Não lemos o tarô, mas previmos as tendências para 2016!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Desliguem-se as luzes, acenda-se o incenso, prestemos atenção à bola de cristal. É o último mês do ano e a homify vem deixar aqui uma previsão daquelas que serão as tendências mais marcantes de 2016. E olhe que nós, atentos que somos ao mundo da decoração de interiores, raramente nos enganamos nesta coisa de adivinhar o que nos traz o próximo ano. 

Algumas tendências já têm vindo a ganhar cada vez mais expressão pelo que 2016 pode perfeitamente ser o ano delas. Se é uma pessoa que gosta de estar actualizada e de mudar umas coisas aí por casa de quando em vez, então leia o nosso artigo com atenção e comece já a pensar incorporar as nossas sugestões no seu lar, doce lar. Mas despache-se. Já falta pouco para as doze badaladas porem um ponto final em 2015. E como é boa uma página em branco… !

1. O candeeiro escultural

A sua casa anda a precisar de um elemento “uau” para quebrar a monotonia? Então, esta tendência é para si. Sem mover mundos e fundos, pode apenas somar um candeeiro mais escultural à decoração para lhe elevar o espírito. Em 2015 já os vimos com frequência e estamos em crer que em 2016 a tendência não vai esmorecer. Pelo contrário. Um belo candeeiro de pé num recanto da sala de estar ou de um dos lados da cama a criar uma assimetria com a mesa de cabeceira ou um candeeiro pomposo suspenso sobre a mesa da sala de jantar ou a ilha de cozinha alteram de imediato a energia do espaço e emprestam carácter e um efeito mais dramático e menos morno à decoração. 

Temos, porém, um conselho: seja amigo do ambiente e compre lâmpadas de baixo consumo. É sempre tendência termos comportamentos ecológicos.

2. A cadeira de autor… oh la la!

Salas de jantar modernas por Enblanc

O casal de designers norte-americano Charles Ormond Eames Jr. e Bernice Alexandra “Ray” Eames estavam, por certo, longe de imaginar o sucesso que a famigerada cadeira Charles & Ray Eames iria ter décadas após a sua criação. Às originais, encontramo-las a preços avultados, sendo, no entanto, um bom investimento. Mas, nada tema. Se quer estar dentro das tendências e levar uma cadeira de design para sua casa, então saiba que, hoje em dia, já as vemos recriadas por várias marcas com muitas cores e uma ampla gama de preços. Em 2015, vimo-las amiúde em – literalmente! – todas as divisões da casa. Na sala de jantar ou na cozinha a ladear a mesa, no quarto ou na casa de banho como apoio, na sala de estar em jeito de contraste com o sofá e no escritório porque a ergonomia do desenho é muito convidativa para passarmos horas a trabalhar sem desconforto. A parte mais engraçada é que estas cadeiras de “pinta” tão moderna encaixam bem em vários estilos decorativos. Uma mesa rústica e antiga rodeada por cadeiras deste género? Sim, por favor.

3. O metal aliado às formas geométricas

Luz Charming Houses _ Boutique Hotel: Casas de banho campestres por SegmentoPonto4
SegmentoPonto4

Luz Charming Houses _ Boutique Hotel

SegmentoPonto4

Em vasos, em suportes de vela, em abajures. Os elementos geométricos chegaram para ficar o que se deve, em grande parte, à influência que a impressão 3D e a modelagem têm sobre o design de interiores. A isso junta-se, claro está, uma certa predileção pela estética minimalista e escandinava onde as composições criteriosas são chave. Sabe a que nos referimos? Veja o exemplo dos abajures desta casa de banho que para além da sua geometria, vêm também em dourado, numa crua linguagem industrial também muito em voga. 

Uma coisa é certa: a existência destes candeeiros suspensos sobre cada um dos lavatórios faz toda a diferença neste espaço. Traz-lhe originalidade e refinamento. Está, então, à espera de quê para, em 2016, introduzir esta tendência em sua casa?

4. E as cores para 2016 são… *rufar de tambores*

O rose quartz e o serenity! Pela primeira vez, foram escolhidos dois pantones como cores do ano. São duas cores opostas, mas com uma característica em comum: tornam os ambientes leves e tranquilos, ideais para o descanso tão procurado quando regressamos a casa ao fim do dia. Segundo a Pantone, estas cores representam um sentido de equilíbrio e paz, muito necessários num mundo actual onde, cada vez mais, as pessoas precisam de se sentir seguras e relaxadas. O rose quartz é uma cor persuasiva, mas gentil e o serenity - um azul celestial – sugere conforto e calma.

Na sala de estar da imagem, o rosa é, sem dúvida, a cor chave para a definição do ambiente. Aparece nas poltronas, no tapete, nas almofadas e no debruado do sofá. É uma cor inesperada, que não encontramos com muita frequência nos interiores, salvo a excepção de quartos de menina ou bebés, mas que propicia imensa frescura e alegria aos espaços. Neste caso, e apesar de tomar conta dele, não é de forma alguma cansativa a sua aplicação. O branco e a luz criam uma ambiência rosa aconchegada e romântica.

5. Mosaico que significa obra das musas, sabia?

Cozinha em Lisboa: Cozinhas industriais por LAVRADIO DESIGN
LAVRADIO DESIGN

Cozinha em Lisboa

LAVRADIO DESIGN

Estiveram, deixaram de estar, agora voltaram. São cada vez mais os projectos onde encontramos mosaicos a trazer geometria e cor aos ambientes. Vemo-los, sobretudo, a demarcar espaços distintos como é o caso na fotografia que nos mostra a coexistência de uma cozinha e de uma sala de jantar. Os mosaicos acompanham a bancada em comprimento, acabando por surgir enquanto elemento prático, mas interessante do ponto de vista estético por adicionar valor decorativo à divisão. 

