Que pavimento escolher para a cozinha?

Solicitar cotação

Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.

Que pavimento escolher para a cozinha?

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Paredes e pisos modernos por Hain Parkett Moderno
Loading admin actions …

Encontrar o piso certo para a sua cozinha não é fácil porque muitas vezes você pensa erroneamente que tem de escolher entre um design bonito e a funcionalidade. No entanto neste artigo vamos provar-lhe que não precisa de escolher entre um e outro. 

Sem dúvida que o chão da cozinha tem de suportar uma série de dificuldades. Porque é um facto: – ao contrário do que a sala de estar, onde a maioria das vezes estamos sentado no sofá, a cozinha é um lugar onde se está de pé, andando para trás e para frente, e onde, de vez em quando, também se senta à mesa para conseguir comer qualquer coisa. Neste carga de trabalho diária produzem-se manchas de gordura, manchas de água, migalhas de alimentos e, na pior das hipóteses, queda de objetos, tais como colheres de pau e até mesmo panelas, por isso é quase impossível que o chão da sua cozinha sobreviva sem uma única amolgadela. 

Hoje mostramos-lhe os melhores revestimentos para o chão da cozinha e avaliamo-los sob uma lente rigorosa para o ajudar a encontrar o caminho certo para o seu gosto.

Os clássicos: Tijoleiras

As tijoleiras estão entre os pisos de cozinha mais clássicos. Em muitas cozinhas portuguesas, encontramos os clássicos azulejos brancos, cada um dos quais está ligado por um conjunto cinza escuro. Este padrão de design bastante simples não serve a todos os gostos, mas felizmente a escolha no que toca a tijoleiras é realmente muito maior. Assim pode decidir, por exemplo, por motivos mais originais, estampados, coloridos ou selvagens. Idealmente o aspeto da tijoleira deve ajustar-se ao estilo da cozinha e criar uma imagem global harmoniosa. 

Mas por que é que a tijoleira é tão escolhida como pavimento para a cozinha? A principal razão é que este revestimento é altamente durável e fácil de limpar. Em regra as tijoleiras são consideradas extremamente robustas, no entanto é melhor jogar pelo seguro e prestar atenção ao tipo de tijoleiras que compra. Um preço mais elevado das tijoleiras quase sempre tem impacto direto na melhoria da longevidade do pavimento, ou seja o seu chão vai durar mais com melhor aspeto. Além disso as tijoleiras devem ter um forte revestimento de vidrado para as tornar mais resistentes. 

As tijoleiras têm outras vantagens: – Quando há quebra as tijoleiras são fáceis de substituir, mas compre sempre algumas peças extras para que uma substituição não implique uma alteração visível na estética. -Este pavimento é resistente à humidade, ao calor e à maioria dos produtos químicos domésticos. – A tijoleira também é perfeitamente adequada para a instalação de um aquecimento de piso.

O PVC é um pavimento ideal para a cozinha

Quase tão popular como a tijoleira é o piso de linóleo na cozinha. As suas vantagens são óbvias: é barato, rápido de instalar e simples, porém é robusta e de fácil manutenção. Graças às junções apertadas, soldadas, este piso pode ser limpo com facilidade e permite uma excelente higienização. Uma vez que o PVC também absorve o som, funciona como isolador sonoro e ao instalá-lo estará a fazer um favor à sua família e aos seus vizinhos. Mas também aqui é importante enfatizar a importância da categoria do material escolhido. A classe 22+ garante uma longa duração do material. 

É normal associar este piso a hospitais e outros locais com muitos produtos químicos e um design chato, mas essa associação não é válida hoje em dia, como se pode ver na imagem acima da B.W.D. SANIERUNGS_SYSTEME GmbH

Os pavimentos de PVC, também vulgarmente conhecidos como pisos de vinil, são feitos principalmente de sal-gema, óleo e agentes de enchimento naturais, tais como o giz e calcário. Eles não contêm plásticos agressivos, metais pesados ou chumbo. E atualmente a diversidade de design, e a escolha de cores e estruturas é extremamente grande. Se usar placas de vinil, por exemplo, vai conseguir uma perfeita imitação de tijoleira!

