Habitação de ar tradicional na Costa Nova vira oásis de bem estar

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

O artigo de hoje tem duas coisas de que gosto muito, ser na Costa Nova, minha praia de infância e ser um projecto da autoria do GAAPE. Tenho o prazer de conhecer de perto vários projectos deste gabinete sediado em Aveiro e garanto-lhe que profissionalismo e originalidade são umas das suas maiores características.

O projecto que lhe mostro hoje faz parte de uma grande obra de remodelação de uma moradia e não é de uma casa vs palheiro característica desta praia, conhecida pelos seus postais com casas às riscas coloridas. 

De arquitectura mais recente e aparentemente sem necessitar de intervenção, esta foi modernizada não só a nível exterior e do seu jardim, como também dos interiores. Aliás, foi neles que se notou mais o passar dos anos, em que casas de banho e cozinha pareciam ultrapassadas e demasiado antiquadas.

Depois de um estudo aprofundado, a arquitecta Paula Tinoco em conjunto com Eduardo Almeida, também arquitecto passaram as suas ideias para o papel e a magia aparece nas fotos seguintes.

Antes: o alçado principal

Esta era o aspecto da moradia antes da intervenção. Uma habitação cheia de potencial de estilo clássico e em muito bom estado de conservação. Uma das mais valias da mesma era a sua localização com vista privilegiada para a ria, no alçado principal, e para a praia no alçado posterior.  Uma riqueza de enquadramento que tinha de ser valorizada a nível de vãos e espaços exteriores.

Depois: o alçado principal

Num primeiro impacto as diferenças são muitas, mas depois de uns 3 minutos a comparar ambas as fotografias, as diferenças saltam à vista. A nível do rés do chão duas janelas amplas foram rasgadas na fachada e o telheiro que acompanha a zona de entrada foi modernizado. No primeiro andar a grande varanda foi mantida e as janelas existentes foram aumentadas tirando assim o maior partido da vista para o exterior. No ultimo piso um dos telhados foi como que cortado abrindo a vista para a ria a partir da suite principal. Ainda uma grande varanda foi colocada valorizando e potencializando a suite principal da casa.

Depois: alçado principal

É numa fotografia numa perspectiva frontal que se fica com maior sensação da zonas envidraçadas. O céu azul reflecte nos vidros e a magia consegue ser sentida. O novo bloco paralelepípedo foi criado com uma zona com portada de ripas de madeira horizontais e é na mesma que a entrada principal se localiza.  A cor da casa foi mantida, num branco sujo e apenas as madeiras foram tratadas num tom mais escuro, criando um maior contraste entre os diversos materiais. Repare como na varanda do ultimo andar, a guarda foi substituída por vidro, aumentando assim a vista panorâmica desde a suite.

Antes: escadas

Este era o aspecto do telheiro criado como zona de acolhimento na porta principal da casa. As madeiras mantinham-se presentes tal como o castanho em todos os pilares e vigas. Os degraus de acesso desde o portão individual para a rua eram forrados a pedra e a parede também se encontrava forrada mas com outra espécie. As janelas eram protegidas por portadas me madeira branca e as mesmas foram completamente excluídas no novo projecto de remodelação.

Depois: escadas

O bloco que foi criado aparece ligeiramente à frente da parede em pedra, numa cota à frente. A escada apresenta-se em modo degraus de cimento suspensos e a leveza sente-se num primeiro impacto. O jardim agora é composto por relva e alguma zonas devidamente planeadas com aplicação de pedras e cascas de carvalho.

Depois: a entrada

Com esta imagem talvez seja mais perceptível enteder onde realmente se localiza a porta de entrada principal. Vê o tapete no chão? É aí mesmo. A ideia foi tentar deixar quase de forma imperceptivel toda esta zona de entrada que ao mesmo tempo deveria ficar em concordância com a fachada.

Antes: alçado posterior

Este era o aspecto que a moradia tinha na sua fachada posterior antes da moderna intervenção que sofreu. O seu terreno, tal como a própria habitação era de boas áreas. A piscina era uma das grandes valias da mesma e a zona relvada servia de apoio a banhos de sol entre o mar e a ria.

Havia um barreira que impedia a ligação directa entre o interior e o exterior proporcionando um uso aberto de todo o espaço do rés do chão, prolongando os interiores para o rés do chão.

