Uma casa moderna, perfeita e mexicana

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Vamos hoje conhecer a Casa EG, no México, construída em 2013 e projectada pelo atelier Romero de la Mora. A casa moderna, de um só piso, sobressai pelo minimalismo das suas linhas, pelas amplas áreas envidraçadas e pelos planos abertos que permitem que todas as divisões se liguem visualmente entre elas. É, sem dúvida, uma forma de ver não só a arquitectura, como também o modo de vida das famílias modernas que preferem espaços integrados em detrimento de paredes a separar cada ambiente. Em termos funcionais, é uma boa opção, sobretudo quando se trata de um apartamento ou casa de pequenas dimensões onde cada centímetro importa. A atmosfera que encontramos dentro desta moradia é repousante. As cores neutras prevalecem e contribuem para a criação de espaços leves e arejados onde é agradável estar. Conheçamos então a vivenda familiar onde ninguém se importaria de morar. Vamos ao número 9. 

A fachada

Embora simples, é uma fachada que não passa despercebida. O volume que se desenvolve em comprimento tem a maior parte da sua superfície envidraçada. Os feixes de luz estrategicamente colocados são importantes no que diz respeito ao impacto que a casa provoca. O acesso à entrada principal, mais recuada, faz-se por via de um pequeno vão de escadas que torna a composição mais imponente. Também a vegetação contribui para a harmonia do conjunto. A planta exótica num canteiro a ladear a entrada é uma boa escolha, sobretudo tendo em conta que a casa é no México, um país cheio de cor e exotismo.

Welcome home!

Ao entrar, existe um pequeno corredor que faz a transição entre o interior e o exterior. Desta forma, os proprietários têm um espaço neutro para receber as visitas antes de as conduzir ao resto da casa, o que causa sempre um bom primeiro impacto. Se puder, e para seu próprio conforto, evite que a sua entrada seja logo para uma sala ou uma cozinha.

Percebe-se, de imediato, a linguagem estética que pauta a decoração desta casa. Optou-se por um estilo sóbrio, mas moderno e, por isso, nada aborrecido. Há detalhes originais e bem aproveitados como o nicho na parede onde se colocou uma jarra com flores frescas, luzes embutidas, uma lareira comprida que rasga toda a sala de estar e uma mesa de centro bem recheada com livros e ornamentos decorativos. Como vê, o modernismo e o minimalismo não significam divisões desprovidas de personalidade. É tudo uma questão de “peso e medida”.

Tudo num só espaço

Rodamos a imagem e conseguimos ter acesso a outra perspectiva da sala de estar que é, na verdade, sala de jantar e cozinha em simultâneo. Como já acima mencionado, a configuração do interior desta casa faz-se por planos abertos. Se é um leitor assíduo da homify já viu, com certeza, esta opção em muitas outras casas. Porém, a inexistência de paredes, não significa que não haja elementos a apartar os espaços. O sofá em “L” como que fecha a sala de estar em si mesma e a cozinha inclui uma ilha que a delimita. A ilha prolonga-se para uma mesa, servindo um propósito multifuncional: local de refeições, local de preparação de alimentos e, claro está, local de arrumação. Repare que, também nos tectos, há volumes distintos. O tecto sobre a zona da cozinha é mais baixo do que o que cobre a sala. Por fim, chamamos ainda a sua atenção para os revestimentos em madeira clara. Apesar da casa ser no México, este material é usado amiúde nos países escandinavos onde os interiores são claros e minimalistas. Acha que a cozinha acaba aqui? Desengane-se. Veja lá a próxima imagem.

Despensa e não só

Esta não é uma despensa. É uma senhora despensa. Na verdade, parece apenas mais uma cozinha, mas os proprietários usam-na maioritariamente para arrumar tudo aquilo que não cabe na cozinha da área comum. E que arrumação. Em vez de disporem os utensílios e alimentos ao acaso, optaram por compartimentalizá-los em cestos brancos o que não só é mais funcional, como muito mais eficaz do ponto de vista decorativo pela uniformidade que cria. As paredes também foram aproveitadas. Há três prateleiras suspensas assimetricamente que suportam todo o tipo de especiarias e outros produtos.

Luz e natureza!

Ainda não tínhamos tido oportunidade de ver a gloriosa paisagem que rodeia esta casa. Vendo a fachada, parece-nos uma casa bonita inserida a meio da cidade virada para uma rua como tantas outras. Mas não. As traseiras reservam uma agradável surpresa e há um belo e verdejante jardim com um relvado cuidado e várias árvores que oferece, com certeza, momentos de puro lazer – e prazer – aos moradores. Os proprietários podem usufruir em pleno de um dia soalheiro ou, nos dias mais frios, saborear o calor da lareira, a chuva a bater nos vidros e um copo de vinho a balançar entre os dedos. Parece-lhe bem?

Casa-de-banho em jeito de spa

É uma casa-de-banho, mas podia também ser um recanto de um qualquer spaDesde a luxuosa banheira, ao tapete em madeira, à cabine de duche em vidro fosco, ao revestimento em pedra e às luzes embutidas a criar um ambiente confortável, sereno e elegante, tudo neste espaço está alinhado para que os moradores desfrutem de um belo banho de imersão ao fim do dia ou comecem a manhã da melhor maneira com toda a privacidade na zona do duche. Não é uma casa de banho qualquer. A elegância e o design moderno evidenciam-se.

As traseiras

Tal como lhe deixámos a saber no início do texto, todas as divisões da casa dialogam visualmente entre elas. Da sala vê-se o área comum e vice-versa. Isto acontece porque todas as zonas têm, a toda a altura, painéis envidraçados. Como é natural, a privacidade também importa, mas, para isso, basta correr as cortinas. Porém, durante o dia, a luz natural entre generosamente para todos os espaços e a casa parece muito mais leve e moderna.

Com muita luz e zonas envidraçadas, é difícil ficar indiferente a esta moderna casa. De que divisão mais gostou?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!