Com uma herança generosa em termos de azulejaria em Portugal, porque não abraçar esta tendência? Use os mosaicos em nichos ou em jeito de tapete por baixo da mesa da sala. Use-os na casa-de-banho na zona do lavatório ou do duche, use-os por cima do balcão da cozinha. Escolha uma cor que se harmonize com o resto do ambiente e deixe a sua imaginação fazer o resto.

6. Comuniquemos!

Casa em S. Pedro do Estoril: Cozinhas modernas por Ricardo Moreno Arquitectos
Ricardo Moreno Arquitectos

Casa em S. Pedro do Estoril

Ricardo Moreno Arquitectos

Senhoras e senhores, estamos no século XXI e já não se usa pôr a menina na cozinha e o menino a ver a bola com uma parede pelo meio. Pelo contrário. A inexistência de paredes a dividir espaços é uma das opções arquitectónicas que mais expressão tem vindo a ganhar nos últimos tempos. Talvez por passarmos muitas horas fora de casa, talvez por estarmos tão absortos em tecnologia, certo é que as famílias procuram fluidez entre espaços para que a possibilidade de convívio e de união seja uma constante, deixando a privacidade reservada a outras zonas da casa. Não esqueçamos que, em termos práticos, esta é uma alternativa interessante para apartamentos ou casas pequenas que ganham maior amplitude se as despojarmos de paredes por aqui e por ali também. Como é natural, pode recorrer a outras soluções para delimitar áreas da casa. Repare na imagem e veja como a zona de jantar está como que resguardada por uma estrutura em madeira que a circunscreve em relação à cozinha. Ainda assim, o chef de serviço nunca perde de vista os seus “convidados de honra”.

7. Mais perto da natureza

Nos últimos dois anos, os padrões e as plantas tropicais, assim como os cactos, têm vindo a evidenciar-se na decoração de interiores. Parece haver uma permanente busca pelo natural, pelo verde, pelo ar respirável, pela adição de cor a divisões mais escuras ou frias. No próximo ano, esta propensão perdurará e se vive numa grande cidade, ainda mais necessidade terá de uma aproximação à natureza em jeito de escape “à selva de betão”. E soluções interessantes não faltam. Encontra nas mais variadas lojas vasos caricatos e divertidos para ornamentar a sua casa, para além de haver um sem fim de soluções DIY (Do It Yourself) como reciclar garrafas de leite ou frascos de alimentos, atribuindo-lhes um novo propósito.

8. Espelhos foscos

Casa de banho  por Rupert Bevan Ltd
Rupert Bevan Ltd

Antiqued Mirror Bathroom Panelling

Rupert Bevan Ltd

Misturar estilos está na moda e vai continuar. O passado e o presente podem encontrar-se em plena harmonia numa divisão, atribuindo-lhe mais encanto. Numa decoração que se situe algures entre o estilo clássico, romântico e moderno, aproveite para colocar um espelho com uma superfície fosca a fazer lembrar um espelho antigo. O da imagem, criação da marca Rupert Evan, foi aplicado este efeito a um nível médio, deixando o centro sem manchas para que pudesse ser utilizado sem constrangimentos. As extremidades dos painéis têm um acabamento em bronze patinado. Repare no efeito encantador que estes espelhos têm nesta casa-de-banho. 

Se se identifica, procure-os em antiquários e dê-lhes um lugar em sua casa. Há qualquer coisa de especial no vintage. Aconselhamo-lo a escolher um espelho com uma boa moldura para não parecer que o encontrou na sucata. Em último caso, restaure-o e escolha você mesmo a caixilharia.

9. As novas aplicações do mármore

Sala de estar  por Terence Woodgate
Terence Woodgate

Core Six Pendant Cluster in Carrara marble

Terence Woodgate

O mármore é umas das grandes tendências dos últimos tempos. Bom, na verdade, nunca deixou de o ser. Trata-se de um material nobre e intemporal comummente associado a interiores faustosos de casas habitadas por pessoas endinheiradas. Mas já não é tanto assim. Hoje em dia, o mármore é utilizado nos objectos mais inusitados como em mesas de café, bandejas, vasos, bases para copos, entre outros. Até na moda e em objectos tão corriqueiros como em capas de telemóveis e de computadores encontramos padrões a imitar o mármore.

Na imagem, por exemplo, vemos um sublime candeeiro de tecto com seis pingentes simples. Os abajures são o ponto de interesse nesta peça. Criados a partir de sólido mármore italiano de Carrara com granulação fina são um verdadeiro elixir para olhos cansados.

10. Reciclar está na moda

Reciclar está na ordem do dia e, a nosso ver, é mais do que apenas uma tendência: é uma responsabilidade. No mundo actual, com uma profunda crise financeira e ambiental, o ser humano só pode caminhar neste sentido. E fazem-se coisas extraordinárias quando damos uso à nossa imaginação e atribuímos novos desígnios a objectos que julgávamos prontos para deitar fora. É o caso desta cómoda que ganhou forma através do uso de várias caixas de fruta. Este é apenas um exemplo. Aqui pela homify, damos-lhe várias vezes conta de objectos de decoração que pode fazer você mesmo Poupa o orçamento e enche a sua casa de personalidade. É uma tendência forte para 2016? É. E para os anos que se seguem também. 

Com qual destas tendências se identifica mais e qual a que menos gosta? Vai aderir a alguma delas?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!