Apartamento com preocupação ecológica

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

É importante e felizmente, já bastante visível a preocupação ecológica na sociedade. Para um futuro melhor todos sabemos como contribuir mas nem todos fazemos esse esforço que será necessário ou dramático num curto espaço tempo. É naturalmente também uma moda que veio para ficar, pois considera-se à frente quem o faz, contribui e usa mobiliário em 2ª mão ou de materiais renováveis.

Recicla os diferentes tipos de lixo em sua casa? Pensa no lado ambiental antes de adquirir mobiliário novo ou antes de deitar outros fora?

apartamento com preocupação ecológica de hoje fica no Brasil, na região do nordeste – Maranhão – e é um bom exemplo de como uma casa pode ser bonita, confortável e ainda conter diversos materiais naturais, recicláveis ou reutilizáveis. Aposto que vai gostar!

Contrastes constantes

Na sala de estar estas preocupações não são tão visíveis assim. Estamos perante um ambiente brilhante e luminoso devido às superfícies de paredes e tecto, intensificadas pela grande janela. O pavimento é madeira de estilo antigo, tipo taco, o mesmo que resistiu ao passar dos tempos e depois de restaurado apresenta-se com óptimo aspecto.

O sofá em pele preta de estilo vintage contrasta com a cadeira de trama de ferro; a carpete persa com o armário de madeira e ferro e da sua televisão espelhada e super moderna. As plantas dão o lado natural e vivido aos interiores e reflectem a preocupação ambiental.

Sala polivalente

Numa grande divisão, composta por sala de jogos e zona de estar mais peças fortes aparecem a decorar o espaço e a torná-lo mais especial. Aqui o pavimento mantém-se e ao fundo uma cadeira de baloiço faz as delicias dos moradores e visitantes. Lembra-se da cadeira de baloiço presente na casa dos seus avós ou bisavós? (Eu lembro e que saudades tenho!) Este exemplar de madeira e palhinha foi também restaurado e agora é uma das peças mais valiosas deste conjunto, tanto a nível sentimental como económico, já que são cada vez mais raras e únicas.

O tecido da mesa de bilhar é azul forte e causa grande impacto neste espaço. Ao fundo uma zona de estar tem pormenores fantásticos. Veja a foto seguinte…

Frascos + lâmpadas + cabos electricos

Eu não disse que era especial? Cadeira de baloiço, sofá extremamente confortável e na cor que todos querem ter - cinzento, candeeiros suspensos super originais e ainda a fotografia do melhor jogador brasileiro, aqui ainda bem novo – Pelé.

Frascos de vidro ou fundos de garrafas podem facilmente adquirir outra função. Repare como cabos eléctricos de carros, daquele que servem para passar energia de bateria para bateria, estão aqui com uma nova e arrojada função. Os seus ganchos com lâmpadas, uma vez presos, foram candeeiros suspensos bem únicos e especiais.

Noutro canto especial, duas poltronas de estilo clássico formam uma zona lounge. Uma mesa de apoio de gavetas que depressa nos faz pensar em épocas passadas, completa o cenário com objectos decorativos fortes: candeeiro de abajur laranja, escultura de Buda, fotografia a preto e branco de grandes dimensões.

As paredes também aqui são brancas, mas pilares e vigas de tecto foram deixados a nu e no seu estado original – cimento/betão.

A cozinha

cozinha apareceu num outro espaço, também ele bastante amplo, onde dois móveis baixos colocados paralelamente formam esta zona de cozinha. O espaço fica também marcado pelo diferente piso, tornando a zona mais funcional e prática na hora da limpeza (peças hexagonais de cimento usadas nas calçadas na rua).

Aqui também a cor azul forte apareceu aplicada nas portas dos armários marcando irreverencia e alguma excentricidade. Ambas as bancadas facilitam a confecção de refeições e ainda a disposição de alguma decoração, como é o caso do candeeiro de design – Bourgie lamp – quadro e jarra com flor.

Cozinha? Onde?

Ainda numa outra perspectiva da cozinha podemos ver como todo o espaço parece limpo e arejado. Muito se deve, claro, à sensação criada pelos móveis baixos e não pelos típicos armários do chão ao tecto em cozinhas. Com a falta de arrumação compreensível com a escolha deste tipo de desenho e planeamento, a parede à esquerda foi totalmente dividida em prateleiras para a arrumação de alimentos, garrafas e mini electrodomésticos. No tecto, calhas e fotos direccionais não descuram a boa iluminação artificial do espaço. Duas cadeiras altas proporcionam momentos de refeições rápidas nesta bancada de pedra negra.

O quarto

No quarto voltam a aparecer objectos antigos restaurados e com uma 2ª oportunidade de brilhar. A cadeira do mesmo estilo da de baloiço, aparece aqui em modelo normal e mais uma vez os seus materiais e detalhado trabalho contrastam com outros mais simples e actuais.

Repare na mesa de cabeceira e como cestos de plástico, normalmente vistos em mercados de fruta e legumes, facilmente servem de gavetas nesta caixa de madeira com estrutura de pernas de aço preto. É perceptível que a cabeceira de cama não pertence à cama, mas a mesma assenta na perfeição depois de forrada e colocada contra a parede. Um fotografia de um espaço industrial completa a parede enquanto uma almofada com motivo animal decora a cama.

A casa de banho de serviço

Existem duas casas de banho neste apartamento no Maranhão. Uma de serviço sem zona de banho e outra maior onde a zona de banho é o principal destaque.

O lavatório antigo contraste com uma sanita moderna e suspensa e de autoclismo embutido. Uma cadeira feita de restos de paletes cria uma cadeira de apoio a este espaço. Um quadro de grandes dimensões, mais uma vez um exemplo fotográfico, foi pousado junto à parede e decora o espaço. Mas o principal destaque vai para o candeeiro de tecto formado por coloridas embalagens de produtos de limpeza. Mais uma vez foi pensada uma 2ª função para objectos que a partida era lixo.

Aqui o piso manteve-se em madeira e a parede de fundo foi pintada num tom de cinza bem clarinho.

A zona de banho

Como disse, a zona de banho nesta outra casa de banho foi aplicada como a zona mais forte do espaço. A banheira antiga foi colocada na zona mais estreita junto à janela, mas uma divisória em vidro ajuda e impede a passagem de águas  para outras partes da casa de banho. Sendo em vidro a perspectiva de plano total do espaço mantém-se. Também aqui o azul forte foi a escolha para as portas de armários do lavatório. Ao contrário de todos os espaços mostrados, aqui o pavimento é cerâmico e torna tudo mais funcional e impermeável não colocando em causa o magnifico chão em tacos de madeira.

Também nesta casa de banho e espaço, o quadro foi pousado no chão e não existiu necessidade de o pendurar na parede.

Que achou deste apartamento? Está a pensar em restaurar certos objectos?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!