13 formas de "vestir" as paredes e deixá-las únicas

Solicitar cotação

Número incorreto. Por favor verifique o indicativo do país, da cidade ou número de telefone.
Ao clicar 'Enviar' eu confirmo que li os Política de privacidade e aceitei que a minha informação seja processada para responder a um pedido.
Nota: Poderá anular o seu consentimento enviando email para privacy@homify.com com efeito futuro.

13 formas de vestir as paredes e deixá-las únicas

Patricia Smaniotto – homify Patricia Smaniotto – homify
Salas de jantar  por Concept Engenharia + Design, Moderno
Loading admin actions …

O revestimento de paredes pode se referir ao material usado na construção de uma casa ou apartamento e, nesse caso, ele pode se apresentar sem outros acabamentos ou com acabamentos mais simples, como a pintura. Já o revestimento decorativo de paredes pretende brincar com as texturas dos materiais aplicados à parede original, geralmente produzindo efeitos elegantes e criativos.

Entre os materiais que têm sido eleitos por proprietários, decoradores e arquitetos estão o gesso, que, pela sua grande maleabilidade, pode se prestar à execução dos mais variados tipos de desenhos em relevo; a pedra, que, além da solidez, apresenta uma característica bruta que fica muito bem em ambientes rústicos ou modernos; o tijolo (ou imitação de tijolo), que também pode imprimir rusticidade ou dar um ar mais industrial; ou a madeira, que aquece o espaço e lhe confere uma atmosfera que vai do rústico ao elegante.

Também vale incluir nessa lista os revestimentos cerâmicos que, deixando as cozinhas e banheiros, encontraram espaço nas salas de estar, salas de jantar e salas de TV. Ou ainda o tradicional papel de parede que, pela enorme variedade de estampas e cores, pode revestir praticamente todas os ambientes de uma casa e apartamento, sempre com muita personalidade e graça.

Confira agora essas 13 dicas de revestimentos de paredes e escolha aquele que vai transformar sua casa!

1. Texturas em gesso: linhas retas e elegância

Tem se tornado cada vez mais frequente imprimir texturas às paredes por meio do trabalho em gesso. O revestimento branco com formas geométricas verticais e linhas retas que decora esta sala de jantar em uma cobertura de Moema, na capital paulistana, confere grande modernidade ao ambiente. O gesso trabalhado da parede valoriza as linhas simples e puras do jogo de jantar, assim como as formas sinuosas da escada em caracol. O projeto é de Concept Engenharia e Design

2. Texturas em gesso: moldura e simetria

O revestimento em gesso não precisa contemplar toda uma parede ou várias (aliás, deve estar restrito a, no máximo, uma parede). Ele pode também se restringir a uma área menor da parede com o objetivo de servir de moldura a um quadro ou a uma TV, como vemos na imagem acima. O que destaca neste exemplo é a simetria das figuras em relevo no gesso, totalmente decorativas. Um elemento importante aparece aqui: a iluminação. Com a iluminação adequada, é possível dar grande destaque ao revestimento da parede e mudar totalmente a percepção do ambiente.

3. Texturas em gesso: linhas onduladas e modernidade

Já na imagem acima, o revestimento de gesso da parede ao fundo da sala de estar se destaca pelas linhas onduladas que evocam movimento, lembrando ondas do mar ou desenhos na areia. Em posição horizontal, essas linhas dialogam com a escada sinuosa em posição vertical, assim como com os estofados brancos e lisos. A textura da parede torna mais rica a decoração do espaço, onde predomina o branco e é difícil dar ênfase a um elemento branco específico. 

4. Texturas em gesso: trançado e romantismo

Por sua vez, esta sala de estar onde predomina os tons de rosa e branco, a parede revestida com gesso imita um trançado de cesto de vime, o que dá ao ambiente um toque romântico e até um tanto rústico. Grande parte do efeito produzido pela textura só se revela pelo perfeito jogo de luzes e sombras proporcionada pela iluminação planejada. A sala em estilo eclético ganha densidade com a parede em gesso e, ao mesmo tempo, suavidade.

