Antes e depois: fantástica habitação histórica vira realidade na Holanda

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

É na pequena cidade de Neer Limbrug, na Holanda que todo este artigo se vai passar. É nesta pequena cidade que se destaca esta antiga habitação datada de 1930. O atelier Bijvoet Architectuur & Stadsontwerp foi o convidado a reconstruir esta habitação e a transformá-la numa verdadeira casa de família, com quartos privados e de hóspedes. A arquitecta do atelier, Catarina Mugwort, prefere clientes com coragem para arriscar em projectos diferentes do vulgar. Neste projecto em particular nota-se a estreita relação entre a mesma e os proprietários/clientes. Foi numa dualidade entre liberdade e flexibilidade que os profissionais agiram e intervieram sobre o mesmo, levando a resultados excepcionais, sendo um dos quais esta espectacular reconstrução.

Antes: aspecto geral

  por bijvoet architectuur & stadsontwerp
bijvoet architectuur & stadsontwerp

Straatgevel vóór de verbouwing II

bijvoet architectuur & stadsontwerp

Nesta primeira fotografia mostro-lhe a fachada vista da rua e como era o seu aspecto antes da reconstrução. A aparência era pouco impressionante pois encontra-se numa área predominantemente rural. A habitação é ampla e tem um telhado em mansarda. A porta verde escura de grandes dimensões, à direita, revela um pouco da história e do passado da casa, lembrando-nos que se trata de um edifício antigo.

Antes: a necessidade de intervenção

  por bijvoet architectuur & stadsontwerp
bijvoet architectuur & stadsontwerp

De oorspronkelijke tuingevel inclusief aanbouwen

bijvoet architectuur & stadsontwerp

Também o lado exterior, implorava por uma intervenção já que o seu aspecto era confuso e desorganizado – havia portanto muito trabalho para ser feito.

Depois: Consegue ver as diferenças?

  por bijvoet architectuur & stadsontwerp
bijvoet architectuur & stadsontwerp

straatgevel nog in de grondlak, achtergevel al gereed

bijvoet architectuur & stadsontwerp

Na imagem que se segue é possível ver a diferença depois de restaurada. O contraste é imenso! A da esquerda mostra a fachada vista da rua e a da direita a fachada posterior depois da remodelação. As fotos mostram tanto a fachada como o lado do quintal. Apenas três das fachadas foram conseguidas de restaurar e um teve de ser totalmente nova. O jardim foi completamente redesenhado e esse alçado ganhou outra vida, agora é amplo e organizado. A fachada posterior ficou marcada pelo seu revestimento total a placas de madeira e todas as janelas foram substituídas por novas, agora brancas!

Antes: os interiores

Era desta forma que se encontravam os interiores antes de intervenção. Também aqui se sentia a necessidade de intervenção. Os interiores eram antiquados e o ambiente era composto por mobiliário simples. A cadeira de baloiço junto à janela era certamente uma zona de dedicação à leitura e lembra-nos a casa dos nossos avós.

Durante: as obras

Com esta fotografia facilmente percebe o tamanho da intervenção neste projecto de autor e perceber que nesta altura tudo se encontrava na fase inicial e ainda estava tudo do avesso.De repente só ficou à vista um esqueleto frágil despojado do seu interior e exterior.

Depois: Sala de estar brilhante

É quase imperceptível que estamos dentro da habitação que ainda na foto em cima estava completamente destruída. A diferença é chocante e o aspecto da sala de estar de momento é clean e completamente branca. Apenas uma viga de madeira aparece a atravessar a sala e o revestimento do pavimento na escura é perfeito para criar contraste e realçar mais ainda as paredes.
A atmosfera é moderna com um toque bem ao estilo minimal onde foi optado esconder-se todos os sistemas de aquecimento, ficando assim com aspecto discreto e ao mesmo tempo bastante eficaz.

