O encanto de um mini apartamento parisiense

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

Viver numa grande cidade, muitas vezes significa viver em pequenos apartamentos, com reduzidas dimensões. Por isso, e nesses casos, só a criatividade de profissionais qualificados pode compensar a falta de metros quadrados.
Neste pequeno apartamento parisiense de apenas 28 metros quadrados, anteriormente destinados para uso profissional (escritório), a dificuldade residia precisamente nesse aspecto – a falta de espaço e aberturas para o exterior das suas divisões. No entanto, a equipa de design de peritos dos Atelier Grey conseguiu contornar essas dificuldades e as mesmas tornaram-se as características principais do apartamento, dando-lhe personalidade e charme.

Cozinha americana

Uma cozinha aberta para um espaço comum, foi a melhor opção para não dividir demasiado o mini apartamento e torná-lo assim, com uma aparência mais aberta e desafogada. Com o mesmo revestimento de chão, também neste aspecto a continuidade foi mantida. A madeira é a responsável pelo lado confortável e acolhedor. Sem dúvida alguma, que foi um canto muito bem resolvido e planeado. É funcional e ao mesmo tempo com uma estética bastante apelativa.
As cores claras deram lugar a tons mais sofisticados e escuros, como preto e azul eléctrico. Tudo isso faz a cozinha adquirir um carácter artístico, recordando as pinturas de Mark Rothko. A cadeira de baloiço presente é o modelo RAR dos irmão Eames – um clássico!

Um espaço cheio de criatividade

Na mesma cozinha, num nicho ao fundo, encontramos esta parede personalizada junto ao lava loiça. Apareceu para substituir o clássico azulejo e mudar por completo a aparência da mesma. Ideia original já que pode estar constantemente em mudança e em alterações!
Optima ideia para deixar recados, notas, lista de supermercado, receitas… a imaginação é o limite!

Código de cores

Geralmente, em salas pequenas, é aconselhável apostar em uma combinação de cores claras e neutras que combinem com o resto do espaço dando a sensação de continuidade, e apostar em contrastes fortes em pequenas quantidades e superfícies.
Neste apartamento, optou-se pela utilização da cor clara de cinza, para dar uma maior sensação de espaço e de maior capacidade de reflexão de luz, conseguidas através das janelas. Essa cor de cinzento é encontrada em vários têxteis do espaço, nas molduras das janelas, enquanto as paredes brancas combinam perfeitamente com o chão em madeira clara. No entanto, existe um toque de cor que predomina – o azul no tapete!

Uma sala muito acolhedora

Como vemos, nesta sala o mobiliário foi delicadamente seleccionado para proporcionar os melhores e mais confortáveis interiores. Neste sofá e nesta poltrona de ar vintage, imaginamos belas tardes na companhia de um livro, de forma totalmente relaxada.

As cores castanhas, cinzento e branco, contribuem para esta sensação, mas também as texturas e a estante repleta de livros, construída em toda a parede de fundo.

O quarto

Devido à dimensão do apartamento, uma das principais limitações estava presente na iluminação natural. Todas as janelas existentes estavam voltadas para a fachada principal, logo, algumas divisões mais traseiras perdiam por completo a presença da mesma. Devido a isto, uma pequena caixa aberta foi construída, aliás destruída, na parede para se obter um quarto independente das outras divisões e ainda que fizesse chegar alguma luz natural ao quarto.

As cores usadas são as mesmas que estão presente na sala, e neste caso, o toque de originalidade vem da parede em tijolo branco e de uma carcaça de cabeça de animal à cabeceira da cama!

Casa de banho convertida em espaço de arte

E com esta imagem terminamos esta viagem por este mini apartamento em Paris. Acho que as imagens foram suficientes para lhe dar a perceber como um espaço pequeno pode ser especial mesmo com poucos metros quadrados.

Também pequena, esta casa de banho, nela nada foi esquecido! A divisão foi bem planeada e além disso, também a decoração ficou bem especial e única. Repare como uma galeria de arte foi facilmente conseguida neste espaço. Os quadros, não só decoram as paredes como tornam tudo mais interessante e vivido. 

Quer ver outro artigo com casas de banho pequenas e cheias de requinte?

Incrível o que se pode fazer com apenas 28 m2, certo?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!