Que formas existem para revestir uma fachada com pedra?

Elisabete Figueiredo – HOMIFY Elisabete Figueiredo – HOMIFY
Loading admin actions …

Tem uma casa a precisar de melhorias? Comprou uma casa velha a um preço acessível mas agora precisa urgentemente de uma cara lavada? Muitas casas datadas da segunda metade do século passado foram construídas usando tijolo barato, chapisco de cimento direto ou outro tipo de revestimento que não contribuem em nada para a estética da sua fachada. Uma boa maneira de melhorar a aparência deste tipo de casas, e dar-lhes imediatamente um aspeto atual, é mudar o seu revestimento. Na verdade existem mesmo pessoas que procuram especificamente este tipo de casas, feias e desinteressantes, para comprar. Muitas vezes têm mais espaço do que as atuais e por vezes até construções mais sólidas, embora o fator mais decisivo seja o seu preço de mercado.

Se se insere no grupo dos compradores de casas feias, este artigo é para si! Hoje falamos de revestir fachadas com pedra.

A pedra é um material muito utilizado para revestimento de paredes, tanto interiores quanto exteriores, e tem provado ser eficaz ao longo de décadas. Existe uma grande variedade de pedras para revestir as paredes externas da sua casa, e cada um deles confere um aspeto e um caráter diferentes.

A utilização de pedra natural pode ser trabalhosa e cara, pois as formas naturais das pedras são imprevisíveis. A colocação de pedras decorativas manufaturadas numa fachada é uma opção muito mais simples e que proporciona um resultado que compete com o da pedra natural.

Este conceito de estética na arquitetura, que está também muito em voga na construção de casas novas, pode dar um aspeto completamente inovador à casa e é relativamente fácil de fazer por si próprio, dependendo da superfície a revestir, e da pedra escolhida. Na verdade, no caso das pedras manufaturadas, a tarefa é bastante simples e pode ser executada por qualquer pessoas com vontade, alguns conhecimentos e o material adequado.

Imbuiu-se na ideia do faça-você-mesmo? Veja a nossas sugestões e vamos a isso!

Como fazer a sua fachada em pedra

Tal como referimos, o revestimento das paredes exteriores de casas é uma tendência, seja para recuperar e melhorar a estética de casas velhas, seja para definir o estilo de casas novas, como é o caso da vivenda que mostramos na foto, da autoria do gabinete de arquitetura ’XYZ Arquitectos Associados’, do Porto. A fachada é revestida em pedra calcária manufaturada, combinada com madeira, o que lhe confere um ar moderno e atual, com um toque mediterrânico. A ideia é aplicável a casas com grandes com superfícies planas, de preferência sem telhado, como as que se encontram tantas vezes no sul de Portugal. Mas existem muitas outras ideias, com outras pedras, mais ou menos superfícies cobertas, mais ou menos rústicas… Comece por verificar a envolvência da casa: – a zona é granítica? As casas à volta têm algum tipo de revestimento? É claro que o seu gosto é soberano, mas não convém ter uma casa completamente desenquadrada do meio ambiente, a não ser que o objetivo seja precisamente destacar. E depois estude o estilo da própria casa: – é muito antiga? Já tem alguma pedra que se possa utilizar?

Definir a área da superfície a revestir

Seguidamente estude a área de superfície que quer revestir. Pode revestir a fachada completa ou apenas algumas faces de parede. Usar sempre o mesmo tipo de pedra, ou não. O projeto é seu!

Decida que partes quer revestir com pedra e faça medições o mais exatas possível. É esta a medida de que vai necessitar quando for comprar o material, pois este é vendido ao metro quadrado (m2). Vai ser a fachada toda? Poderá ter o problema resolvido, pois a área da fachada faz parte do projeto de qualquer casa, no entanto se este não estiver disponível tem de mesmo de voltar à fita métrica.

Definir o estilo desejado

Agora precisa de definir o estilo que pretende dar à fachada de sua casa. Quer um aspeto rústico ou prefere o estilo moderno? Pedras desiguais e salientes ajudam a conseguir um aspeto campestre, mais rustico, bem adequado a uma casa de campo, como a da imagem. Neste caso a fachada da casa, o muro de vedação e o alpendre são revestidos de pedras naturais, com cortes desiguais, numa perfeita simbiose com a madeira para criar um ambiente rural de casa de campo. Se pretender uma fachada moderna pode optar por pedras mais trabalhadas, polidas, como o mármore ou placas de calcário. Neste caso a superfície fica uniforme e pode criar efeitos de contraste interessantes com o resto do revestimento.

