6 passos para montar cortinas corretamente

Ida Gaspar – homify Ida Gaspar – homify
Google+
Loading admin actions …

As cortinas são uns dos acessórios imprescindíveis a ter numa casa… Elas merecem a nossa grande atenção e o destaque neste artigo.  

São decerto um item decorativo, mas também de privacidade e de proteção, contra a luminosidade do ambiente. As cortinas trazem aconchego a nós moradores, como exclusividade aos espaços, preenchem uma parede que poderia parecer despedida de algo, caso elas não estivessem por lá. 

O processo de escolha de uma cortina, de montagem/instalação não é feita de qualquer maneira, não se compra e coloca na parede, como um tapete no chão… Não infelizmente, requer um pouco mais de matemática et savoir faire! É verdade que tem sempre a solução de contratar um profissional, que executa de A a Z todo o processo de montagem das cortinas, mas o orçamento é geralmente elevado, como tal nós trouxemos algumas dicas, para que o possa fazer sozinho e poupar alguns trocos!

Desde medir a janela, escolher o tecido, colocar a vara e outros detalhes são todos abordados nestes seis passos a seguir para montar as suas cortinas com sucesso. Cortinas bonitas e bem montadas, é a garantia de ter um espaço espectacular. Sim porque elas andam por toda a parte, dentro de casa… o trabalho é árduo. É melhor começarmos agora, certo? Então inspire-se, porque as melhores inspirações são aqui na homify!

Meça a janela e a parede

Sala de estar  por Vadain

Uma janela fica com outra beleza, quando é preenchida por um tecido. Já pensou que com tantas casas pelo mundo e tantas são revestidas por cortinas, umas iguais, outras diferentes, mas sempre com a especificidade de cada lar, o ambiente e a decoração torna cada item específico e o toque final é sempre dado por nós.

Depois de espreitar tecidos ou modelos já pré-definidos, em passeios de fins-de-semana, é essencial que meça a sua janela e parede, antes de dar o passo final – o da compra. Não poderá comprar algo, sem saber ao certo quando mede a sua janela… poderá cair em erro e o resultado final ser mais que frustrante! Já lá vai o tempo em que a cortina era quase a medida da janela. Hoje em dia, as cortinas ultrapassam o molde da janela, indo mais além e roubando espaço às paredes, das laterais, de cima e bate até ao chão. A cortina fica como uma tela na parede e é assim, que fica bonito, é mais que uma tendência, é uma questão de bom gosto e de cuidado.

Se tiver duas janelas numa parede, não tenha medo e unir aquele espaço com uma só cortina, isso se o espaço da parede, não for imenso, se sobrar menos de 60cm em cada lateral. Se for apenas uma janela dê uma margem ainda grande, a cortina não acaba onde termina a janela, ultrapassa 20cm (mínimo) em cada lado, para evitar a entrada de luminosidade e dar um acabamento mais agradável.

Escolha um varão maior que a janela

Janelas e portas rústicas por Cabbages & Roses

Se tiramos as medidas da janela, de forma a que a cortina seja maior, automaticamente o varão será também, maior que a janela, de outra maneira não fará sentido, certo? 

Ter as medidas exatas é a chave para o sucesso em pendurar o varão. Conte entre 7,5 a 10 cm acima da linha da janela e faça um sinal do lugar a lápis. No entanto, se o varão tiver mais de 1,5 m de comprimento, deverá marcar 10 cm acima da linha da janela. Se preferir ainda, que a sua janela tenha uma aparência de teto alto, meça 2,5 cm abaixo do topo. É claro que são medidas padrões, que são ajustadas mediantes os seus critérios e a sua preferência.

Muito importante também, é verificar se todas as medidas estão bem alinhadas, não vá a sua cortina ter um aspeto de arte abstrata. Faça o teste com a fita-métrica, de forma a ter a certeza de estar tudo direito. Perfeição é o critério até mais não!

