Renovação de uma casa em Viseu: Casas de banho modernas por BAU UAU ARQUITECTURA

5 formas de se ver livre de bolor em sua casa

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Loading admin actions …

Bolor?? Que tema mais aborrecido e desinteressante!

Esta é provavelmente a primeira reação do leitor desprevenido ao ler o título deste artigo. E realmente nós concordamos que há temas mais glamorosos e com mais brilho, mas infelizmente haverá poucos com mais utilidade.

O bolor é uma realidade na vida de muitas pessoas… Instala-se sub-repticiamente ao princípio, e quase nem damos por ele, mas rapidamente invade paredes, tetos e armários, inundando tudo com o seu cheiro a mofo.

E que não se pense que este é um problema exclusivo das casas velhas e húmidas! Na verdade este é um problema que pode atingir qualquer casa, mesmo as de construção moderna, desde que as condições para o seu aparecimento estejam reunidas. É especialmente frequente e de difícil resolução em zonas muito húmidas, junto ao mar, ou cursos de água.

Mas afinal o que é o bolor? É um fungo, que cresce sobre as superfícies e se reproduz através de esporos. Estes esporos estão presentes no ar, são transportados pelo vento e são extremamente resistentes ao calor e ao frio, pelo que existem sempre uns milhares em qualquer ambiente interior. Os esporos não são visíveis a olho nu, a não ser em grande número sob a forma de pó.

Os fungos que crescem nas casas raramente são tóxicos por si mesmos, mas respirar os esporos pode ter consequências bastante nefastas para a saúde. Rinite, sinusite, crises alérgicas e até eczemas são consequências de respirar em ambientes carregados de esporos.

Evitar o seu aparecimento é a prioridade, mas se o bolor já se instalou em algum local de sua casa, não desespere! Há soluções. Apenas precisa de seguir as nossas sugestões para aprender a ver-se livre do bolor por si mesmo. Declarámos a guerra ao bolor e vamos vencê-la juntos!

Estragos causados pelo bolor

LIVING ROOM BEFORE:   por Home Staging Factory
Home Staging Factory

LIVING ROOM BEFORE

Home Staging Factory

O bolor, como qualquer fungo, cresce através de hifas que penetram nas superfícies onde se instala. Este crescimento ao longo do tempo destrói os revestimentos das paredes e dos tetos, e em última análise a própria estrutura pode ficar comprometida, se for de um material sensível. Normalmente o que acontece é o estuque ou a tinta ficarem arruinados, descascados, estalados ou no mínimo manchados. Quanto mais profundo atingir o crescimento do bolor maior será a extensão dos danos e mais difícil será ver-se livre dele. A nível das consequências para a saúde os estragos podem ser bem mais perigosos. Os bolores em casa são responsáveis pelo aparecimento de doenças respiratórias que podem vir a ser crónicas. E as crianças são especialmente sensíveis. 

Uma casa como a da imagem precisa de medidas extremas e de uma recuperação profunda, que pode ir mais longe do que o âmbito deste artigo… E foi isso mesmo que a Home Staging Factory fez neste projeto de recuperação de uma casa em Lisboa. Garantimos que o resultado final tem tudo menos bolor!

Causas do aparecimento do bolor

Renovação de uma casa em Viseu: Casas de banho modernas por BAU UAU ARQUITECTURA
BAU UAU ARQUITECTURA

Renovação de uma casa em Viseu

BAU UAU ARQUITECTURA

O bolor aparece quando as condições adversas se juntam para promover o seu crescimento. Mas o que é então preciso para aparecer bolor numa casa? Já estabelecemos que há esporos em todos os ambientes não filtrados ou esterilizados, por isso vai haver esporos na sua casa, e essa é a primeira condição para vir a haver bolor. Depois para o esporo se desenvolver, ele precisa de humidade, uma fonte de alimentos (eles gostam dos materiais de construção), temperatura agradável, muito pouca luz solar e tempo!

Após sabermos as condições para o crescimento do bolor, é simples saber as causas para o seu aparecimento… Condensação nas paredes e tetos, infiltrações provenientes das canalizações ou apenas uma alta humidade do ar, aliadas a um arejamento insuficiente, são as causas mais frequentes para o aparecimento de bolores em áreas em que a incidência de luz solar não é direta. Casas de banho e cozinhas são normalmente as primeiras vítimas deste invasor silencioso, principalmente em compartimentos pequenos, que não têm um sistema de extração eficaz.

No caso dos roupeiros, basta por vezes colocar lá roupa ainda com áreas ainda húmidas para que as condições de crescimento estejam reunidas e o mofo se instale.

Os primeiros sinais de bolor

  por A54Insitu
A54Insitu

Almozara antes

A54Insitu

Os primeiros sinais de bolor são por vezes indetetáveis, principalmente se o crescimento se estiver a desenvolver em zonas pouco frequentadas ou escondidas, como atrás dos móveis ou dentro dos roupeiros. Mas uma vez instalado é difícil ver-se livre dele pois já lançou muitos mais esporos no ambiente. Muitas vezes a primeira coisa de que nos apercebemos é de um persistente odor a mofo. E depois procuramos afincadamente até descobrir a sua fonte, e vemos algumas manchas, que podem variar de aspeto consoante a superfície. Normalmente são manchas escuras em superfícies claras, ou manchas esbranquiçadas em superfícies escuras.

Mas não precisa de esperar por sinais de bolor visível! Se tiver manchas de humidade nas paredes, é evidência de infiltração ou condensação não arejada e portanto pode considerar isso como o pré-estágio para o bolor e agir de imediato para resolver a situação.

