Casas de banho clássicas por innenarchitektur-rathke

6 erros a evitar ao decorar uma casa

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Há várias razões que nos podem levar a querer redecorar a casa. Pode tratar-se de uma mudança para uma casa nova, para o nosso primeiro apartamento ou, pura e simplesmente, de vontade de substituir os móveis antigos com os quais já não nos identificamos. Seja qual for o motivo, a decoração ou a renovação devem ser bem planeadas para que não se cometam pequenos erros.

Assim, deve, em primeiro lugar, procurar inspiração para se pôr ao corrente das tendências e dos estilos mais em voga. Definida esta parte do processo, é muito mais fácil fazer compras e alcançar um resultado desejado que vá ao encontro da sua personalidade e expectativas. Veja os artigos da homify, procure ideias em livros de decoração e nas muitas plataformas on-line dedicadas ao tema. Pode, até, criar uma pasta no computador para guardar as suas imagens preferidas e fazer um “moodboard” para orientar a decoração. Não se esqueça de incluir elementos tão importantes como a iluminação ou peças de arte que emprestem um sentido singular ao conjunto. 

Neste artigo, dar-lhe-emos conta dos erros mais típicos que as pessoas cometem quando decoram a casa. Conheça-os e, claro, evite-os!

Não compre tudo de uma vez

Quando nos vemos a braços com a tarefa de decorar ou redecorar uma casa ou uma divisão, temos tendência a entusiasmar-nos e a comprar, de uma só vez, uma miríade de móveis e acessórios. Não faça isso. Avalie o seu orçamento e comece pelos essenciais. O sofá, a mesa e as cadeiras e a cama são, normalmente, as primeiras aquisições. Depois, pode ir personalizando a sua casa paulatinamente. Tomar decisões ponderadas ajuda-nos a despertar as nossas próprias ideias. Com alguma paciência vai, por certo, encontrando as peças ideais com um encanto único aos seus olhos. São elas que acabarão por definir a atmosfera do seu espaço. Sugerimos, então, que compre peça por peça, de maneira a que tudo seja uma sucessão de decisões lógicas sustentadas naquilo que são as suas verdadeiras necessidades.

A iluminação faz a diferença

Nem sempre damos a devida importância à iluminação, esquecendo-nos do quão relevante ela pode ser para valorizar a decoração e um ambiente. De nada lhe serve terminar o seu projecto de decoração e concluir que a casa se mantém fria e impessoal. Os candeeiros desempenham um papel fundamental para que isso não aconteça não só pelo seu carácter funcional, como também para se conseguir obter uma atmosfera acolhedora.

Na cozinha, por exemplo, a bancada onde preparamos os alimentos deve estar bem iluminada. Na sala, não pode faltar um candeeiro que torne a zona de leitura mais cómoda. No toucador de maquilhagem, uma luz em torno do espelho pode ser útil.

Por outro lado, uma luz alaranjada e difusa na mesinha-de-cabeceira convida-nos ao descanso, um candeeiro de pé num recanto da sala de jantar tornam um jantar com amigos mais intimista e um candeeiro na mesa de apoio da sala de estar ajuda a que nos sintamos cómodos quando, à noite, nos sentamos no sofá a ver os programas do costume. Já sabe. Escolha bem os seus candeeiros e as lâmpadas que os acompanham. Faz toda a diferença.

Dê espaço à arte

Salas de estar ecléticas por ONE!CONTACT - Planungsbüro GmbH

Há zonas da casa que merecem ser decoradas com uma peça especial e única, mais escultural e que se distinga em relação às demais. Há os elementos básicos como as mesas, as cadeiras ou os candeeiros, mas as obras de arte são acessórios especiais que surgem em jeito de toque final que dá a alma ao espaço. São as peças de arte que trazem cor, um desenho inusitado, um olhar mais demorado ou a curiosidade de um convidado. Pode optar por quadros com paisagens, ilustrações, frases inspiradoras com uma tipografia interessante ou com uma fotografia de que goste especialmente. Pode também colocar uma escultura num local mais despido ou que tenha particular relevo no todo. No fim, verá como a sua casa ficou mais elegante e como saiu valorizada com esta adição. Inspire-se na imagem que lhe deixamos, proposta da ONE!CONTACT – PLANUNGSBÜRO.

Tudo no mesmo estilo?

No que ao design de interiores diz respeito, encontramos uma ampla variedade de materiais que se podem mesclar perfeitamente. Entre a madeira, o vidro, o metal e a pedra, por exemplo, podem-se fazer várias combinações. Logo, não hesite em usá-los. Optar apenas por um desses materiais pode resultar num ambiente monótono e desinteressante.

Os materiais naturais como a pedra ou a madeira oferecem uma sensação de naturalidade e rusticidade, ao passo que o metal nos remete para um estilo industrial. Com vista a um resultado moderno e intemporal, tem o vidro que se integra perfeitamente em qualquer um dos estilos. Há, ainda, materiais mais específicos como o couro que pode conciliar com materiais mais cálidos ou com materiais mais frios.

Escolhidos os materiais, deve compor a paleta cromática que é importante para determinar o estilo dos proprietários. Veja que cores são tendência e, se utilizar mais que uma, experimente-as juntas, lado a lado, antes de tomar uma decisão final.

Não tema as tendências ousadas

É indiscutível que optar por paredes brancas nos dá mais margem de manobra. No entanto, não coloque de parte as opções mais arrojadas. Como é natural, nem todas as tendências se ajustam ao estilo de cada um, mas podem servir como inspiração.

Imagine um estilo de decoração chamativo onde predominam os prateados e os dourados. Isso não significa que tenha que pintar uma parede inteira dessas cores, mas pode inspirar-se nelas para a adição de pequenos acessórios ou detalhes de forma a que elas coexistam com os demais elementos numa espécie de diálogo entre o moderno e o clássico. Com isto queremos dizer que pode inspirar-se nas tendências, sem se deixar influenciar completamente por elas. Veja catálogos, visite lojas, leia blogues e sites dedicados ao tema e descubra o que está “in” e “out”.

Mostre individualidade

Primeiro, comprar o necessário. Dissemos nós mais atrás neste texto e é de facto importante que sigamos a lista de compras de acordo com as nossas necessidades. Todavia, isso não significa que, adquiridos os móveis base, não os possa personalizar. Umas velas em cima da mesa, umas almofadas coloridas ou texturadas a ornamentar o sofá, os livros nas estantes intervalados com fotografias, flores ou caixinhas ou um mural de molduras numa parede de destaque. Todos estes são exemplos de adições que de tão especiais quase se tornam essenciais. Lembre-se que a sua casa é mais do que o lugar para comer e dormir. É fundamental que se sinta aconchegado e que lhe consiga encontrar originalidade e identidade.

É normal cometermos alguns erros quando decoramos a nossa casa pela primeira vez. Mas, vamos vivendo e aprendendo. O que achou deste artigo?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!