhes em tijolo que denunciam a história passada desta casa. É um bonito encontro entre épocas.

O que achou desta luxuosa residência francesa? De que peça de design mais gostou? A nosso ver, ganha o sofá! 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!