Tiago Patrício Rodrigues: um universo de histórias para contar

Daniela Alves Daniela Alves
Loading admin actions …

 A história de Tiago Patrício Rodrigues já não lhe será de todo desconhecida. Já lhe apresentámos vários livros de ideias inspiradores: da Casa Ideal 2012 aos belíssimos detalhes estivais da Casa de Santa Cruz à beira-mar. 

Hoje revisitamos o universo do arquitecto português e as mil e uma histórias que os seus projectos encerram. A missão de Rodrigues é, conta-nos o próprio “aproximar o “espaço’ às pessoas, conferindo-lhe todas as qualidades imprescindíveis ao conforto e bem-estar, sem esquecer a estética e sobretudo a história e a vivência pessoal de cada cliente.”

Desta vez vamos percorrer as várias divisões e mostrar-lhe as soluções de Tiago Patrício Rodrigues para cada uma delas. Directamente de um portfólio de projectos de arquitectura e design de interiores intemporais e simultaneamente carregados de contemporaneidade. Confessamos que foi muito difícil escolher apenas estas imagens!

No hall de entrada da Casa Ideal

Este hall de entrada pertence ao projecto Casa Ideal 2012 e baseia-se no cruzamento intercultural entre Portugal e Brasil, assinalando o ano do Brasil em Portugal.

Primeiro capítulo de uma habitação, o hall de entrada é uma divisão-chave e Tiago Patrício Rodrigues sabe disso. Por isso, estabelece logo a partida aura da habitação. Em destaque as malas e o globo a lembrar viagens passadas, flores e cores a evocar uma certa ideia de tropicalismo, com um toque rústico e colonial. Tudo isto envolvido por paredes em tom de cinzento criando um resultado quente e sedutor.

E aqui com mais pormenor, podemos ainda reparar nas interessantes peças decorativas, algumas marcadamente portuguesas, outras evidentemente originárias do outro lado do Atlântico. E ainda espreitar a sala de estar.

Na sala de estar do Apartamento Saldanha

Apartamento Saldanha_Reabilitação Arquitectura + Design Interiores: Salas de estar ecléticas por Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores
Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores

Apartamento Saldanha_Reabilitação Arquitectura + Design Interiores

Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores

Este acolhedor e luminoso apartamento lisboeta combina uma paleta cromática vibrante e divertida, cheia de cores garridas, elementos de arte, mobília moderna e alguns achados vintage irresistíveis. Peças de Design histórico, com raízes nos anos 50 e 60 do Séc. XX. O resultado é um puzzle eclético de referências, um quadro de um certo romantismo contemporâneo, como nos propõe Rodrigues.

Apartamento Saldanha_Reabilitação Arquitectura + Design Interiores: Salas de estar ecléticas por Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores
Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores

Apartamento Saldanha_Reabilitação Arquitectura + Design Interiores

Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores

Os interiores reabilitados são uma viagem constante entre passado e contemporaneidade. Nas palavras do próprio autor ’Um espaço de tempos e memórias. Um apartamento T6 Belle Époque, procura a sua memória inicial a par de uma nova vivência contemporânea.’ Admiravelmente intemporal! 

Quarto do Duplex Olivais

Em poucas palavras: simplicidade e contrastes. Marcada pelo estilo moderno, esta reabilitação não deixa de fora o inconformismo e originalidade a que Tiago Patrício Rodrigues já nos habituou. Na imagem, um quarto marcado pelas cores — as cores frias como o branco e o azul petróleo que cobrem a parede da cabeceira da cama e a cor da madeira que reveste o piso. Um puzzle de cores e materiais que cria um ambiente clean e sofisticado.

Na cozinha do Apartamento A3

Apartamento A3_Reabilitação Arquitectura + Design Interiores: Cozinhas ecléticas por Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores
Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores

Apartamento A3_Reabilitação Arquitectura + Design Interiores

Tiago Patricio Rodrigues, Arquitectura e Interiores

Num edifício cuja fachada é art nouveau, um movimento considerado uma importante transição entre o Historicismo e o Modernismo; esta cozinha encerra múltiplas referências artísticas e decorativas, evocando um certo look retro e um certo revivalismo da pop art. Candeeiro amarelo, loiça de casa da avó, mosaicos cor de laranja na zona do fogão, um poster antigo. Uma breve viagem aos anos 50/60, a um dos grandes temas da decoração retro: cores fortes e vibrantes à boa maneira da pop art.

Cor e boas energias nesta divisão.

O que achou do universo do arquitecto português? Alguma divisão preferida?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!