Como decorar o seu jardim com plantas e flores

sofiapega sofiapega
Loading admin actions …

Hoje trazemos-lhe um artigo cheio de cor e frescura, que nos remete para o Verão, que não tarde já se avizinha de novo. Vamos levá-lo até ao seu jardim. Lembra-se de quantas vezes já lhe dissemos que não deve menosprezar o seu jardim no Inverno? Nunca é demais repetir. Devemos ter igual dedicação e cuidado a tratar deste espaço no qual relaxamos a dormir uma cesta ou ler um livro, revista ou jornal ou até mesmo onde fazemos churrascos e jantares com os amigos e/ou família. Estas são actividades que, apesar de acontecerem mais no Verão, certamente todos temos vontade que aconteçam também no Inverno. E, por isso mesmo, devemos ter o nosso jardim em condições.

Não só o mobiliário é importante, mesmo que seja pouco, mas, ainda mais essencial são… as plantas e as flores! Porque, sem elas, um jardim não é um jardim, é apenas um terraço ou uma varanda. Um jardim implica que haja vegetação. Ao longo deste artigo vamos dar-lhe seis exemplos de plantas ideais para colocar no seu jardim e diz-lhe quais os cuidados e a ter com cada espécie, para que perceba se se adequam ao clima da zona ontem mora, ao tamanho do seu jardim e até mesmo à sua rotina. Provavelmente, alguns nomes de plantas irá estranhar. Mas não se preocupe. É exatamente por isso que lhe vamos explicar tudo tim-tim por tim-tim. Continue a ler e inspire-se com a homify. Juntos vamos florir e colorir o seu jardim!

Utilize plantas perenes

Jardins modernos por Terra
Terra

Jardin de Flores

Terra

Em primeiro lugar, vamos falar-lhe das plantas perenes. “E o que são plantas perenes?”, está a surgir-lhe na cabeça esta pergunta… Nós passamos a explicar. Plantas perenes, como o próprio nome diz (perene é sinónimo de eterno, incessante, permanente, contínuo) é a designação botânica dada a todas as espécies vegetais cujo ciclo de vida é longo, conseguindo viver mais de dois anos, ou seja, mais de dois ciclos sazonais sem que as suas folhas caiam. Alguns exemplos destes tipo de plantas são o espargo, o ruibardo, a flor-de-lis, a valeriana e até mesmo a hibiscos, da qual falaremos já a seguir. São plantas ideais para ter no seu jardim, devido à sua longevidade e à beleza das suas folhas e flores principais.

Destaque locais bonitos com as flores Hibiscos

Jardim Bambus: Jardins rústicos por MUDA Home Design
MUDA Home Design

Jardim Bambus

MUDA Home Design

Tal como dissemos antes, falamos-lhe agora das hibiscos, um género botânico cujo nome não é assim tão conhecido quanto isso, com cerca de 300 espécies. A espécie mais conhecida deste gênero é talvez a flor utilizada com símbolo do Hawaii. Para além disso, é das plantas que mais se cultiva nos jardins brasileiros, principalmente devido ao seu rápido crescimento, beleza e rusticidades. É uma planta versátil, que se adapta às mais diversas condições climatéricas (com excepão das geadas, sombreamento parcial e salinidade) e tendo floração todo o ano. As hisbiscos devem ser cultivadas em pleno sol, em solo fértil.

Locais para Hydrangea

A hydrangea, mais conhecida por hortênsia, é uma espécie nativa do Japão e da China, actualmente cultivada em todas as regiões temparadas e subtropicais. Apesar de serem plantas esteticamente muito bonitas, devido ao seu tom azulado, lilás, cor-de-rosa, branco ou vermelho, não devem ser ingeridas devido aos princípios activos que contêm e que as tornam venenosas, podendo provocar vómitos, dor abdominal, convulsões, entre outros sintomas. É uma planta cujas flores crescem em forma de buquês e que deve ser cultivada em pleno sol, em solos bem adubados e ricos em matéria orgânica, regados periodicamente. São plantas que requerem poda anual, preferencialmente no final do Inverno, permitindo assim um intenso florescimento na Primavera e Verão. Adapta-se bem ao frio, sendo por isso ideal para jardim localizados em regiões de altitude e de clima mais temperado/ameno. A composição de vasos e hortênsias que vemos na fotografia foi criada por Sílvia Astride Cardoso, realçando o tom pastel das flores.

Crie um jardim de rosas

Finalmente uma espécie que todos conhecemos o nome: as rosas! São, indubitavelmente, uma das flores mais populares de todo o mundo. Cultivada desde a Antiguidade, diz-se que a primeira rosa crescer em jardins asiáticos há cerca de 5 mil anos. Na sua forma selvagem, alguns fósseis remetem-nos para há cerca de 35 milhões de anos atrás. As rosas pertencem à família Rosaceae e ao género Rosa, com mais de 100 espécies e milhares de variedades. Parece difícil de acreditar mas é verdade! Culturalmente, as vermelhas são símbolo do amor e da paixão, as brancas simbolizam a pureza e paz, e as restantes cores como o amarelo são associadas à amizade e solidariedade ou à gratidão, agradecimento e feminino, como as rosas cor-de-rosa. Em relação aos cuidados a ter na sua rotina, deve eliminar os ramos improdutivos ou mortos sempre que existirem folhas ou flores murchas ou ramos fracos e doentes. Quanto à rega, necessitam de rega constante, mas o solo não deve ficar empapado, sendo necessária uma boa drenagem para que a terra fique apenas molhada. As rosas devem receber sol directamente, evitando a sombra, cantos escuros e ambiente internos, sendo a temperatura ideal uma temperatura amena, sem extremos tanto no que toca ao calor como ao frio.

Cactos resultam sempre

A maioria das pessoas crê que os cactos necessitam de menos atenção e cuidados do que os outros tipos de plantas e flores. Por um lado, tem um fundo de verdade. No entanto, apesar de ser uma planta que exige menos tempo do seu dono, continua a necessitar de cuidados e atenção específicos. São plantas que se adaptando muito bem a ambiente extremos. Por curiosidade, os espinhos dos cactos foram outrora as suas folhas que, no processo de evolução se reduziram, mantendo a sua função principal: a respiração da planta. Os cactos não são os maiores fãs de água, pois têm muita capacidade para armazenar muito líquido. Por isso, aconselhamos que o regue apenas uma vez por semana durante o Verão (porque o tempo é mais quente e a seca é maior) e uma vez por mês durante o Inverno. Não abuse nunca na água! Se o fizer, é muito provavelmente que o cato morra… Para terminar, deve também saber que os cactos crescem consoante o tamanho do vaso em que os planta – quanto maior o vaso, mais o cacto crescerá!

Arbustos

Por fim, mostramos-lhe os arbustos, que para estarem sempre bonitos devem também ser bem tratados. São talvez as plantas mais económicas, que devem ser plantadas numa cova escavada em solo (terra com bom adubo orgânico) sem ervas daninhas. Nos primeiros dias de vida é essencial regá-los. No entanto, no resto dos anos, sobrevivem apenas com a água da chuva, sendo uma planta muito independente.

Pronto para colorir o seu jardim? Conte-nos todas as suas ideias!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!