Preto no branco: cozinhas

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

A cozinha é sem dúvida uma das divisões que mais é valorizada em certas famílias. É lá que se passam muitas horas a cozinhar e a usufruir de boas refeições. Amigos e familiares quando dão valor a este tempo precisam que o mesmo os receba bem, seja em termos de espaço, iluminação, cor ou equipamento.

Hoje falamos apenas de cozinhas bicolores, mais precisamente de cozinhas pretas e brancas. Se duvidava que estas cores pudessem não ser as mais vantajosas para este espaço engana-se. Claro que existem truques e dicas que podem ser seguidas a rigor para uma melhor solução final, se não for um expert em escolhas acertadas. Portanto, as imagens seguintes irão inspirá-lo se está a passar por um período em que pensa fazer obras e mudar para melhor esse seu espaço. Esteja atento e perceba porque duas cores neutras como base completam o espaço e deixam-no logo com ar habitável e confortável.

Moderna e geométrica

Uma cozinha branca e preta não tem de ser aborrecida e desconfortável! A quantidade de uma cor e de outra aplicada dependerá do seu gosto pessoal e ainda do tipo de espaço em relação à sua dimensão e luminosidade. Se o quiser aumentar visualmente ou clareá-lo aposte mais em branco se o interesse for o oposto, use mais quantidade de preto.

Branco e preto ficam muito bem de mãos dadas e parecem o complemento uma da outra. Neste caso todas as superfícies são brancas e apenas o chão foi revestido a mármore preto. Despojada de decoração, o foco principal cai sobre as faces brancas, umas de acabamento mais brilhante, outras mais mate. A janela de grandes dimensões ilumina fortemente o interior e garante uma aura calma e de paz. E isso sente-se!

Contemporânea e ergonómica

Ao contrário da imagem anterior, em que a cozinha era maioritariamente branca e de linhas rectas, este exemplo é composto por mais preto que branco e as linhas são arredondadas e ergonómicas. Apesar de ambas serem compostas pelas mesmas cores, a aparência e solução final é super diferente e contrastante.

Aqui no chão optou-se pela cor branca e as paredes pela cor preta, exactamente o oposto da anterior solução apresentada. É incrível como com as mesmas cores aplicadas em diferentes quantidades em fusão com diferentes linhas e formas as soluções conseguem ser tão diferentes e dispares. Conclui-se portanto, que estas cores são versáteis sendo as responsáveis por ambientes polivalentes e super eclécticos.

O sol

A disposição e o formato da cozinha também são os responsáveis por ambientes totalmente diferentes. Neste caso, uma parede foi ocupada na sua totalidade por armários e equipamentos de cozinha, deixando espaço livre para uma mesa de madeira de veios bastante marcados e cadeiras modernas e amarelas bem à vista, contrastando e dando um toque de cor.  Optar por apenas duas cores como base de um espaço, torna-se mais fácil compor o ambiente com decoração de outras cores. Aqui, apenas o amarelo apareceu para dar mais brilho e vivacidade ao ambiente. 

As paredes de acabamento brilhante contrastam com a mesa em madeira de aspecto mais clássico. A solução é funcional e bastante simples.

O amor

Tal como o amarelo apareceu para dar brilho e vivacidade à cozinha anterior, nesta foi o vermelho forte que completou o atmosfera com um toque apaixonado, na cor que mais é associada ao amor e à paixão.

Quem diz amarelo e vermelho, diz verde ou azul, e mais uma vez a escolha será meramente sua! Se o cenário for suave e neutro com os casos mostrados anteriormente, poderá dar-se ao luxo de escolher peças de mobiliário ou decoração na sua cor preferida. Qualquer uma será uma boa escolha! Inspire-se e teste cores que nunca pensou ter em sua casa!

Devido às inúmeras refeições que são preparadas e à agua em constante uso, o pavimento com facilidade fica com marcas de sujidade. Se não quiser estar sempre preocupado com migalhas e marcas de tudo, opte sem pensar duas vezes por um pavimento escuro em vez de um branco. A sujidade estará lá na mesma mas será menos perceptível.

Em cozinhas pequenas

Outro bom exemplo de cozinha preta e branca, é esta de reduzidas dimensões, em que se valoriza e destaca o balcão de apoio com um conjunto de 5 candeeiros pretos e todos iguais. O pavimento foi escolhido num material diferente – madeira – que em muito valoriza o espaço, deixando-o com um aspecto mais confortável e inovador. 

Espaço vivido

Uma cozinha é para ser vivida! Quer-se portanto um ambiente o mais funcional e prático possível. Se o espaço for de grandes dimensões terá certamente espaço para todos os electrodomésticos e loiças. Com um apenas abrir de gaveta ou de porta terá tudo pronto a usar, mas em espaços mais reduzidos, torradeiras, balanças, conservas e alimentos têm de estar à vista. O espaço deixa de ter aquele ar de revista, super arrumado mas passa a ter um ar de vivido e habitado, que para muitos é o mais importante.

Aqui o espaço mantém-se nas duas cores principais: preto e branco – mas os objectos que ocupam prateleiras e bancada dão outra cor ao espaço. A balança de ar vintage foi escolhida no tom vermelho e tal como o relógio de parede em amarelo, dão um ar irreverente e bastante descontraído.

Que acha desta conjugação de cores? Deixe-nos a sua opinião!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!