Moradia Casa Corujeira: Casas campestres por Mayer & Selders Arquitectura

Pequena habitação na Ilha da Madeira

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

Quem nunca sonhou em possuir uma casa de férias? E se fosse na Ilha da Madeira diria que não? Aposto que não.. claro que podia não dar lá muito jeito por ser nas ilhas e ter de ir de avião ou de jacto privado, mas férias é isso mesmo. Fugir do dia a dia e aproveitar outros ares e paisagens. 


O artigo de hoje é sobre uma remodelação de uma casa rural no Caniço na Ilha da Madeira. As fachadas foram mantidas as originais e o interior remodelado de forma minimalista, tirando o maior partido dos materiais tradicionais e ecológicos e usá-los em exaustão. A pedra e a madeira existente foi cuidadosamente restaurada e os interiores foram redecorados. 

O tamanho da habitação não desempenhou qualquer tipo de desvalorização do espaço e Dirk Mayer colocou a sua sabedoria em prática e o resultado está à vista!

De aspecto rural

A forma real da pequena casa quase não se alterou e a construção tradicional foi apenas ajustada e tudo se mantém como antes. A habitação sofreu também de um projecto de ampliação, e essa parte é contemporânea, o oposto da parte já existente. Estes dois estilos não se misturam e cada um tem a sua própria individualidade. A tinta branca aplicada em ambas as fachadas brilha e contrasta com o antracite das molduras das janelas e portas.

O acesso ao interior da casa pode ser feito a partir do piso térreo ou ainda pela segunda entrada que está localizada à esquerda da imagem, por umas escadas. Os muros e pequenas limitações de terrenos foram projectados com pedras tradicionais que dão a estrutura necessária e ainda garantem um enorme carácter. Casas de pedra são muito comuns em países do sul, porque as pedras têm uma influência positiva sobre a temperatura interna nos meses quentes do ano e, portanto, um efeito natural e agradável ao nível da refrigeração é conseguido.

A zona exterior

Ainda no exterior, uma área coberta faz a ligação entre as duas partes da habitação, a original e a ampliação, fornecendo assim um espaço exterior coberto comum. O novo edifício forma, por um lado, um pátio com a parte existente, por outro lado abre-se para as vistas sobre a encosta e o Atlântico a sudeste. 

Esta estrutura de madeira é a ideal para plantas trepadeiras ocuparem o seu lugar e formar assim uma zona agradável de sombra mesmo junto a casa.

Contrastes constantes

No piso térreo há uma grande área que se divide em sala de  jantar, estar e cozinha. Apesar da quase inexistente mobília é neste piso que as três funções são postas em pratica. 

As cores foram cuidadosamente seleccionadas e utilizadas com extrema discrição. Apenas o chão num tom verde sobressai no espaço, já que as paredes são brancas e apenas uma parede em pedra foi mantida como original. No tecto, as vigas que anteriormente eram construtivas, destacam-se agora por servem um elemento decorativo. 

 Era objectivamente importante, manter o passado bem presente, mas claro, conciliado com o melhor das características contemporâneas.

A cozinha

A perspectiva do lado oposto mantém-se ligeiramente idêntica. Mas agora, em vez de uma parede de aspecto antigo e super rústico, temos a cozinha aberta para o restante espaço. A relação com a natureza exterior foi preparada no interior, com os verdes ladrilhos como revestimento do chão. O conjunto de mesa de jantar e as 4 cadeiras são em madeira de estilo simples e tornam possivel uma refeição em família. Este piso é sem dúvida a zona social da casa, sendo a zona mais privada da casa no primeiro andar. 

Escada com função 2 em 1

Além da função pura da escada, ela aqui também actua como parte do mobiliário integrante do espaço. A altura dos 3 degraus permitiu a criação de móveis que com gavetas de generosas dimensões que dão grande capacidade de armazenamento. Este móvel actua como uma plataforma e sustenta a estrutura da escada até ao piso superior.

O seu desenho é simples e super moderno, mas o que não sabia e que o irá de certo surpreender, é que a superfície foi idealizada com esta profundidade para funcionar como uma cama. Com a simples colocação de um colchão este espaço no vão das escadas pode funcionar de sofá e até de cama.

 O corrimão da escada é elegante e clean e contrasta com as vigas em madeira no tecto e a parece tradicional em pedra.

Casa de banho

A casa de banho comporta-se exactamente como o resto da casa: ela é simples e discreta. O lavatório é circular e está pousado sobre o móvel de madeira, em que o espaço interior fornece arrumação a toalhas e produtos higiénicos e pessoais. As cores predominantes na casa de banho criam um ambiente particularmente acolhedor,bege e castanho.

Reparou como a torneira de desenho minimal é de parede e não de formato mais comum? São os detalhes que formam projecto de qualidade.

Se gostou do trabalho practicado, espere até ver um outro projecto do mesmo autor:

Maravilhoso turismo rural na Madeira com vista sobre o mar

Gostou do artigo? Deixe-nos a sua opinião!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!