Linóleo na cozinha

Ao contrário do PVC, o linóleo é um dos chamados revestimentos naturais para pavimentos. É constituído por matérias-primas naturais tais como óleo de linhaça, farinha de cortiça, de madeira e de juta. Graças a esta combinação inteligente de materiais deste piso é antiderrapante, anti-estático e fácil de limpar. E para aqueles que preferem algo incomum no seu projeto é possível optar por modelos coloridos e originais, mesmo usando linóleo. 

É importante que este revestimento seja instalado por profissionais. Para a sua instalação correta é preciso um cimento especial de linóleo. Além disso pode optar por revestir o linóleo com um verniz altamente resistente à abrasão que evita a penetração de água, evitando o apodrecimento do material.  

Devido à sua composição natural e facilidade de limpeza, constituindo um pavimento muito higiénico, o linóleo é perfeitamente adequado para pessoas com alergias.

Um piso de madeira na cozinha

Em salas de estar o piso de madeira há muito que é a opção mais comum. Ele é quente ao toque, bom para o ambiente interior e oferece um ambiente acolhedor. E esses três fatores são também o que fazem dele um piso ideal para a cozinha – o que poderia ser melhor do que fazer da sua cozinha um local tão acolhedor como a sala de estar? 

Um piso de parquet de madeira pode embelezar qualquer cozinha : enquanto a madeira é ideal para cozinhas rústicas, torna-se um contraste interessante com o estilo de cozinha industrial. Além disso, a cor e o grão individual de cada tábua fazem com que a madeira dê imensa vitalidade a um ambiente desinteressante.

No entanto este material natural não é particularmente durável. A impermeabilização da superfície é uma necessidade básica para evitar pequenas ou grandes imperfeições, tais como riscos ou manchas de água. Uma certa atenção e cuidados regulares são essenciais se optar por um piso de madeira na cozinha. E se colocar uma mesa de jantar, incluindo cadeiras, na sua cozinha, deve colocar feltros sob as pernas para proteger o pavimento. 

Nossa dica instalação: -escolha a madeira para colocar contrastes, combinando uma madeira escura numa cozinha com muita madeira clara, e vice-versa.

Laminado para o chão da cozinha

Uma alternativa para o piso de madeira real é o laminado. Este é significativamente menos dispendioso, uma vez que é apenas uma combinação de camadas de diferentes peças de madeira, tais como aparas e fibras, que são pressionadas em conjunto, a alta temperatura e pressão, e a que finalmente é dado um acabamento com o aspeto desejado. É este acabamento que possibilita a criação de muitos modelos diferentes com o laminado. Assim pode optar por um aspeto heterogéneo ou por uma imitação de madeira enganosamente real. 

Ao limpar o piso laminado é importante saber que ele só deve ficar ligeiramente húmido e não deve ser esfregado. Se o solo ficar muito molhado existe o perigo de inchar e ficar com danos permanentes. Além disso, a queda de objetos pode deixar falhas no material, que apenas pode ser reparado com substituição. Devido a essas limitações o laminado é apenas condicionalmente recomendado como um chão da cozinha.

Saiba tudo sobre chão laminado no artigo ’10 motivos que o convencerão a substituir o seu velho chão por um laminado’.

Pedra natural para o chão da cozinha

A pedra natural é um excelente piso na cozinha, porque que ela é bem conhecida por ser extremamente robusta. Este material natural é resistente à água e a solventes, e está à altura do desafio em qualquer cozinha. 

Dependendo do seu gosto pode optar pela pedra natural que melhor se adapte as instalações da sua cozinha e fazer os seus próprios padrões.

Se escolher um granito escuro terá escolhido uma das pedras mais duras e duráveis. O travertino é uma pedra calcária porosa que tem uma estrutura densa e surpreendentes variações de cor. Particularmente bem conhecidos e populares são os pisos de mármore. Esta pedra, no entanto, é significativamente mais sensível do que, digamos, o granito, e portanto requer cuidados especiais. Manchas de qualquer origem e respingos devem ser eliminados o mais rapidamente possível para evitar uma impressão permanente.

Quer ver muitas ideias excelentes para a sua cozinha? Visite a nossa loja on line!

Qual é o material do chão da sua cozinha? Era esse mesmo que queria ou sonha com o dia em que o vai substituir?
Casas modernas por Casas inHAUS Moderno

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!