Casa sobre Armazém: Habitações  por Miguel Marcelino, Arq. Lda.

Por fora misteriosa, por dentro surpreendente!

Elisabete  Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Loading admin actions …

O panorama habitacional português está recheado de casos destes, em que as necessidades de casa própria ser cruzam com as necessidades de negócio. Há inúmeros exemplos de espaços de habitação construídos por cima de armazéns ou empresas nas zonas industrias, seja por razões económicas, devido ao preço dos terrenos, ou por razões de proximidade, para melhor controlar a empresa. 

O projeto que hoje lhe apresentamos, da autoria do gabinete MIGUEL MARCELINO, ARQ. LDA. é um desses casos, mas foge à regra em muitos aspetos, sobretudo na parte estética e funcional. Na verdade estas casas costumam ser todas muito parecidas, com uma arquitetura muito simples, condicionada pela geometria da estrutura que lhes serve de base, e nisso esta não é exceção, mas as semelhanças acabam por aí… Tendo como base conceptual a própria essência industrial os profissionais criaram uma vivenda espetacular, de fazer inveja a muitas casas sem constrangimentos de arquitetura. Não acredita? Então venha comprovar!

Fachada principal – o minimalismo fala mais alto

A fachada minimalista não nega as origens industriais e humildes do edifício, mas nem por isso tem um apelo menos estético. 

A casa foi erguida sobre um armazém construído nos anos 80 em que a cobertura foi deixada com uma laje e uma varanda, exatamente para servir de base a um eventual projeto como este que agora foi levado a cabo. A geometria da casa, muito linear e em forma de caixa, foi evidentemente condicionada pela do armazém que lhe serve de base, e essa simplicidade de formas manteve-se orgulhosamente no minimalismo da fachada. Ainda assim a sua estética industrial foi realçada pelo revestimento de fachada em tijolo pintado de branco, e pelo enquadramento propositado com as árvores antigas que existiam junto à estrutura original.

No topo, com vista previligiada

Mas este não era um armazém qualquer… A sua localização, na encosta elevada de um monte, dá-lhe um caráter muito próprio, que vai além da sua mera funcionalidade. Era bom ver a vista quando apenas servia para trabalho, será perfeita olhá-la agora que a construção serve para viver!

A varanda com pala

Em termos de distribuição espacial a essência manteve-se muito simples, com os quartos colocados a nascente, e as casas de banho e a cozinha viradas a poente. É esta distribuição que permite a combinação da cozinha comas árvores, fresca e arejada. 

A varanda preexistente foi mantida e replicada numa pala que a cobre para criar sombra, como vemos na imagem acima.

Vista de sonho enquadrada em betão

A posição elevada da construção permitiu dotar a casa de uma envolvente de sonho, com vistas magníficas sobre o vale abaixo e as montanhas em redor, e esses exteriores tinham de fazer parte dos interiores. Para isso rasgaram-se amplas janelas na fachada. 

O betão deixado à vista é a prova atual do cariz industrial, um pouco frio, que faz parte da casa. Essa linearidade e dureza do betão foram depois adoçadas por pormenores diáfanos de tom tradicional, como os coloridos vasos de flores em barro.

Sistema de ventilação

cozinha é moderna com um toque industrial marcado, sublimado pela bonita bancada de pedra negra e pela omnipresença do betão. As janelas basculantes são um sistema muito atual e eficaz de assegurar a ventilação dos espaços sem os sobrecarregar, e ainda têm o ónus de manter o estilo austero industrial escolhido.

Simplicidade industrial

E claro que num ambiente que prima pela austeridade de um estilo inspirado num armazém os quartos não podiam ser faustosos ou demasiado clássicos. Este quarto com uma mobília antiga, muito retro, é sobretudo austero, mas tem também um toque de conforto vintage.

Branco e madeira

Modernidade e simplicidade, são os adjetivos que melhor definem todo o projeto, tanto no exterior como no interior! A casa de banho mantém a rudeza do betão à vista, mas o magnífico piso em madeira, combinado com uma parede branca e as loiças sanitárias, tornam-na mais acolhedora. 

Os nichos, uma tendência muito atual, são funcionais e estéticos, perfeitamente adequados para manter o estilo escolhido.

Sobriedade com conforto

A sala mantém a sobriedade e a austeridade dos compartimentos que já vimos atrás, mas não descurou o conforto. Ao piso de madeira, idêntico ao da casa de banho, que acentua o conforto, foram adicionadas poltronas acolhedoras, mantendo o minimalismo intrínseco ao espírito do projeto. 

Na sala uma esquina (virada a sul/nascente) foi cortada na diagonal para alargar a varanda e proporcionar uma área de estar exterior protegida do sol e da chuva, com vista sobre o vale e envolvente natural.

Um joia bem lapidada!

E chegamos ao fim desta pequena visita… Ao olharmos à distância para a casa com o seu projeto de iluminação exterior a fazê-la brilhar no seu ninho vegetal na sobre a encosta não podemos deixar de pensar que é exatamente como uma joia que estava em bruto e foi bem lapidada! 

Quer ver outro projeto, de caráter diferente, mas com uma base comum a este? Então não deixe de ler o artigo ’Armazém convertido em lof especial’.

E não se esqueça de visitar a nossa loja on line com um mundo para descobrir!

Dê-nos a sua opinião sobre este projeto! É só utilizar a caixa de mensagens abaixo.
Habitações  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Peça a sua consulta grátis

Encontre inspiração para casa!