Decoração do quarto dos miúdos: o que ter em consideração

Mariana Garcia – Homify Mariana Garcia – Homify
Loading admin actions …

Decorar o quarto dos miúdos lá de casa pode ser uma absolutamente fantástica aventura, como de repente pode tornar-se uma valente dor de cabeça. Decidir o tema até se pode deixar à responsabilidade dos mais pequenos, mas definir qual o mobiliário, as cores, os bonecos, tapetes e outros elementos decorativos pode não caber no nosso orçamento ou na nossa ideia inicial. É preciso, portanto, um plano.

Quando decidir remodelar o quarto do seu filhote ou precisar de o fazer de raíz, pense em 6 passos importantes: espaço que tem disponível, segurança, cama certa, quais as opções que pode ter em consideração, criatividade para as paredes e estantes ou prateleiras que criem arrumação. No artigo de hoje, vamos falar de cada um destes pontos com o intuito de lhe facilitar esta missão e de lhe abrir a mente para novas possibilidades. Claro que há sempre imprevistos e planos destes podem ser impossíveis de seguir à risca, mas se se tentar manter dentro do estipulado verá como terá maior controlo sobre o projecto! Vamos a isso?

Considere várias opções

Quartos de criança modernos por MARIANGEL COGHLAN
MARIANGEL COGHLAN

Recámara infantil basada en Harry Potter

MARIANGEL COGHLAN

Tal como falámos anteriormente, para o quarto do seu filhos pode querer considerar várias opções para áreas funcionais que não seja só a área de dormir. Para quartos cuja área útil seja reduzida, pode optar por estruturas que lhe permitam fazer um aproveitamento do espaço aéreo, como esta apresentada pela arquitecta de interiores Mariangel Coghlan, que se baseia essencialmente na saga do jovem feiticeiro mais conhecido do seu mundo. Neste exemplo, conseguimos ver na perfeição três áreas funcionais distintas: zona de descanso, zona de estudo/trabalho e zona de lazer. Pelas cores e pela falta de brinquedos, percebe-se que é um quarto de um adolescente ou de um jovem adulto, mas pode adaptar esta ideia para o quarto dos mais pequenos.

Espaço disponível

Quarto de Adolescente: Quarto de crianças  por ÀS DUAS POR TRÊS
ÀS DUAS POR TRÊS

Quarto de Adolescente

ÀS DUAS POR TRÊS

Em primeiro lugar e antes de tudo o resto, tenha a perfeita noção do espaço que tem disponível para o quarto. Independentemente do tema para a decoração, ter essa noção exacta do espaço irá ajudá-lo a estabelecer um orçamento e dar-lhe-á de imediato ideias gerais quer para a mobília, quer para a decoração em si. Este passo é super importante, uma vez que lhe evitará frustrações como comprar a cama perfeita que depois não se revela assim tão perfeita, por não caber no espaço que tem. A partir deste passo também consegue imaginar de imediato que áreas funcionais é que pode criar dentro do quarto, se a criança vai poder brincar nele ou se tem que encontrar outro espaço para isso, que soluções tem para quartos mais pequenos e como resolver problemas (se é que isso é um problema!) de excesso de área. Tire medidas, tenha em consideração a luz natural recebida pelo quarto, a abertura da porta (ou se é preciso substituí-a por uma de gaveta que lhe permita ganhar mais espaço), etc.

Segurança

Quarto Infantil: Quarto de crianças  por Formafantasia
Formafantasia

Quarto Infantil

Formafantasia

Já sabemos que os nossos olhos nunca serão suficientes para ter os nossos filhos constantemente em segurança, por isso, quando pensar no quarto deles, dê-lhes logo à partida elementos que minimizem a ocorrência de acidentes. Armários, cómodas e mesinhas de cabeceira devem estar fixos ao chão e/ou à parede, por exemplo. As prateleiras (de que iremos falar mais à frente) não deverão ser tentadores Montes do Evereste, que puxam os miúdos a escalar paredes para as atingir. É aconselhável que a cama seja baixa, para que quedas desta durante o sono ou alguma brincadeira não se tornem demasiado perigosas. De resto, retire tudo o que não seja preciso ou essencial para o dia-a-dia. Lembre-se que os mais pequenos são peritos em arranjar problemas onde eles, a olho nu, não existem.

A cama

A escolha da cama tem que ter envolvidas as crianças, sem dúvida nenhuma! Se o quarto é o seu casteloa cama será com certeza o seu aposento – e este tem que ser confortável e ser compatível com o imaginário do seu pequeno! Oferecer ao seu filho uma cama em forma de carro pintado com a cor preferida dele ou à sua filha uma em forma de casinha de bonecas pode ser um sonho tornado realidade e algo que os encherá de tal forma que será uma das coisas que vão ter presentes o resto da sua vida! Mas aqui também cabe o sentido prático e o espaço que temos, portanto comece por considerar duas opções: cama simples ou beliche? Se tem dois ou mais miúdos dentro do mesmo quarto, talvez os beliches lhe resolvam o problema do espaço, por aproveitar o espaço aéreo; no caso de ser só para uma criança, este tipo de aproveitamento pode ser feito no sentido de criar um espaço de brincadeira na parte inferior ou superior da estrutura. Aqui sugerimos apenas que tente seguir o tema escolhido pelos mais pequenos e dê de alguma forma à cama o ar correcto.

Criatividade nas paredes

Quarto da Joaninha: Quarto de crianças  por Cristiana Resina
Cristiana Resina

Quarto da Joaninha

Cristiana Resina

Aqui tem algumas opções: cores sólidas, padrões ou decorações pontuais. Pode pintar as paredes todas da mesma cor, escolher uma para pintar com um tom diferente ou fazer uma mistura entre elas. Os padrões também funcionam bem. Em relação às decorações pontuais, pode optar por adesivos ou pinturas à mão alusivos aos desenhos animados ou aos super-heróis preferidos do seu filho. Verá como o quarto ganhará de imediato vida, tendo um ambiente confortável, divertido e estimulante para a criança!

Estantes ou prateleiras?

O que lhe der mais jeito. As estantes são boas porque é uma peça única que pode ser mudada de sítio de maneira fácil e rápida – pelo menos em relação às prateleiras. Mesmo que estejam fixas à parede, são mais versáteis em termos de colocação no espaço. As prateleiras funcionam bem para arrumar as mesmas coisas que a estante (dependendo da prateleira, claro). O que deve ter em conta em relação a este assunto é a boa fixação do material e o cuidado de o ter à altura dos seus filhos, para evitar escaladas perigosas.

As nossas dicas vieram mesmo a calhar?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!