Uma casa japonesa moderna e familiar

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Esta espécie de bungalow japonês é uma interessante mistura entre as tradições do país de origem e o minimalismo europeu. Vamos hoje mostrar-lhe o interior de uma simpática casa, com aquecimento a lenha, situada num terreno pequeno, de tal modo que a sua largura não se prolonga para lá da fachada frontal do edifício.

O estúdio japonês Space Architecture projectou esta casa com o objectivo de criar um espaço familiar. A sala é suficientemente espaçosa para os proprietários usufruírem de bons momentos em família. No pátio, encontramos o local ideal para que as crianças se possam divertir, bem como um banco de jardim interessante, em redor de uma árvore, que permite aos adultos manter os mais pequenos debaixo de olho.

Esta residência dos subúrbios foi construída para uma família jovem e faz fronteira com uma grande floresta japonesa. No ar sente-se o cheiro fresco dos pinheiros e à hora certa pode-se descansar no terraço, usufruindo-se da tranquilidade da zona e da beleza do pôr-do-sol.

Uma fachada perfeita

Todos os elementos da casa – telhados, terraços, janelas, relva, caminhos, bancos e zona fronteiriça – são construídos em linhas suaves que encaixam em pleno no contexto de uma pequena casa de campo. Projectada a pensar na família que nela vai residir, a casa encontra-se despojada de elementos decorativos e faz-se notar precisamente pela abordagem mais minimalista que acaba por ser bastante conveniente e funcional para o dia-a-dia familiar.

Na imagem que lhe mostramos, podemos ver a fachada principal da casa. De linhas simples e suaves, apresenta-se sem excesso de elementos decorativos e prima pela funcionalidade, sendo um bom exemplo disso a possibilidade de acesso por escada e rampa. O caminho que nos leva até à casa é, de acordo com a tradição japonesa, de grandes seixos do rio e faz prolongar o branco da fachada até à rua. 

Na frente da casa existe um grande relvado onde se podem fazer bons jantares com a família e os amigos nas noites quentes de Verão. Não há qualquer barreira entre o interior da casa e o jardim pelo que a ligação feita pelas grandes portas deslizantes de vidro transparente prolongam os espaços – exterior e interior – fazendo com que estes se encontrem e confundam. 

Olhar o interior

Assim é o interior da sala, composto apenas por materiais naturais - madeira e têxteis – utilizados na estrutura, na mobília, nos acabamentos e na decoração. O piso, também ele de madeira, é plano e prolonga-se até ao exterior e ao terraço.

A partir deste ponto do edifício, e através das grandes portas de vidro, é possível observar o jardim e toda a natureza que rodeia a casa. No momento em que as fotografias foram tiradas, as árvores estavam ainda em processo de crescimento e o jardim em fase de construção. As redes azuis existem apenas para auxiliar o correcto crescimento das plantas e ao fim de alguns meses serão retiradas, dando lugar a um cenário mais cuidado e prazeroso. 

Jardim de inverno com seixo tradicional Japonês

O edifício possui um jardim de Inverno que é, na verdade, uma pequena parte do exterior que se prolonga para dentro de casa. Visível através de uma grande janela da casa de banho, este pequeno detalhe da construção permite a entrada de luz natural que inunda o espaço. Tal como no jardim exterior situado na frente da casa, também aqui o chão é construído pelos tradicionais seixos do rio, adaptados neste caso a uma estrutura de construção moderna. Uma forma original de trazer para o interior um pouco de natureza, fazendo dela uma parte integrante da decoração minimalista que caracteriza a residência.

O aquecimento

O aquecimento do edifício é proporcionado por esta bela salamandra preta. A casa é de pequena dimensão e, felizmente para os proprietários, nesta região do Japão só faz frio, chuva e vento durante o curto período do Inverno pelo que este sistema é mais do que suficiente para a função que deve desempenhar, assim como para tornar todo o espaço ainda mais acolhedor e confortável. Este tipo de aquecimento em salamandra tem também a vantagem de permitir que o calor suba e se propague para o segundo piso onde se situam as áreas privadas da casa.

Minimalismo e tradição Japonesa

Esta é uma solução original para o design interior de um quarto tradicional japonês. Em vez de termos em destaque uma cama confortável e toda uma panóplia de móveis de apoio, temos apenas um roupeiro sem qualquer tipo de ornamentação, suspenso e colocado estrategicamente em frente à janela. Esta organização oferece privacidade aos residentes mas, ao mesmo tempo, permite que a entrada de luz solar pela manhã proporcione um acordar perfeito, com vista sobre o jardim, a quem dorme na típica cama japonesa ao nível do chão. Um quarto onde o minimalismo impera e onde o cuidado e o aproveitamento da luz natural foi explorado ao máximo.

Na tradição japonesa, o quarto deve ser o espaço mais pequeno e privado e nesta casa moderna essa tradição permanece intacta como forma de homenagem à cultura local e à sua autenticidade.

O que achou desta casa? Imagina-se a dormir num quarto como este? O que mudava se a casa fosse sua? Deixe-nos as suas respostas nos comentários. 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!