Antes e depois: uma extensão capaz de mudar tudo!

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

Foi esta casa dos anos 40 localizada em Rennes, França que adquiriu uma aparência fantástica depois de passar por um projecto de renovação gigante. Dentro dos limites possíveis e em vigor, o gabinete Franck Labbay Architecte apropriou-se da habitação e colocou mãos à obra. O objectivo era aumentar a habitação e assim foi acrescentada uma extensão/aumento de quase 46 m² extra. Ignorando as dificuldades de acesso ao local, os profissionais de arquitectura deram vida a este novo aumento com a escolha de um material que fosse mais fácil de implementar – a madeira. Ao libertar-se completamente do carácter tradicional da habitação existente, o projecto reinventa o espaço e  a solução final é de tirar o fôlego a qualquer um.

A estrutura/extensão encaixa perfeitamente no ambiente e permite através da sua ampla abertura, desfrutar em pleno do jardim. As amplas aberturas no telhado dianteiro garantem muita luz natural em todos os espaços da casa. Os materiais utilizados nas fachadas e nas coberturas são de desenho geométrico e são consideradas ecologicamente correctas.

Descubra, sem demora a mega transformação!

Antes: uma casa banal

Na verdade, esta pequena casa de aparência pobre banal vai terminar com uma extensão de madeira que irá aumentar totalmente a profundidade do espaço. A fachada original nada tem de incrível e por isso será difícil imaginar como ficou com um novo volume anexado..

O impensável está prestes a acontecer!

Antes: o jardim

Este é o jardim lateral no seu estado original. Mais parece um terreno baldio que um jardim bonito e arranjado. A vegetação desenvolveu-se ao acaso ao longo do tempo e agora existe a necessidade de criar harmonia e organização. As proporções do espaço não estavam a ser usadas da melhor maneira e a superfície precisava urgentemente de ser optimizada.

Depois: o volume da extensão

Construído em madeira, o volume da extensão com linhas geométricas deixa-nos sem palavras! Além do seu design muito moderno, os arquitectos quiserem integrar perfeitamente o mesmo no espaço dando a oportunidade de ainda usufruir de um aumento de 46 m² de área adicional. O seu lado geométrico cria um conjunto harmonioso quando conjugado com as aberturas (janelas) de diferentes dimensões para o exterior.

Depois: a extensão luminosa

O jardim colonizado anteriormente por silvas dá agora lugar a uma extensão de madeira completamente aberta para o exterior, aumentando consideravelmente o seu lado vistoso e especial. A clarabóia do tecto permite captar para o interior mais luz natural e desta vez até perceber a cor do céu. O espírito e aspecto tradicional da casa original foi totalmente esquecido e agora o lado moderno é o responsável por esta esplêndida atmosfera.

Depois: Uma entrada que não parece

Assim era o aspecto do hall de entrada da casa. Representado por mosaicos cerâmicos no pavimento que em nada eram apelativos e chamativos. A zona era apertada e nada estava devidamente valorizado.

Depois: uma perspectiva luminosa

O espaço transformado ofusca agora com tanta luz! A luz natural que entra pela extensão e pelo jardim pode agora inundar todos os cantos mais escondidos do piso térreo. Completamente em plano aberto, os vários espaços abrem-se entre si numa atmosfera fluída e simples. Note também que a cozinha com meia parede em vidro permite iluminar o interior e incentivar na hora da preparação de refeições.

Antes: Uma cozinha pitoresca

Numa cozinha com uns largos anos de idade era acompanhada com papel de parede de flores. Tudo se encontrava desactualizado e até em mau estado de conservação. O layout era básico e necessitava urgentemente de  uma completa renovação e reestruturação do espaço para torná-lo acolhedor e funcional. Os azulejos brancos serviam de aparador de cozinha e o pavimento quadriculado era mau de mais para ser verdade.

Depois: a nova cozinha

Perfurada por uma grande abertura rectangular, a nova cozinha é um máximo e em nada se parece com a anterior. Tudo é moderno e o espaço tem um ar fluido e muito funcional. A mesa com bancos altos apoia em refeições rápidas, como pequenos almoços e lanches.

Antes: uma perceptiva antipática

No andar de cima, as divisões consideradas de mais privadas e intimas ocupam o espaço. Antes da intervenção este corredor de acesso às diferentes divisões não convidavam a visitar o lugar e a conhecer. A madeira estava gasta e o corrimão era trabalhado e fora de moda. Não existia nenhuma fantasia ou luxo aparente, tudo aqui era simples e aborrecido. As aberturas/janelas eram estreitas e não permitiam muita claridade e brilho interior.

Depois: um corredor resplandecente

Um corredor pode ser apenas um canto ou um local e passagem, mas também pode passar a ser algo mais vistoso e funcional. Que tal forrar o corredor com armários de portas de correr forradas a espelho? Com a presença do espelho o espaço vai parecer multiplicado e bastante maior, além da maior sensação de brilho e de luz no espaço.Jogando com efeitos ópticos como este a distribuição das divisões é feita de forma intuita e fluída.

Antes: A sala parece cansado

Este lugar outrora já foi um quarto e é na mesma função que irá ser transformado, depois de uma valente intervenção. As janelas de desenho antigo, as paredes num tom amarelo claro e a presença de uma lareira colocada a fazer canto eram algumas das características do espaço dos anos 40.

O pavimento era forrado com icónicos azulejos coloridos não transmitindo nenhum tipo de conforto inerente.

Depois: um quarto acolhedor

A equipa de arquitectos talentosos reinventou magicamente este espaço e além de um charme nove, todo ele brilha. Pela grande janela quadrada o quarto ganha outra cor e outro brilho. Mesmo uma cor escura ter sido a escolhida para revestir uma das paredes. Uma escolha bastante original visto o contraste ser grande por se tratar de um quarto infantil, onde a presença de brinquedo e muita cor é sempre em demasia e bastante notória.

Agora o pavimento é em madeira e em tudo altera para melhor o conforto do espaço. Os seus tons naturais são apreciados e um mais valia.

Antes: quarto de casal

Noutra divisão do piso superior, mais uma lareira fazia parte do design da mesma. Mais uma vez a antiguidade da mesma é fortemente marcada pela presença de lareiras em todos os espaços, já que antigamente era bem comum. Aqui o piso era em madeira mas necessitava de um tratamento especial para reavivar o seu brilho e cor.

Depois: o quarto principal

Para finalizar terminamos este viagem por uma casa que se dizia aborrecida e sem muito para oferecer, numa de aspecto moderno e cheia de luz natural no interior. Mais uma vez, uma valente prova de que profissionais conseguem tirar o maior partido dos espaços e dar-lhe o melhor dos sentidos e funções.

Agora este quarto é mais luminoso e parece bem mais amplo comparado com o que era antes, totalmente diferente, diria mesmo. A cor branca aplicada em todas as paredes e tectos permite aumentar visualmente o espaço e também o tornar mais brilhante.

Que achou do artigo? Deixe-nos a sua opinião!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!