Preste atenção ao peso e ao comprimento das cortinas

Janelas e portas modernas por MYB Textiles
MYB Textiles

Galloway Sheers Collection

MYB Textiles

Nem todos os tecidos são iguais, uns são mais leves que outros, logo o seu peso não será igual a todas as outras cortinas. É uma situação a ter em conta, pois a própria vara poderá não aguentar o peso, caso essa for pesada, criando uma curva no varão, até um dia ceder e cair tudo ao chão! Já abordamos nas duas anteriores inspirações, as medidas que podem ter em conta na hora de montar a cortina, vale mais um pouco maior que mais curto. Esse não terá remédio, enquanto que o comprido dará sempre para ajustar, além de não ficar mal pendurado na janela, quer nas laterais ou ainda a bater o chão, a medida padrão é de 1,25 cm dele, mas se viver num ambiente húmido opte por 2,5 cm do chão, pois as cortinas esticarão em dias mais húmidos. 

Uma cortina com as medidas certas ficará bem mais elegante…  

Pendurar os varões e as cortinas

Depois de terem tudo escolhido, as cortinas e os varões, e terem medido como deve ser, pode passar à montagem dos mesmos…  

Primeiro furar a parede, de acordo com as marcas deixadas pelo lápis, encaixar as buchas, parafusos e varão, garantir que este está bem fixo, não vá o varão cair com a cortina montada! Ir limpar as mãos, para mexer nos tecidos, pois não queremos que as cortinas fiquem sujas, antes de serem montadas. Finalmente, pode encaixar as cortinas nos próprios ganchos dos varões, veja quantos ganchos são necessários, de forma a ficar bem esticada, mas nem tanto para ela criar aqueles vincos majestosos. 

O processo está quase concluído…

Passe a ferro as cortinas

011 | Casa de Praia, Serra da Pescaria, Nazaré: Quarto  por T2 Arquitectura & Interiores
T2 Arquitectura & Interiores

011 | Casa de Praia, Serra da Pescaria, Nazaré

T2 Arquitectura & Interiores

E com tanto mexe aqui e pousa ali, a cortina pode ter ficado um pouco amarrotada e não queremos cá vincos, mas sim tudo impecável, já que o processo foi extremamente rigoroso, não vamos falhar por tão pouco. Gostamos de trabalhos perfeitos, onde nada é deixado ao acaso. Se notar umas dobras não desejadas, é hora de dar umas boas passadas, leve a tábua de passar até à janela, junto com o ferro de engomar e bimba uns quantos vapores e ferro quente (q.b.) em cima, para tudo ficar perfeito… Agora nada irá atrapalhar a vista da sua cortina… tal como esta que vemos aqui do apartamento decorado pela equipa de arquitetos - T2 Arquitectura & Interiores, uma cortina bem lisa que deixa avistar um panorama fantástico!

Materiais

Designers Guild Autunm/ Winter collections 2015: Sala de estar  por Pedroso&Osório
Pedroso&Osório

Designers Guild Autunm/ Winter collections 2015

Pedroso&Osório

Não se esqueça… de escolher os materiais e as cores que tenham a ver com o ambiente da sua casa, tudo tem de ficar em osmose e as próprias cortinas não ficam de fora, no que toca a decoração, o seu papel é tão importante como a escolha de um móvel! 

Pode sempre optar por cortinas transparentes ou leves, que criará uma decoração luminosa. Veja ainda a cor, se é uniforme ou com padrão, se tiver um ambiente neutro procure brincar com cores, caso contrário procure cortinas discretas, sempre para contrastar. O tecido – veludo, tule, seda, linho… também tem a sua importância, pois deixará entrar mais ou menos luz, tornando o ambiente mais leve ou pesado. Descubra modelos de tecidos através deste livro de ideias!

Sabia destes pormenores para montar as cortinas? Vai ter isso em atenção da próxima vez?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!