Uma solução inteligente: loja de vinhos

Mariana Caldeira Mariana Caldeira
Loading admin actions …

Embora a grande maioria da população ainda considere que o papel de um arquitecto seja desenhar espaços bonitos e funcionais, nos últimos anos os novos desafios ligados às problemáticas atuais tem vindo a demonstrar que os profissionais desta área são capazes de muito mais do que isso. O trabalho de um arquitecto é, acima de tudo, um processo de aproximação à resolução de um problema da forma mais eficaz possível.

Hoje, em vez de lhe mostrarmos mais uma habitação, optámos por lhe apresentar um projeto diferente que assenta na procura de uma solução capaz de responder às questões de um lugar com condições muito específicas. Desenvolvido pela equipa Tiago do Vale Arquitectos, o projeto organizou uma loja de vinhos situada no norte de Portugal com uma elegância fascinante. 

Embora composta por arquitectos muito jovens, a equipa liderada por Tiago do Vale tem vindo a desenvolver vários projetos reconhecidos a nível internacional com prémios conceituados. Venha connosco e descubra como é possível criar espaços fantásticos através de pequenas intervenções.

Contexto

Congresso das Garrafas: Adegas minimalistas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Congresso das Garrafas

Tiago do Vale Arquitectos

Localizada na periferia da cidade de Braga, junto à universidade do Minho, a área escolhida pelo cliente encontrava-se virada a poente sobre o rio Este conformando uma paisagem natural fantástica. O Congresso das Garrafas (nome da loja) procurava tirar partido desta envolvente estabelecendo-se não só como um local de venda, mas também como um espaço agradável onde os clientes possam conversar sobre as suas preferências e experimentar alguns dos seus produtos. 

Programa

Sendo assim, o programa pretendia combinar a criação desta atmosfera com a necessidade de apresentar mais de mil garrafas diferentes através de uma estrutura modular adaptável a outras localizações. Segundo o arquitecto, o desenvolvimento do projeto procurou responder a três requisitos fundamentais: a necessidade de expor um grande número de garrafas tratando cada uma como um produto único e especial, a vontade de criar uma solução modular e ainda a obrigação de respeitar o lugar tirando partido da qualidade da envolvente.

Intervenção

Congresso das Garrafas: Adegas minimalistas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Congresso das Garrafas

Tiago do Vale Arquitectos

Estabelecendo um compromisso entre a modularidade e a individualidade, foram criados quatro tipos de caixa de exposição, onda cada um dos desenhos é uma consequência das formas particulares dos vários tipos de garrafa que apresentam diferentes exigências a nível de apresentação e repouso. Cada módulo é composto por quatro caixas que foram organizados conforme o gosto do cliente e as características do espaço.

Materiais

Congresso das Garrafas: Adegas minimalistas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Congresso das Garrafas

Tiago do Vale Arquitectos

A nível dos materiais utilizados foi estabelecido um compromisso muito interessante entre a imagem reconhecível da típica loja de vinhos com a contemporaneidade dos espaços atuais. Desta forma as caixas foram construídas em madeira de pinho que contrastam com a paleta de cores escuros presente nos restantes elementos.

A materialização das duas frentes em vidro permitiu estabelecer uma relação interessante entre o interior e o exterior, convidando as pessoas a entrar e a natureza a participar na loja. Para este efeito foi necessário relocalizar as instalações sanitárias de modo a maximizar a permeabilidade visual entre os dois ambientes.

Solução

Congresso das Garrafas: Adegas minimalistas por Tiago do Vale Arquitectos
Tiago do Vale Arquitectos

Congresso das Garrafas

Tiago do Vale Arquitectos

Como pode verificar, a solução elaborada pela equipa de arquitectos vai bastante além da necessidade de criar espaços bonitos e funcionais. O trabalho desenvolvido revela um trabalho intelectual exigente que combina desde exigências programáticas à integração de uma atmosfera muito ligada à cultura portuguesa. Numa atitude verdadeiramente moderna, o atelier criou um sistema modular que pode ser reproduzido e adaptado de forma a respeitar os diferentes lugares em que está inserido. Neste contexto o resultado é um espaço moderno e luxuoso que incorpora elementos muito simples de forma sofisticada. 

Conte-nos a sua opinião. O que achou deste projeto? Gosta destas soluções modulares?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!