Erros típicos ao pendurar obras de arte, como evitar?

Agata Alencoao Agata Alencoao
Loading admin actions …

Todos nós quase sem excepção gostamos de ter aquilo a que podemos chamar objectos de arte em nossa casa. É claro que quando falamos em objectos de arte, não nos nos referimos a ter um Picasso ou um Degas. Coisas tão simples como desenhos dos nossos filhos, aquelas experiências que nós próprios em tempo fizemos, uma serigrafia, entre tantos outros, podem ser peças de arte que adquirem um grande valor quando as colocamos na nossa parede. Ainda assim, queremos sempre que o resultado final, independentemente da obra, seja o melhor e por isso mesmo devemos ter em consideração algumas regras para que a nossa parede respire beleza e harmonia. O artigo que hoje lhe trazemos é precisamente sobre a questão mais prática relativa às obras de arte, mais concretamente sobre o como evitar cometer erros ao dispor as nossas obras.

Temos algumas regras de ouro para lhe dar que no final farão toda a diferença ao valorizar mais as suas obras, paredes e claro, a sua casa. Venha connosco!

Use a cor a seu favor

Corredores e halls de entrada  por Whitaker Studio
Whitaker Studio

West London Home by Sybarite Architects

Whitaker Studio

Todos sabemos que o que dá vida à nossa é a forma como conjugamos diferentes esquemas de cor. O uso das cores certas faz toda a diferença e pode ser o motivo pelo qual a nossa casa tem aquele toque especial. O conjunto de quadros que vemos pendurado na parede ilustra perfeitamente aquilo que lhe queremos dizer. Numa divisão em que a madeira e o branco sobressaem, eis que surge uma explosão de cores quentes e frias que dá uma nova vida ao espaço!

Pendurar muito alto

Projecto de Ilustração - we love music: Arte  por Aguas Furtadas Design
Aguas Furtadas Design

Projecto de Ilustração – we love music

Aguas Furtadas Design

Encontrar a altura certa para pendurar as nossas obras pode ser por vezes um problema. Começa logo por: a que altura devo pendurar os meus quadros? A verdade é que esta pode ser uma pergunta bastante matreira, já que não existe uma medida exacta que lhe possamos indicar. Regra geral os quadros estarão no primeiro terço da nossa parede e a forma mais clássica de os dispor será a meio da parede, no que a largura diz respeito. A tendência é pendurar os quadros mais alto do que aquilo que é suposto, mas pense connosco, não acha que o que faz mais sentido é ter as suas obras mais ou menos na linha dos seus olhos? Claro que sim! Então vá tenha como referência esse ponto e pendure-os um bocadinho mais alto, consoante a altura da parede.

Escala errada

Nu a carvão: Arte  por Casa do Páteo
Casa do Páteo

Nu a carvão

Casa do Páteo

Uma outra coisa muito importante a ter em conta tem que ver com o tamanho que as nossas peças têm e a área que temos disponível, isto é, não faz sentido que numa parede muito grande tenhamos um quadro muito pequeno ou o contrário. É importante que haja uma proporção no que a isto diz respeito, de outra forma o resultado estará muito longe de ser apelativo. Claro que existem várias formas de conjugar as suas peças, por exemplo numa parede grande não temos obrigatoriamente de ter uma peça grande, podemos antes ter um conjunto de peças mais pequenas dispostas de uma forma à nossa escolha, existem combinações bastante irregulares que por si acabam acabam por ser uma outra obra de arte.

Pouca variedade

Serigrafias emolduradas.: Arte  por Casa do Páteo
Casa do Páteo

Serigrafias emolduradas.

Casa do Páteo

No seguimento do que lhe escrevemos no ponto anterior queremos fazer uma ressalva, o facto de usar um conjunto de quadros para preencher parte da sua parede não tem nada que ver falta de variedade, este aspecto é bastante diferente. Quando lhe falamos em variedade queremos dizer-lhe que quanto mais objectos diferentes conjugar – ou seja o quadro no contexto da decoração da sala – mais dinâmica e ritmo esta terá. É importante acrescentar diferentes pormenores para que possamos criar um estilo e decoração único e muito pessoal.

Muito parecidos

Arte  por ESTUDIO DELIER
ESTUDIO DELIER

cuadro triptico plata

ESTUDIO DELIER

Também no seguimento do que anteriormente lhe escrevemos, aconselhamo-lo a não optar por conjuntos de quadros muito parecidos uma vez que pode incorrer no risco de tornar a decoração do espaço aborrecida. Variedade é dinâmica e é assim mesmo que a nossa casa se quer, um espaço que não só nos faça sentir bem mas que nos transmita energia. As cores, as formas, as texturas, as conjugações são essenciais para que a dinâmica de que lhe falamos exista, por isso faça uso do seu bom gosto e crie combinações únicas!

Preencher todas as paredes

Arte  por Viadurini.co.uk
Viadurini.co.uk

Viadurini furnishes the prestigious Pacific Restaurant Bar Lounge in Montecarlo

Viadurini.co.uk

Para que não se entusiasme demasiado… Preencher todas as paredes da sua casa é proibido! Ainda que goste imenso de ver as paredes ocupadas, é importante que tenha alguma conta, peso e medida, não se esqueça que a sua casa não é um museu! É importante que algumas das suas paredes fiquem despidas pois só assim, as obras de arte que estão nas restantes, serão evidenciadas. Demasiados estímulos visuais acabam por ser distractivos e não é isso que se pretende. Para que uma obra seja apreciada de forma adequada deve ter o seu próprio espaço e respirar livremente.

Primeira vez a fazer buracos na parede

Arte  por MI Irina Meye Kunst // Fotografie Hamburg
MI Irina Meye Kunst // Fotografie Hamburg

Fine Art Print auf Hahnemühle Künstlerpapier – hochwertige Reproduktion 200x300 mm inkl. Passepartout +++limitierte Edition+++

MI Irina Meye Kunst // Fotografie Hamburg

Fazer buracos na parede pode ser uma actividade muito complicada principalmente se o estiver a fazer pela primeira vez. Para esta prática temos algumas dicas preciosas para lhe dar, porque acreditamos que de todos os problemas com os quais nos podemos deparar este é de facto o mais complicado de lidar. Pois bem, voltando ao início, é muito importante ter a certeza de onde quer fazer o seu buraco, ou os seus buracos, furar a parede no sítio errado pode ser algo catastrófico – estaremos com certeza a exagerar um bocadinho, mas a verdade é que às vezes temos surpresas! – depois faça com um lápis uma pequena marca para ter a certeza que não se engana. Existem hoje em dia alguns pregos que o aconselhamos a usar, principalmente se for muito inexperiente, já que estes apresentam um método através do qual o prego fura suavemente a parede, evitando a sua destruição – sim destruir bocados de parede é um dos problemas mais recorrentes aquando desta prática! Se as obras que pretende pendurar forem mais pesadas e impossíveis de sustentar com apenas um prego, aconselhamo-lo a utilizar um berbequim. Não é um trabalho muito fácil, mas é possível. Tenha sempre em consideração o facto de que o mais importante para a coisa correr bem é furar as paredes com calma, suavidade e claro, no sítio certo!

Gostou das dicas que lhe demos?! Partilhe a sua opinião!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!