Alternativas de casas de baixo custo

sofiapega sofiapega
Loading admin actions …

Construir ou comprar uma casa não é uma decisão fácil. A começar pela localização e o tamanho, até chegarmos ao assunto que mais perturba a maioria das pessoas: o preço. É este problema que muitas vezes nos leva a comprar, alugar ou construir casas com as quais não nos identificamos e onde sabemos que não seremos tão felizes. Foi a pensar neste assunto que tanto preocupa a maioria dos portugueses que decidimos apresentar estas duas soluções, como alternativas económicas, de baixo custo, mas, ao mesmo tempo, funcionais, confortáveis e esteticamente agradáveis e criativas.

1 – Contentores

  por CSH Container Services Hamburg GmbH
CSH Container Services Hamburg GmbH

Gebrauchter 20 Fuß ContainerSeecontainer vor dem Umbau

CSH Container Services Hamburg GmbH

Vamos começar por falar daquela que é uma ideia ainda muito temida em Portugal mas que se tem tornado um sucesso em países como a Alemanha: os contentores. Possivelmente, não acredita que seja possível ter uma vida com qualidade e conforto dentro de um contentor, mas vamos provar-lhe que está enganado! Tudo passa por adaptá-lo para que se torne uma autêntica casa quase de luxo!

Primeiramente, o valor de um contentor – novo ou usado – com cerca de 12 metros de comprimento e 2,5 metros de largura pode variar entre os 1000 e os 3000 euros, podendo chegar aos 10 000 caso se pretenda construir uma casa maior. Devem ser revestidos com camadas de isolamento, para se tornarem habitáveis. Dois exemplos de construções feitas com contendores são a casas criadas pela empresa CSH Container Services Hamburg UG e a aldeia projectada pela EBA51.

2 – CSH Container Services Hamburg UG

A CSH Container Services Hamburg UG, uma empresa sedeada em Hamburgo, na Alemanha, vende não só contentores usados para o transporte de mercadorias, como também contentores novos construídos com o auxílio de arquitectos, designers e engenheiros, já com o objectivo de ser usado para habitação. As imagens que apresentamos são exemplos do reaproveitamento de contentores que anteriormente eram usados em navios para transporte de encomendas. A CSH prova que é possível aproveitar os contentores das mais variadas formas: desde fazer casas pequenas com um só contentor, como construir casas com dois andares. A sua personalização não tem praticamente limites! Tornam-se muito mais do que apenas um paralelepípedo, sendo apenas a estrutura, passando a ser composições com muito bom gosto e habitáveis. Em especial, esta casa na Costa Rica custou cerca de 35 000 euros na sua totalidade e tem uma área de 92m2. O uso de janelas e claraboias é, sem dúvida, uma mais-valia na decoração, porque faz com que o espaço aparente ser maior do que é na realidade.

A CSH, em conjunto com dois estudantes de design, projectou esta casa, apenas com dois contentores, criando dois andares. Demorou cerca de 2 anos para que o projecto fosse terminado. De facto, é visível que a casa é feita de contentores, mas dá um ar moderno e criativo à casa, objectivo dos estudantes que, para além de a terem desenvolvido, a passaram a habitar.

3 – EBA51

  por EBA51

Em relação ao segundo exemplo, a empresa EBA51, que projectou uma autêntica aldeia de contentores! Incrível, não é? O aço Corten, material de que são feitos os contentores, e a ferrugem que aparece ao longo dos anos, garante a durabilidade destas casas, aliás… destes prédios!

  por EBA51

Em cerca de 11 000 metros quadrados de terreno, criaram 235 apartamentos individuais, cada um com 26 m2, 65 apartamentos duplos e 11 apartamentos triplos.

4 – Pré-fabricados

  por NOEM

Deixando os contentores e passando à segunda solução de baixo custo: os pré-fabricados. Para quem não conhece são, nada mais nada menos, umas casinhas, geralmente de madeira que, tal como diz o nome, são pré-fabricadas antes de serem colocadas no local. O facto de serem produzidos em série numa fábrica faz com que os preços sejam de imediato mais acessíveis e, por outro lado, as condições atmosféricas não interferem na construção, diminuindo, assim, os custos. É também uma alternativa à alvenaria e ao aço, tornando-se uma solução muito sustentável. Tal como as casas tradicionais, este tipo de casas embarca tanto casas mais simples como outras mais sofisticadas. No entanto, um factor que praticamente todos os compradores destas casas têm em conta é o factor ecológico e a eficiência energética, dando importância ao isolamento e aquecimento natural, que a madeira permite. As casas pré-fabricadas de qualidade mais baratas rondam os 20 000 euros.

NOEM

Casas modernas por NOEM

A título exemplicativo, temos esta projectada pelo atelier NOEM, em Espanha. É impossível não ficar com vontade de, pelo menos, ir visitá-la. O design moderno, as cores neutras e os materiais transmitem-nos uma sensação de enorme conforto.

Casas modernas por NOEM

A sua construção durou cerca dez semanas e a instalação e montagem apenas uma semana, o que prova a rapidez de todo o processo. Só a decoração exterior é que foi realizada já no local.

Sala de jantar  por NOEM

Em suma, muitas vezes acreditamos que já conhecemos todas as opções e, por acharmos que não há o que queremos a um preço acessível, acabamos por aquirir e viver numa casa que não desejamos. Com os projectos apresentados anteriormente, é possível provar o contrário: que existem soluções originais, baratas e fantásticas que nos podem fornecer o conforto e qualidade de vida de uma casa de luxo!

O que acha destas soluções? Diga-nos qual das alternativas escolheria!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!