Transformação de uma casa algarvia

Mariana Caldeira Mariana Caldeira
Loading admin actions …

Ao contrário da maioria dos projecto feitos de raiz, os projectos de reabilitação ou remodelação exigem uma compreensão do local bastante mais complexa, que pode integrar desde fatores naturais aos históricos ou até mesmo conceptuais. Hoje optámos por lhe apresentar um trabalho de transformação interessantíssimo que reinterpretou um conjunto de memórias com mais de um século de história, criando um espaço de conforto contemporâneo sem comprometer a sua identidade.

Sedeada entre Portugal e a Holanda, a equipa responsável pela intervenção, caracteriza-se pela vontade de materializar a visão de cada cliente, num processo que vai desde a conceptualização ao desenho de cada detalhe. Venha connosco e conheça o trabalho dos Studio Arte numa obra que não o irá desiludir. 

Lugar

Situado no centro da cidade de Silves, no Algarve, o local caracteriza-se pela sua proximidade às praias fantásticas do sul de Portugal e um clima marcado pelos verões quentes e longos e invernos amenos e curtos. Além das condicionantes ambientais aliciantes, o espaço recuperado encontra-se num zona calma fora das muralhas da cidade, mas com alguma proximidade da maioria dos restaurantes, lojas e bares.

Programa

O espaço intervencionado, situado em frente a um pequeno largo da cidade, apresentava-se bastante fragilizado devido à acção contínua do tempo ao longo dos seus cento e quarenta anos de história. Conformando uma antiga habitação unifamiliar, o cliente pretendia transformar esta área num espaço que pudesse acolher turistas, sem comprometer a sua identidade arquitectónica, que o tornava especialmente interessante

Intervenção

Desta forma, o trabalho desenvolvido pela equipa Studio Arte, procurou seguir o máximo possível  a arquitetura existente complementando-a apenas com novos elementos fundamentais. Para aumentar a quantidade luz natural existente na habitação, foi criado um pequeno pátio que além de iluminar a zona mais social da casa, conforma um espaço exterior intimo para conviver e relaxar. 

Composto por um único piso, o volume foi reorganizado de forma a integrar espaços de convívio e espaços mais íntimos dedicados ao repouso. A zona mais pública da habitação além de apresentar uma cozinha e sala que funcionam em conjunto, integra ainda uma segunda zona de convívio mais resguardada. Os três quartos incorporados na habitação, cada um com a sua própria instalação sanitária, foram tratados de forma a comportarem-se de forma independente dentro do espaço. Enquanto um dos quartos é acedido através da zona de estar, os outros dois apresentam entrada direta a partir do exterior. 

Cobertura

Uma das alterações mais bem conseguidas da obra foi, sem dúvida, a transformação da cobertura num terraço. Além de se ter criado mais um espaço de convívio essencial a qualquer projeto de caráter turístico, criou-se um lugar para relaxar e desfrutar da paisagem pitoresca da cidade. 

Materiais

A nível de materiais, as alterações incidiram sobretudo nos acabamentos. As paredes foram totalmente rebocadas a branco proporcionando uma leitura mais clara do edifício e um resultado mais simples. Como contraste foram introduzidos alguns detalhes, como a guarda das escadas ou os caixilhos das janelas, em aço preto, conferindo uma dimensão mais contemporânea ao conjunto. Os pavimentos alteram-se consoante a zona do projeto em que se inserem. Enquanto nos interiores o betão foi combinado com o aproveitamento de alguns mosaicos que revestiam determinadas divisões, o terraço da cobertura foi pavimentado em madeira conferindo-lhe uma atmosfera mais calorosa. 

Interiores

Nos interiores a presença do branco nas paredes deu origem a espaços luminosos com uma atmosfera calma. Em termos de decoração cada divisão foi tratada de forma individual, criando diferentes identidades num só conjunto. Foi integrada mobília de diferentes materiais e design que resultam num ambiente eclético e descontraído.

Quartos

Cada um dos três quartos assumiu um estilo de interiores diferente. O primeiro num estilo muito minimalista que apenas integra elementos de cor preta e branca, o segundo em tons de azul de acordo com a proximidade de praias e mar na sua envolvente e, finalmente, um último quarto que criou uma atmosfera mais feminina através da introdução do rosa.

Identidade

A beleza deste projeto reside no respeito de uma memória arquitectónica com cento e quarenta anos de história. A delicadeza da intervenção desenvolvida pela equipa Studio Arte, revela uma grande atenção aos mais variados detalhes inerentes ao projeto, que permitiu criar um conforto contemporâneo sem comprometer a sua identidade original.

Conte-nos a sua opinião. O que achou desta transformação?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!