Casa em Belas, Sintra: Casas minimalistas por Estúdio Urbano Arquitectos

Surpreendente habitação unifamiliar

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

Este projecto podia bem fazer parte do artigo que anteriormente escrevi sobre as extraordinárias casas de Verão todas nacionais, o qual foi um autêntico sucesso e que veio ainda a fazer parte do Top 5 da semana. Uma prova mais que provada de que os nossos profissionais mostram bem a sua formação, profissionalismos e bom gosto.

A casa de hoje é mais um exemplo a juntar a todos os outros que tanto prazer me dá em vos fazer conhecer ou rever. Este meu nacionalismo está mais forte deste que faço parte da população jovem portuguesa que deixou o seu país para trás, mas sempre e ainda aí, dei o devido valor. Mas vamos ao que mais interessa: o Estúdio Urbano – arquitectura e associados Lda. foi fundado em 2003 pelos arquitectos Ana Duarte e Alain Gameiro, em Queijas, no concelho de Oeiras. Ambos são arquitectos de formação e desenvolvem projectos de arquitectura, urbanismo, design de interiores e recuperação de imóveis. Apostam no trabalho emequipa e acreditam na partilha de ideias com o objecto de soluções melhores, onde a qualidade nunca é descurada.

O projecto que se segue é de uma moradia de tipologia T4+1 que se localiza dentro de um condomínio privado em Sintra – Casa das Belas.

 Fotografia – João Morgado 

O conceito

Esta habitação unifamiliar tem uma área de construção de 587,52 m2 e localiza-se no condomínio privado Belas Clube de Campo, onde a localização e topografia do lote permitiu maximizar as áreas exteriores e oferecer imensa privacidade interior, apesar das mega janelas.

O objectivo principal era responder aos elevados padrões de qualidade necessários na sociedade dos dias de hoje. Pensar e surpreender a nível arquitectónico, de desenho, posteriormente ao nível dos materiais, não esquecendo nunca o conforto. Uma grande responsabilidade, mas totalmente conseguida a qual vai poder comprovar pelas fotografias que se seguem.

O paisagismo

Esta parte esteve a cargo do Arq. Gonçalo Anastácio. A habitação centra-se num terreno de grande área e este foi também um dos espaços a ser projectado e devidamente planeado. Existiu portanto uma grande preocupação também relacionada com a natureza e o ambiente exterior. 

A entrada principal e pedonal, faz-se através de um caminho marcado no terreno existindo portanto uma contemplação da paisagem mesmo antes de se observar a arquitectura e posteriormente os interiores.

As vistas

Procurou-se fazer uma separação clara entre os espaços sociais que se concentram a sul e poente dos privados, que têm uma relação de proximidade com a piscina.

Ainda assim as zonas são divididas por andares: no piso do rés do chão encontram-se todas as áreas sociais e no piso superior todas as divisões privadas. Este ultimo afirma-se como o espaço onde as vistas sobre a paisagem e a zona em deck se destacam.

A integração da casa na paisagem faz-se através dos materiais e texturas utilizados, sendo a vegetação utilizada muito importante nessa integração.

um 2 em 1

A cozinha abre-se para o jardim através de um grande vão de janela. Nesta zona protegida pela placa que se prolonga mais do que o espaço interior, consegue-se aproveitar para almoços ao ar livre, deixar entrar luz mas não sol directo. 

A cozinha fica de certo modo mais ampla e maior área, já que a zona exterior funciona quase como um aumento, um acrescento do espaço interior.

A cozinha

pavimento da cozinha é em madeira tal como o restante em toda a casa. A atmosfera é tranquila e completamente branco e luminosa. Os móveis são todos brancos e apenas os puxadores de cor prata se fazem ver nas superfícies totalmente brancas. A ilha de cozinha é composta por bancada e respectivo lava loiça e no seu interior muita arrumação. Num outro bloco de armários encontra-se o fogão e exaustor e do outro lado uma parede onde todos os electrodomésticos foram devidamente organizados: forno, micro-ondas, máquina de café..etc.

No tecto existe uma espécie de calha recortada onde focos de luz foram embutidos. Na mesma direcção, um candeeiro foi colocado sob a ilha.

A mesma linguagem

Os corredores e zonas de passagem são com o mesmo desenho de todas as outras divisões, a linguagem projectual mantém-se. Linhas simples, rectas, onde só o chão de madeira castanha escura contrasta com as totais paredes e superfícies brancas. Existem clarabóias no tecto que aumentam ainda mais a sensação de claridade e pureza no interior.

Gostou? Nós muito…
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!