Depois: ousadia

  por bijvoet architectuur & stadsontwerp
bijvoet architectuur & stadsontwerp

woonkamer richting kopgevel, ​foto: Scagliola Brakkee

bijvoet architectuur & stadsontwerp

O pé direito alto/duplo é visto mais em pormenor nesta imagem. Aqui a sensação de lof aparece e deixa a casa com ar mais moderno e actual. A viga em madeira fornece um ar rústico e lembra o passado, ao mesmo tempo que o pé direito amplo contribui para uma nova sensação de espaço.
A cor escolhida para dar um toque de cor, foi o azul forte. Este enfatiza a personalidade e dimensão dos espaços. O mobiliário presente é moderno e as cores contrastam entre si ao mesmo tempo que se completam como forma alternativa e cheia de bom gosto.

Depois: Cozinha e sala de jantar

  por bijvoet architectuur & stadsontwerp
bijvoet architectuur & stadsontwerp

eethoek en keuken met op de achtergrond slaapkamer; foto: Scagliola Brakkee

bijvoet architectuur & stadsontwerp

O uso de cor foi aplicado em doses pequenas e realizado de forma consistente.  Depois da remodelação a mesma ganhou interiores mais iluminados e amplos devido a integração dos espaços. O piso escuro aumenta a sensação de profundidade e quebra a paleta de cores predominantemente branca.
Janelas na parte inclinada já pertencente ao telhado foram aplicadas, assim além de maior entrada de luz também é possível ventilar com maior facilidade o espaço. As cortinas de material transparente quebram ligeiramente a quantidade de luz e aumentam a privacidade quando necessário.

Antes: a velha escada

Aqui está uma imagem da escada antes de sofrer intervenção. De design simples e de madeira, a mesma encontrava-se revestida a carpete e servia de acesso ao piso superior.

Depois: a nova escada

  por bijvoet architectuur & stadsontwerp
bijvoet architectuur & stadsontwerp

Trap en overloop, ​foto: Scagliola Brakkee

bijvoet architectuur & stadsontwerp

Mais uma vez a imagem depois em nada se parece com a depois. Impressionante intervenção. Agora de aspecto mais moderno e actual a escada ganhou um corrimão mais discreto ao longo de toda a parede. A casa em modo loft dá uma dinâmica agradável e contribui para um sensação geral de maior amplitude do espaço.

Antes: a casa de banho

Antes de mostrar o restante andar superior, mostro-lhe como estava o espaço que iria ser tornado em casa de banho. O mesmo era pequeno, estava deteorado e sem duvida a precisar de ventilação, já que se encontrava com imensa humidade tornando-o mais escuro e impróprio de habitar.
Ao longo dos tempos o mesmo espaço já tinha sofrido algumas espécies de intervenções, ao ponto de uma das janelas não ser agora possível de ser totalmente aberta. A zona das janelas faziam duvidar sobre o isolamento do prédio.

Depois: a casa de banho fresca

  por bijvoet architectuur & stadsontwerp
bijvoet architectuur & stadsontwerp

badkamer eerste verdieping, ​foto: Scagliola Brakkee

bijvoet architectuur & stadsontwerp

Também na casa de banho as vigas em madeira foram mantidas. O espaço ganhou em muito com aumento do mesmo. As janelas do tecto iluminam de forma natural todo o ambiente e os materiais aplicados foram escolhidos ao pormenor. A cerâmica verde água dão uma atmosfera fresca e higiénica.

Depois: o quarto

  por bijvoet architectuur & stadsontwerp
bijvoet architectuur & stadsontwerp

slaapkamer eerste verdieping, ​foto: Scagliola Brakkee

bijvoet architectuur & stadsontwerp

A casa de banho de acesso a este quarto, eleva o espaço a uma suite. Nesta perspectiva, o quarto parece muito minimal e completamente despojado de decoração, mas isso não tem de ser uma desvantagem. É certo que faltam mesas de cabeceira, candeeiros, armários e cómodas, como elementos super necessários e muito funcionais num espaço. O que mais se destaca é sem duvida o desenho singular do tecto composto por imensas vigas e traves em madeira conferindo uma atmosfera acolhedora.
É na realidade uma mistura de design na medida certa, tornando essa casa moderna num projecto de arquitectura único. A remodelação foi imensa e agora os proprietários podem usufruir da mesma já devidamente adaptada às necessidades da sociedade. lllllll

Deixe-nos a sua opinião – o que achou?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!