Primário antifúngico

Lavandarias, como a da imagem, ou cozinhas pequenas que têm incorporadas máquinas de lavar roupa são locais perfeitos para o malandro do bolor se instalar. Mesmo com exaustão há sempre cantos mais escurinhos onde a condensação demora mais a secar, e pronto em menos de nada lá está uma mancha. Claro que isto é mais intenso em países mais quentes, mas as lavandarias e as cozinhas pelo tipo de atividades ali desenvolvidas costumam ser sítios com uma temperatura mais elevada.

Se já viu uma malfadada mancha de bolor comece a pensar no que fazer. A solução mais obvia para estes sítios é dar uma pintura com uma tinta antifúngica. Isso vai com certeza resolver o problema. Mas não se precipite a pintar! Antes disso elimine totalmente os esporos utilizando um dos produtos de que falaremos nos pontos seguintes.

O cloro da lixívia mata o bolor

Casa em S. Salvador: Casas de banho clássicas por m2.senos
m2.senos

Casa em S. Salvador

m2.senos

Esta é a solução mais conhecida e praticada. Usar lixívia é, desde há muitas décadas, a solução para acabar com o bolor. É muito eficaz e barata, mas não pode ser utilizada em qualquer lugar. Há superfícies sensíveis que podem ficar manchadas ou mesmo destruídas com o uso de lixívia, e aí é pior, pois tem fazer reparações profundas e gastar mais dinheiro. Superfícies de aço inoxidável e algumas pedras rústicas podem ser seriamente danificadas pela lixívia pelo que deve evitá-la.

Mas é uma solução bastante boa para utilizar sobretudo em casas de banho, pois desinfeta e ajuda a branquear as superfícies!

O vinagre na luta contra o bolor

O velho e bom vinagre também é um ótimo aliado nesta luta sem quartel contra este inimigo feio e malcheiroso. Bem mais malcheiroso do que o próprio vinagre!

Assim que detetar uma manchinha de bolor na sua cozinha não hesite: – ensope-a de vinagre de vinho, de preferência branco para não manchar ainda mais. Pode usar o mesmo método em todas as divisões da casa, mas prepare-se para o cheiro que vai imperar durante dias. Por esse motivo, e não pela falta de eficácia, este método é especialmente indicado para a cozinha, onde o uso de vinagre é uma atividade normal.

Este método de matar o bolor é excelente. É bastante eficaz, é muito barato e sobretudo é uma opção totalmente ecológica e inócua para o ambiente. Mas cuidado! A acidez do vinagre causa manchas irremediáveis em pedras como o mármore e o calcário. Nunca use nestas superfícies, e se tiver dúvidas noutros materiais, faça uma pequena experiencia numa zona não visível, antes de se atrever a usar.

Peroxido de hidrogénio mata o bolor

Quartos Criança: Quartos de criança modernos por Consigo Interiores
Consigo Interiores

Quartos Criança

Consigo Interiores

Que horror! Apareceu bolor no quarto das crianças! E agora? Não posso usar lixívia que é tóxica. Não posso pintar já. O vinagre cheira mal… O que posso fazer?

Há solução. Use peróxido de hidrogénio! Um palavrão complicado para designar a vulgar e conhecida água oxigenada. E eis que após ser a estrela das esfoladelas nos joelhos vemos agora este químico como produto de limpeza muito eficaz.

Se precisar de grande quantidade compre em lojas de bricolage, mas se for para utilizar em pequenas superfícies a vulgar água oxigenada à venda nos supermercados. A única coisa que tem a fazer é ensopar bem um pano com a água oxigenada, utilizando umas luvas, e embeber bem o bolor com ela. Depois aguarde 15 minutos e esfregue com uma escova e seque bem. Vai ver que o bolor desaparece!

No entanto é preciso ter cuidado. Apesar de não ser tóxica a água oxigenada pode manchar definitivamente os tecidos, por isso remova todos os têxteis que estejam por perto. Aproveite a limpeza para lavar as cortinas, os tapetes e as mantas, eliminando assim esporos que ali estejam alojados.

O bicarbonato de sódio

Quarto Havana: Quartos modernos por MUDA Home Design
MUDA Home Design

Quarto Havana

MUDA Home Design

Armários e closets são outros alvos preferidos para o bolor se fazer notar. Normalmente são espaços fechados, com muito pouco arejamento, que contêm roupas que o fungo considera alimento. E basta uma peça de roupa ir húmida para o roupeiro para ele se instalar. A roupa cheira a mofo e o armário tem manchas de bolor, agora tem mesmo de tomar medidas urgentes!

Usar lixívia e água oxigenada está fora de questão porque podem manchar as roupas se eventualmente entrarem em contacto com elas. Pintar não é uma solução a curto prazo e o vinagre põe a roupa a cheirar mal.

Use bicarbonato de sódio! A vulgar soda de cozinha, utilizada por exemplo para fazer os bolos crescer. Faça uma pasta com três partes de bicarbonato e uma de água, e aplique-a com sobre as manchas de bolor, assegurando-se de que as cobre na totalidade e um pouco mais, deixe atuar pelo menos uma hora, lave muito bem e certifique-se de que a superfície seca mesmo bem antes de voltar a encher o armário. Outra forma é diluir uma chávena de bicarbonato em um litro de água quente, usar a solução como detergente, ensopar a superfície, deixar atuar duas horas, limpar e secar bem.

Livre-se dessa praga que é o bolor em casa!

Achou utilidade nestas ideias porque também está a travar esta guerra? 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!