Guia do estilo mediterrâneo: tudo o que precisa de saber

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

O estilo mediterrâneo é, como o próprio nome indica, originário dos países a norte do Mar Mediterrâneo entre os quais se incluem a Espanha, a Grécia, a Itália, sendo que também o encontramos amiúde em algumas zonas de Portugal como é o caso do Algarve. Os seus traços estéticos tanto pode ser informais, práticos e refinados, como extremamente formais.

As peças de mobiliário são, geralmente, de dimensões limitadas e de bases ornamentadas. Os acessórios e os detalhes metálicos são pesados e brilhantes. As paredes apresentam-se, usualmente, com textura e com pinturas coloridas e alegres.

Trata-se, sem dúvida, de um estilo que nos recorda o calor do Verão e os momentos de diversão e reunião com familiares e amigos.

Neste livro de ideias, compartilharemos os segredos para conseguir, também aí em casa, criar um espaço com esta linguagem estética. 

O passado

Rico em história, este estilo nasceu há milhares de anos, na Grécia. Tendo em conta que os gregos preferiam realizar as suas actividades ao ar livre, não investiam muito tempo a decorar as casas e a enchê-las de ornamentos e de objectos decorativos. Estas casas costumavam, por isso mesmo, ser simples e despojadas, cumprindo o seguinte mote: “ao viver num ambiente simples, a tua mente e o teu espírito são livres para se focar noutras coisas mais importantes”.

Os gregos conjugaram perfeitamente o interior das suas vivendas com o exterior, razão pela qual os terraços têm muita importância na sua arquitectura.

Cores no interior

As cores nos interiores mediterrâneos são luminosas e alegres, sendo o branco, o neutro base por excelência. Também é comum encontrar espaços de contrastantes azuis e/ou decorados com azulejos. Sendo historicamente ligados ao Oriente, estes azulejos cerâmicos decorativos foram fortemente incorporados na cultura de Portugal e de Espanha, tão importantes para o estilo mediterrâneo. Os azulejos são habitualmente encontrados nos pisos, assim como no revestimento das paredes de casas de banho, cozinhas e até das fachadas como elemento decorativo.

Outra forma interessante de usar os azulejos cerâmicos é sobre superfícies de apoio como mesas e bancadas. Esta técnica de revestimento torna a área higiénica e fácil de limpar.

Cores no exterior

As cores mediterrâneas fazem referência ao mar e à natureza. Os tons verdes da água e azuis do céu estão constantemente presentes neste estilo. Os exteriores das casa são habitualmente brancos ou cor de areia, uma opção excelente para isolar termicamente os espaços do intenso sol. Em algumas regiões, também podemos encontrar fachadas pintadas por tons vibrantes e coloridos como lavanda, rosa laranja e amarelo. A terracota é também uma tonalidade muito utilizada no exterior das casas mediterrâneas, sobretudo em mosaicos e em vasos decorativos.

Textura

No estilo mediterrâneo, as paredes são habitualmente estucadas ou esmaltadas. Ambas as opções permitem-nos deixar a parede no mais puro dos brancos ou, por outro lado, pintá-la, mas sempre destacando a textura e o acabamento.

No que diz respeito aos tecidos e aos cortinados, tudo deve ser mantido o mais leve e suave possível. Os têxteis são, em muitos casos, brancos, leves e transparentes e a utilização de padrões é também recorrente, não só nos cortinados, como também nas mantas e nas almofadas.

Recomenda-se a utilização de pormenores de cor nas almofadas, mantendo o resto do espaço neutro.

Exterior

Tecidos, gradeamentos de ferro pintados em negro, móveis de madeira, paredes estucadas e pisos de pedra ou terracota, formam a ideia de um típico terraço mediterrâneo. 

Tendo em conta que a região de onde o estilo é originário beneficia de sol e de calor durante a maior parte do ano, o exterior ganha tanta importância como o interior na hora de pensar, projectar e decorar uma casa.

A estética complementa-se com plantas naturais, fontes e pequenos lagos, trepadeiras que sobem mirantes ou tendas construídas para nos abrigar do sol e oferecer um ambiente ainda mais cénico.

Estilo Toscano

Este estilo materializa-se em interiores rústicos, pisos cerâmicos, terraços de pedra, mobiliário simples, sólido e elegante. Em certos casos, encontramos murais simples ou trompe l’oeil.

A paleta de cores utilizada é de tons próprios da terra. Os pisos são de terracota, pedra, mosaicos e madeira antiga. Sobre os mesmos, podemos colocar típicos tapetes que, por vezes, se encontram também nas paredes.

A arquitectura deste estilo traz-nos paredes texturadas, vigas de madeira à vista e muitas das suas janelas em arco são deixadas despidas para deixar passar a luz natural, tal como é possível ver na imagem que apresentamos, de um projecto do estúdio Junor Arquitectos.

Acessórios

O estilo mediterrâneo pode completar-se com elementos de bronze como pequenos vasos ou recipientes. O ferro pintado de preto é também comum neste estilo e pode ser visto em móveis, gradeamentos e varandas.

As varandas têm a sua origem em Marrocos. Ainda assim, esta não é a única influência que convive com o estilo mediterrâneo. Os elementos referentes à praia e à vida toscana também são bem aceites.

Podemos juntar objectos decorativos de madeira rústica e, na louça da casa, podemos incorporar cores chamativas como verdes, azuis e vermelhos, especialmente em ambientes mais neutros e de influência grega.

O que achou do guia que apresentamos? Acha este estilo elegante para a decoração da sua casa? Lembra muito um dia quente de Verão. Não acha?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!