Escolher a pedra ideal

Moradia Uni-familiar - Lagoa de Albufeira, Sesimbra:   por  Trindade Arquitectura
Trindade Arquitectura

Moradia Uni-familiar – Lagoa de Albufeira, Sesimbra

Trindade Arquitectura

Escolheu o estilo, mas para cada estilo há diversos tipos de pedra que podem ser usados. Nesta imagem de uma casa de campo bem moderna tem um excelente exemplo disso mesmo: – a fachada foi revestida com ardósia tricolor com o intuito de conseguir uma melhor integração com o meio envolvente pois a pedra tem as mesmas tonalidades da casca dos pinheiros que rodeiam a casa. Se usar ardósia preta o efeito é totalmente diferente, e tanto pode conseguir um ambiente campestre, como uma fachada minimalista dependendo dos restantes materiais de revestimento, e do estilo da própria casa. Se usar pedra calcária consegue um aspeto muito atual. O granito proporciona um tom mais campestre. Jogue com as cores e com as texturas das pedras para conseguir o efeito desejado.

Escolher a argamassa certa

Depois de escolher a pedra da sua preferência é vital escolher a argamassa certa para a assentar. A escolha da argamassa depende diretamente da pedra escolhida e uma escolha errada pode significar material danificado, instalação defeituosa e queda do revestimento em pouco tempo, e por isso perdas económicas evitáveis.

A ardósia polida como a que vemos na imagem é uma ideia interessante para aplicar pedra na sua fachada. E combinada com o revestimento de madeira proporcionou à moradia um aspeto campestre muito apetecido em Inglaterra. Mas é também um exemplo perfeito de uma pedra bastante sensível e cara, que pode ser arruinada se não escolher a argamassa adequada, pois pode simplesmente não colar.

Por outro lado, a escolha da argamassa também pode ter que obedecer a critérios estéticos se as juntas forem importantes no conjunto, seja diluindo a cor, seja fazendo contraste.

Moldar os cantos

Casas mediterrânicas por Chiarri arquitectura
Chiarri arquitectura

Vista del cuerpo de día

Chiarri arquitectura

Outro aspeto muito importante a ter em conta ao planear uma fachada em pedra é o acabamento dos cantos. Em casas como a da imagem (um casa de sonho por sinal) a pedra calcária, de cores ligeiramente diferentes quase como se de um puzzle se tratasse, foi colocada em praticamente toda a fachada formando arestas longas. Nestes casos é particularmente importante assegurar um bom acabamento dos cantos, pois caso contrário poderão acontecer infiltrações que farão descolar a pedra e consequentemente perder o revestimento e o investimento.

Acabamentos e retoques finais

Está quase a terminar e rapidamente terá a fachada de pedra com que sonhou. Mas antes há que dar os retoques finais. Decidiu que a argamassa fica em destaque, como a da imagem? Será melhor usar rejunte para que o acabamento fique mais perfeito, mas também para conseguir impermeabilização que prolonga a vida do revestimento. Aliás por este motivo o rejunte é sempre uma boa ideia. E depois é preciso limpar a pedra com uma escova para eliminar excessos de argamassa e de impermeabilizante. No fundo dar o toque de perfeição conseguido pelos criadores desta vivenda mexicana.

Custos finais?

Moradia travessa Clube dos Caçadores -Gondomar-lote1 : Casas minimalistas por Albertina Oliveira-Arquitetura Unipessoal Lda
Albertina Oliveira-Arquitetura Unipessoal Lda

Moradia travessa Clube dos Caçadores -Gondomar-lote1

Albertina Oliveira-Arquitetura Unipessoal Lda

O custo de um revestimento de pedra deriva imediatamente da área a revestir e da pedra escolhida. Um exemplo de sonho, como o da casa que aqui mostramos, com a fachada totalmente revestida em mármore terá necessariamente um custo elevado, pois é uma grande área e o mármore é uma pedra nobre. Mas vamos ser sinceros: – fica de dar inveja, certo?

Uma escolha equilibrada pode ajudar a baixar substancialmente os custos. Usar a pedra para destacar uma área por exemplo, fica mais barato e proporciona fachadas espetaculares, mesmo se usar uma pedra mais cara.

E quando avaliar o seu investimento tenha em conta dois tipos de custos: – os custos de investimento (custos de construção: pedra, isolamento, colocação de juntas… ), e os custos totais, isto é, investimento mais custos de exploração e conservação, num período de tempo mais longo. E se a pedra pode ficar mais cara do que outros revestimentos na parte do investimento, a longo prazo os custos de manutenção são bem mais baixos!

Decidiu pôr as mãos na massa e assentar a pedra por si mesmo? Conte-nos tudo!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!