5. Pedra nua

Salas de estar  por Cris Nunes Arquiteta, Clássico
Cris Nunes Arquiteta

Apartamento, Maceió Al

Cris Nunes Arquiteta

Uma prática bastante frequente é o revestimento de paredes com pedras. Além da solidez, elas têm uma riqueza de cores, formas, cortes e texturas que inspiram a decoração de qualquer casa ou apartamento. Na imagem acima, a parede ao longo da escada de cimento é avermelhada e irregular, proporcionando um efeito agradável junto à lisura do cimento e do guarda-corpo em metal.

6. Pedra pintada

As pedras podem ainda ser pintadas, como as desta parede branca. A iluminação da área destaca todas as reentrâncias e irregularidades das pedras, imprimindo à parede uma textura natural e primitiva que contrasta lindamente com a decoração clássica.

7. Tijolo à vista

O famoso tijolo à vista, que aparece em 10 entre 10 casas em estilo rústico, pode ser utilizado de forma totalmente diferente no revestimento de paredes. Nesta sala de estar clássica, a parede onde está localizada a TV foi revestida de tijolos vermelhos e marrom envernizados, o que deu a eles uma aparência mais bem acabada. O resultado foi um ar mais antigo, mas não rústico.  

8. Tijolo industrial

Já nesta sala de estar supermoderna, com ares industriais, a parede em cimento imita tijolinhos que causam um efeito bem contrário ao do tijolo rústico: eles dão sensação de modernidade com um certo ar cool, perfeito para quem aprecia decorações mais minimalistas.

9. Madeira rústica

Como o tijolinho, a madeira também é muito relacionada com o estilo rústico e, na maioria das vezes, quando ela serve de revestimento de paredes, o objetivo é conseguir aquele ambiente aconchegante que a sua cor e a sua textura prometem. Na imagem acima, a casa toda integrada recebeu revestimento de madeira em todas as paredes, mas apenas até uma certa altura. Destacam-se nela a cor dourada e os nós escuros, que evocam mesmo uma casa de campo.

10. Madeira escura

Já a madeira escura, lisa, se usada como na imagem acima, passa outra ideia: a de elegância moderna e sem frescura. A sensação de aconchego é mantida, mas com ela vem um certo ar de modernidade mesclado a requinte. No entanto, não deve ser usada em mais de uma parede para não deixar o espaço escuro e opressivo.

11. Papel de parede clássico

O papel de parede é um revestimento de parede muito antigo que vem e vai, mas nunca sai definitivamente de moda. O maior trunfo do papel de parede é a enorme variedade de cores, padrões, estampas e desenhos que permite decorar a casa toda com beleza e elegância, embora seja recomendável que não revista todos os cômodos para não se tornar cansativo. A sala de estar da imagem acima, por exemplo, foi pensada para reproduzir o estilo vitoriano. Assim, optou-se por um revestimento em madeira na parte baixa da parede e por um papel de parede clássico na parte superior, resultando em um ambiente discreto e elegante.

12. Papel de parede étnico

O papel de parede vai muito bem na sala de estar e também no quarto. O bom desse revestimento é que há opções nos mais variados estilos. No quarto colorido da imagem acima, o papel que reveste a parede é o de um desenho étnico em tons neutros, que ficou perfeito com o mobiliário e acessórios vermelhos e laranja. Note que ele também é destacado por iluminação planejada. 

13. Revestimento cerâmico

Os revestimentos cerâmicos não estão mais limitados aos banheiros e às cozinhas, tendo também encontrado seu caminho para as salas e quartos. Graças ao brilho de azulejos, ladrilhos e especialmente pastilhas, as paredes de espaços sociais ganham mais atenção. Um exemplo é esta sala de estar com sofá ocre de tecido acetinado que tem ao fundo uma parede inteira em pastilhas na mesma cor. O efeito é limpo e bonito, destacando a elegância do mobiliário.

Para outras dicas sobre revestimentos, leia este artigo

Casas  por Casas inHAUS, Moderno

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa?
Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!