Casas campestres por Intra Arquitectos

Antes e depois: impressionante remodelação em Espanha

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

A reabilitação de hoje é sobre uma vivenda unifamiliar na cidade de Lugo, na nossa vizinha Espanha. O objectivo era manter os elementos e as características mais marcantes, não deixando nunca esquecer a história do edifício e do passado. Esta habitação localizava-se em uma quinta típica, de nome Terra Chá, a qual necessitava imenso de uma intervenção profunda que lhe devolvesse toda a sua força e originalidade.

Seria necessário olhar para esta carcaça e imaginá-la completamente adaptada às novas necessidades contemporâneas da sociedades e para isso nada melhor que profissionais capazes de intervenções e projectos de valor, muito valor. O gabinete espanhol, Intra Arquitectos, foi o responsável pela obra de remodelação que iremos ver de seguida. Se gosta de grandes habitações, repletas de história e um estilo rústico bem presente, aposto que irá gostar do resultado! Venha daí..

Antes: a fachada principal

Quando os profissionais espanhóis se dirigiram ao local para fazer o reconhecimento da habitação, encontraram-na assim. Escura, degradada e sem dúvida com um grande potencial para uma solução fantástica. A sua dimensão era realmente imensa, o que para uma única família iria formar diversas e amplas divisões interiores.

O jardim e o terreno à sua volta encontra-se selvagem e completamente sem ordem, diríamos mesmo – abandonado!

Depois: a fachada principal

Depois da intervenção é perceptível num primeiro contacto como a forma e o desenho arquitectural foi mantido a todo o custo! A história e o passado ficou assim mantido e apenas existiram trabalhos de melhoria de estrutura e de materiais. Como facilmente poderá comparar entre as duas imagens, as janelas e as portas, foram completamente mantidas nos mesmos sítios e nas mesmas dimensões. Apenas foi apostado em melhor qualidade e optou-se por vidros sem qualquer divisão. O revestimento da fachada continuou a ser em pedra, mas agora esta apresenta-se sem fendas e buracos entre as peças e a cor da mesma está inevitavelmente mais clara e limpa.

O telhado mantém a mesma forma e as telhas foram escolhidas num tom escuro. O local de garagem foi mantido no mesmo sitio e foi inteligentemente colocado um  portão electrico.

Antes: a fachada posterior

Visualizando o lado traseiro da habitação, a fachada posterior, era neste estado que a mesma se encontrava. Tal como do lado oposto, os estragos eram os mesmos e a necessidade de intervenção mantinha-se. Deste lado é perceptível que apenas existiam vãos ao nível do piso superior e por isso uma nova solução não tardou em aparecer.

Antes: os interiores

Tal como os exteriores, ou ainda mais, os interiores precisavam não só de uma melhoria mas de uma total reconstrução. Estavam completamente destruído e a gritar por ajuda. As paredes interiores eram também em pedra e o chão parecia ser em madeira, mas pouco mais se percebia.

A mesma fachada mas vista de uma perspectiva diferente é seguinte imagem. Aqui vemos, uma das tais casinhas que referimos anteriormente e que foram também remodeladas e aproveitadas. Agora, estes espaços exteriores podem servir para armazenar grandes electrodomésticos, como máquinas de cortar relva e bicicletas, ou quem sabe até fazerem de lavandaria ou apenas de espaço de arrumos extra, o que dá sempre imenso jeito.

Depois: detalhes

Nesta foto de plano mais próximo pode verificar como a pedra da fachada se apresenta perfeitamente bem colocada e limpa. Existe uma moldura em torno da janela que aumenta o nível térmico e marca estes espaços com pedras mais polidas e de diferentes dimensões.

O telhado foi revestido com telhas bastantes características, em que as mesmas são super finas e se assemelham a telhas de ardósia devido à sua cor negra.

Depois: a fachada posterior

Como vê, ao nível do piso térreo, apareceram novos vãos, janelas e ainda uma porta para facilitar o acesso ao interior e aumentar a luz natural nos interiores. O terreno exterior foi lavrado e plantada relva apesar do seu aspecto ainda selvagem. As casinhas existentes ao lado da habitação principal, antigamente serviam para colocação de lenha para o inverno e ainda para guardar animais. Assim sendo e para manter mais presente todas as características do passado, as mesmas foram mantidas e a traça a nível de arquitectura manteve-se totalmente intacta.

Depois: os interiores

Em relação à remodelação dos interiores, os mesmos mantiveram-se quase intactos a nível construtivo. Vigas em madeira no tecto, pedra nas paredes, madeira no chão, tudo foi deixado como era anteriormente, mas claro, agora com todas as condições que se desejariam.

Os interiores foram adaptados às novas necessidades funcionais e foram gerados espaços mais abertos e interiores mais acolhedores. 

Antes: os interiores

Mais uma foto de como estavam os interiores quando os profissionais visitaram o local comprovam que o estado de degradação era mesmo avançado. Repare nos dois vãos que parecem existir e verifique como foi solucionada esta questão.

Depois: os interiores

Percebe como foi solucionado? Os vão foram abertos e o espaço ficou totalmente diferente e muito mais amplo. Agora a divisão que parecia escura e pequena é agora ampla, aberta e luminosa. Na zona dos vãos foi colocada uma peça de madeira que permite sentar ou apenas colocar objectos decorativos.

Repare como as paredes em pedra se mantiveram e os tectos foram em certas zonas revestidos totalmente a madeira, transmitindo uma atmosfera mais confortável. 

Depois: a divisão dos espaços

Um estudo cuidadoso da iluminação artificial enriquece e melhora a arquitectura e os espaços interiores. Um ligeiro desnível entre os pisos, separa de forma inteligente as diferentes zonas, não sendo assim necessário qualquer tipo de divisão extra. 

Algumas paredes foram estucadas e pintadas de branco, aumentando a luminosidade interior e ainda conseguindo oferecer um ambiente mais moderno e claro. O mobiliário utilizado é de estilo campestre e a madeira continua bastante presente. Para o pavimento deste andar foi escolhido um piso cerâmico cinzento claro com algumas irregularidades no materiai

Depois: as escadas

As escadas que dão acesso ao piso superior são em madeira e o seu corrimão e grades são trabalhadas e mais uma vez bem ao estilo campestre e rústico. Quis manter-se esse lado tradicional ainda que tivessem sido colmatadas todas as necessidades necessárias. Agora com maiores e mais amplas divisões, a luz natural entra pelas divisões e ilumina espaço a espaço. 

Se gostou deste projecto de remodelação espreite este:

Antes e depois: celeiro convertido em habitação especial

Que achou deste projecto de remodelação?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!