Sempre quis um jardim interior? Então aqui tem!

Agata Alencoao Agata Alencoao
Loading admin actions …

Um pedaço de natureza em nossa casa é sempre bem vindo e faz sempre bem, não só ao ar que respiramos mas ao nosso próprio bem estar, o contacto com a natureza é um dos principais responsáveis pelo bem estar humano. Um jardim interior é um nome demasiado pomposo para algo bastante simples que está ao seu alcance a qualquer momento. Se é um adepto de ter plantas em casa, terá provavelmente algo muito semelhante a um jardim interior em sua casa. Este tipo de jardim não é mais do que um conjunto de plantas posicionadas de forma elegante e bonita que se consolidam numa área verde um pouco mais extensa e compacta do que aquilo que normalmente vemos.

Existem diversas formas de explorar o seu jardim interior, digamos que é assim uma espécie de arquitectura paisagista dentro de casa. Há algumas noções básicas a ter contudo este tipo de jardim é super fácil de conceber. Temos algumas sugestões para lhe dar que serão com certeza úteis no momento de começar a construir o seu jardim. Se não tinha pensado nisto, acompanhe o artigo até a final e verá que é bem possível que mude de ideias! Espaços verdes dentro de casa? Totalmente a favor!

Jardins verticais para espaços pequenos

Apartamento Privado (Duplex) Zona do Lumiar/Lisboa - Portugal: Jardins modernos por LC Vertical Gardens
LC Vertical Gardens

Apartamento Privado (Duplex) Zona do Lumiar/Lisboa – Portugal

LC Vertical Gardens

Começamos por um dos nossos jardins favoritos, os jardins verticais! Esteticamente estes são os que melhor podem funcionar, o exemplo que lhe apresentamos é simplesmente primoroso e deixa qualquer um a imaginar uma parede de sua casa coberta com um pouco de natureza. Se pensa que a verticalidade é um problema, desengane-se, a única diferença deles jardim para um horizontal é que tem de por na sua paredes suportes onde possa ir prendendo as suas plantas de forma a que estas possam ir crescendo em altura, no fundo o tipo de técnica a usar é o mesmo de uma trepadeira. Este jardim implica algum cuidado a este nível – não convém deixar crescer as plantas demasiado porque o efeito acaba por se perder. Pode fazer uma selecção de verdes ao seu gosto e ir espalhando pela parede à medida que vão crescendo, o efeito será com certeza do seu agrado!

Mobília

Porque um jardim interior pode – e deve! – ser aproveitado como mais um local para relaxar deixamos-lhe um conselho: torne-o o mais confortável e convidativo possível. O exemplo que temos na imagem ilustra muito bem aquilo que queremos dizer, não é preciso ir muito longe ou gastar muito dinheiro, basta que tenha olho para as peças certas. Mobiliário em madeira é uma escolha que resulta seguramente, não estivessem os elementos naturais todos reunidos. Opte por têxteis claros que deixem sobressair mais o verde do jardim – é esse a nossa intenção principal! – para o seu sofá e encontre uma mesinha de apoio – mesinhas de apoio são preciosas, nunca se esqueça disso! – e sem mais preocupações tem aquilo que precisa para criar uma área de lazer e tirar ainda mais partido do seu jardim interior.

Escolher as plantas certas

A escolha das plantas é uma preocupação que devemos ter sempre. Em primeiro lugar é essencial que perceba se o lugar onde vai querer fazer o seu jardim apanha muito, pouco ou nenhum sol porque isto determina desde logo o tipo de plantas que lá pode colocar. A verdade é que pode estar mais ou menos descansado porque há um sem fim de plantas com diferentes necessidades e mesmo que queria criar um espaço verde numa parte da casa mais sombria, é totalmente possível. O exemplo que vemos é bom no sentido em que percebemos que o sítio onde está colocado o jardim não parece ser o mais solarengo mas ainda assim ele resulta na perfeição.

Luz e iluminação

Pegando na questão da luz natural é importante falar também na questão da iluminação. Se quiser dar um lugar de destaque ao seu jardim e lhe parecer que a luz do espaço não é suficiente, pode perfeitamente arranjar um bom sistema de iluminação que faça brilhar ainda mais o seu jardim. O exemplo que lhe mostramos é o de um grande jardim interior – repare que até um lago no meio das plantas tem! – e portanto acaba por pedir mais do que a simples iluminação natural que entra pelas janelas. Foi encontrada uma óptima forma para iluminar o espaço já que recorre a uns elegantes e naturais candeeiros em verga – que de resto ligam lindamente com as cadeiras de baloiço que vemos junto à janela! – e uns focos embutidos no tecto que acabam por dar uma luz mais forte, intensa e direccionada.

Reciclar elementos

Já a terminar voltamos à questão que se prende com tornar o seu jardim um espaço mais confortável do qual pode usufruir enquanto lê um livro ou aprecia o seu trabalho de jardinagem. Neste exemplo apesar de termos um jardim interior diferente dos que lhe fomos apresentando até aqui – já que este existe mais em forma de clarabóia a céu aberto – foram colocadas umas cadeiras e uma pequena mesinhas. Se tem por casa algo deste género que já não usa ou que não sabe o que lhe fazer, aqui fica a sugestão! Junto o útil ao agradável e crie mais um espaço de relaxe em sua casa.

Pendurar plantas

Habitação | Estoril | Cascais: Jardins de Inverno modernos por shfa
shfa

Habitação | Estoril | Cascais

shfa

Trazemos-lhe mais um exemplo que tem que ver com a forma como penduramos as nossas plantas. Este exemplo acaba por ser um pouco diferente do jardim vertical, uma vez que as plantas aqui acabam por existir em maior quantidade junto ao solo do que propriamente na parede, contudo dado que temos um tipo de plantas/vegetação mais denso podemos tirar partido dela e aproveitar para estender o verde pelas paredes. O resultado é apelativo, as suas plantas agradecem e a parede também!  

Inspirado para começar o seu jardim interior?!  Conte-nos tudo!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!