Casa Jarego – fantástica habitação unifamiliar

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

O dia pode começar mais cinzento ou completamente azul, mas isso não faz alterar a falta de artigos de qualidade e a partilha de bons profissionais na nossa plataforma. Há dias em que a inspiração flui com mais facilidade outros em que precisamos de olhar o horizonte, colocar a musica que mais gostamos e observar imagens com atenção. Sem darmos por ela as palavras aparecem e as frases constroem-se! 

Hoje foi diferente! Mal vi as fotografias do projecto habitacional da Casa Jarego percebi de imediato que as palavras iriam sair sem dificuldade. As imagens são fantásticas e são a prova de um magnífico projecto. O atelier CVDB Arquitectos já não é novo por aqui, anteriormente falamos dele quando lhe demos a conhecer a Escola secundária Braamcamp Freire.

O leque de projectos deste atelier é variadíssimo, vai desde espaços públicos a privados, urbanos, a novos edifícios e a remodelações. A viagem de hoje será até ao Cartaxo, onde a Casa Jarego se localiza. Tenho a certeza que vai gostar das imagens que escolhi delicadamente para si e da descrição que irei fazer. No final deixe-me a sua opinião!

Crédito fotográficos: Fernando Guerra | FG+SG

Fachada principal

O projecto iniciou-se em 2006 mas foi em 2008 que a obra ficou concluída. A imagem é da fachada principal num final de dia de céu azul. As luzes do interior da casa fazem-se notar entre as portadas brancas verticais que deslizam. Quando fechadas transformam a fachada num bloco totalmente branco onde o rés do chão fica preto devido às ripas verticais e à escuridão interior. Os aspecto da mesma durante o dia e durante a noite é gigante e quase parece outra habitação.

O terreno onde está inserida explora toda a profundidade de um lote urbano tradicional de modo a permitir que os seus habitantes possam deambular através dos diferentes espaços exteriores e interiores da casa. 

Fachada posterior

Do lado oposto verifica-se que a mesma não ocupa todo o espaço do terreno permitindo assim uma zona ao ar livre com pátio e jardim. Estes fazem parte da mesma entidade de modo a que os seus habitantes possam usufruir tanto de uma vivência exterior como interior.

O rés do chão

As paredes brancas definem e envolvem as circulações entre os diferentes espaços do piso térreo: a entrada, sala de estar, o jardim e a sala de musica. 

Mal se entra é possível sentir a aura luminosa e atraente que a caracteriza. Ao fundo vê-se o final da casa e a área do jardim. A luz natural entra em diferentes frentes e ao reflectir nas diferentes superfícies brancas torna-a mágica.

A escadas flutuantes em madeira dão acesso ao piso superior onde se encontram as divisões mais privadas da casa.

A relação interior vs exterior

Grandes superfícies envidraçadas enfatizam a relação entre o interior e o exterior. Os espaços do piso térreo têm diferentes alturas que acentuam diferentes vivências e apropriações.

O revestimento do piso vai alterando consoante a divisão mas a madeira é dos materiais mais presentes.

A cozinha

As divisões mais pequenas da casa revelam-se aquelas onde o uso de cor é maioritário. Na cozinha a escolha caiu sobre armários cor de ferrugem em contraste com parede, bancada e chão de cerâmica de cor bem escura, negra. O pé direito é altíssimo tirando o máximo partido de armários com arrumação extra superior. As linhas são simples e modernas.

A casa de banho

A casa de banho explora o uso de cor, num verde esmeralda e ainda em particulares entradas de luz natural. A pastilha cerâmica foi aplicada na parede e no chão. O espaço é composto por banheira, sanita e bidé. Do lado de cá, onde o chão é em madeira, encontram-se lateralmente duas bases de lavatório com parede revestida a espelho.

A imagem de marca

As superfícies em vidro deixam perceber os movimentos e circulações interiores e a transparência conseguida através dos mesmos. As diferentes cotas e dimensões de paredes e vidros são a sua imagem de marca. Uma parede pintada de um amarelo torrado aparece entre um ligeiro rasgo de parede branca.

O contraste

O rasgo estreito entre paredes brancas é visto mais em pormenor nesta imagem. A perspectiva enfatiza as linhas rectas e o contraste cromático é arrebatador, tal como o contraste conseguido entre esta e as vizinhas habitações tradicionais.

Outros exemplos de projectos portugueses referidos em homify 360º podem ser voltados a ler:

- homify 360º – Lousinha Arquitectos, já ouviu falar?

homify 360º – Silver Wood House

Como inicialmente  referi, esta é a altura certa para de me deixar a sua opinião!
Habitações  por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Peça a sua consulta grátis

Encontre inspiração para casa!