Depois: alçado posterior

A intervenção foi espantosa e a solução final magnifica. O azul claro da piscina leva-nos facilmente a esquecer o que a mesma foi anteriormente. Agora a zona de lazer e social foi alargada e deixou de existir a tal barreira que separava os interiores dos exteriores. Agora o plano horizontal é o mesmo e tanto a zona interior como a exterior ganharam com isso. A sala de estar, jantar e a cozinha têm agora além de ligação directa têm também uma grande união visual.

A piscina foi substituída por uma mais moderna e actual e que melhor se encaixa na disposição do terreno em favor da arquitectura da casa. O piso foi alterado, a pedra passou para segundo plano e valorizou-se um material mais natural e confortável para esta zona - a madeira, igual à usada em decks e passadiços de praia. Para quem não sabe, casas localizadas em cima da orla do mar têm de ter especial atenção ao materiais com que são revestidas e construídas pois os mesmos imploram consecutivamente por manutenção, por isso uma boa escolha a nível de materiais irá manter um bom aspecto durante muito mais tempo.

Depois: varanda da suite

Nesta perspectiva vêem-se as dunas da praia e ao longe, quase imperceptível o mar. Imagine a vista arrebatadora que se tem nesta varanda, de um lado vê-se o nascer do sol, pelo lado da ria, e do outro o pôr do sol. Diz quem conhece que este é o pôr de sol  mais bonito de todos. Também aqui neste plano superior, o revestimento é em madeira. As grandes janelas têm todas caixilharias escuras que contrastam a sua modernidade com restos deixados a lembrar o passado, como as telhas de argila dos telhados.

Depois: closet

Infelizmente não temos fotografias da suite que o façam perceber exactamente a essencial e o sentimento que se respira nesta divisão de luxo. A fotografia que se segue tem vista especial para a praia e trata-se do closet, como qualquer suite digna de revista, um quarto de vestir nunca é esquecido. Armários de portas altas brancas aproveitam o máximo de arrumação interior possível, apesar da irregular forma do espaço. Uma espécie de banco é um gaveta que guarda objectos de menores dimensões e ainda facilita na hora de escolher o que vestir, sendo possível pousar sobre o tampo as suas peças preferires. 

Com as novas janelas colocadas, rasgadas nas antigas paredes, também esta divisão beneficia da luz natural ao mesmo tempo que vantajosamente pode ser arejado. 

Antes: casa de banho

Como referi anteriormente é sempre através das casas de banho e das cozinhas que se consegue perceber a quantidade de anos que por lá já passaram. O mobiliário sanitário evolui com rapidez e entende-se à distancia o que uma casa de banho precisa para se parecer moderna e actual, correspondendo a todas as necessidades contemporâneas.

Uma casa de grandes dimensões tem obrigatoriamente que ter mais que uma casa de banho, por isso as próximas fotografias serão dessas mesmo, mas completamente restauradas.

Depois: casa de banho

Tal como em todas as outras divisões tentou-se a todo o custo tirar o máximo partido de luz natural e da vista para o exterior. Quem diria que esta fotografia corresponde ao depois da anterior? A parede branca e ainda em fase de acabamento reflecte bem uma atmosfera mais moderna em conjunto com a parede cerâmica de cor chocolate. Sanita e bidé são de modelos suspensos e de depósito embutido na parede, aumentando mais ainda o seu lado moderno e actual. A bancada é composta por duas unidades de lavatórios e as gavetas permitem a arrumação de produtos pessoais e higiénicos.

Depois: casa de banho

Completamente terminada, esta casa de banho é mais uma amostra de que com um bom planeamento se consegue reavivar a atmosfera. Os tons opostos contrastam entre eles e a zona de duche totalmente em vidro enfatiza este desejo de ambientes amplos prolongados no espaço.

Através do espelho é possível perceber que do lado oposto, uma janela deixa entrar luz natural. A artificial faz-se notar atrás do espelho. O revestimento cerâmico branco é texturado e com a a luz a incidir conseguem-se misteriosas sombras e brilhos.

Depois: casa de banho

Num terceiro exemplo o conceito mantém-se. O objectivo é conseguir ambientes modernos, luminosos e funcionais. Para não ocupar demasiado espaço optou-se sempre pela escolha de base de duche em vez de banheira. As portas originais da casa foram mantidas e apenas foram tornadas mais escuras.

Gostou da intervenção e da solução final? Mudaria alguma coisa?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!