Homify 360º – Casa Be

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

Spaceworkers é o nome de um atelier de arquitectura composto por um conjunto de jovens arquitectos com atelier sediado em Paredes, cidade pertencente à área metropolitana do Porto. O atelier é dirigido pelos arquitectos co-fundadores Henriques Marques e Rui Dinis. Em 2007 abriram o seu espaço próprio e são já possuidores de um portefólio das quais se destacam projectos de arquitectura permanente ou efémera, de urbanismo e design. Esse projectos dividem-se entre privados e residenciais, públicos e comerciais e ainda de design de produto e de interiores. São da opinião que para complementar o seu trabalho arquitectónico devem trabalham em conjuntos com profissionais de outras áreas, tais como, economia, design e mobiliário – só assim o projecto ficará totalmente conseguido.

A Casa Be é um dos vários projectos desta dupla e este é um exemplo de um projecto feito de raiz onde a preocupação central foi desde o inicio o modo como a própria habitação se inseria no terreno. Fique connosco e leia todo o artigo!

O enquadramento

Casas modernas por spaceworkers®

A casa BE, ficou concluída no ano de 2007 e ocupa uma área de 800m2. Trata-se de uma moradia unifamiliar inserida na Urbanização da Pena em Parede, a norte de Portugal. O enquadramento paisagístico foi uma das premissas principais e das mais pensadas desde a fase inicial a nível de projecto. Uma característica muito presente em todos os projectos dos Spaceworkers, é a alusão a uma arquitectura vernacular e a forma como a mesma se desenvolve de forma clara e simplificada.

A arquitectura é constituída basicamente por paralelepípedos sobrepostos criando volumes e espaços cheios e vazios.

A luz artificial

Casas modernas por spaceworkers®

Os pisos são quase como blocos encaixados uns nos outros e onde os grandes vãos em vidro fazem entrar o exterior para o interior. Repare como a luz artificial muda por completo a maneira de como visualizamos esta obra de arte. Não foi por acaso que as fotografias fornecidas à nossa plataforma foram realizadas num final de dia, durante o lusco fusco, onde as cores do céu emolduram a casa que parece ter interiores de ouro.

Percebemos assim, como a luz interior pode, e neste caso influencia mesmo a atmosfera interior, criando aparentemente uma ideia de leveza gravitacional.

Os interiores

Corredores e halls de entrada  por spaceworkers®

Os espaços interiores caracterizam-se por serem fluídos e minimalistas. Foram pensados para um uso diário o mais simplificado e acessível possível. Esta perspectiva mostra-nos aquilo que parece ser, o andar dedicado aos espaços privados da casa – os quartos e respectivas casas de banho.

O espaço de banho

Casas de banho modernas por spaceworkers®

Um cunho pessoal dos Spaceworkers que marca de forma inovadora os seus projectos é tentarem sempre incluir emoções sensoriais, apelando à sensibilidade dos seus clientes. Pretendem mudar a forma como as pessoas encaram o espaço enquanto instrumento de comunicação, ordenando e intervindo de forma sentimental.

A casa de banho é de linhas muito simples e modernas. É habitada apenas pelo essencial. Mobiliário sanitário de formas simples que foram aplicados de modo suspensos e de forma embutida (caso do autoclismo). A bancada de lavatório é uma espécie de gaveta aberta. As paredes e tecto são brancas e o chão parece-se com cimento. Pela janela de formativo vertical entra a luz suficiente para iluminar de forma geral esta divisão privada.

O acesso

Corredores e halls de entrada  por spaceworkers®

O acesso ao piso superior, à zona mais reservada e privada da casa, faz-se através deste vão de escadas de cimento armado. A parede de fundo é forrada a madeira e as laterais apenas estucadas e pintadas. 

No piso inferior concentram-se as áreas de serviço da casa como salas, cozinha, dispensa, escritório..etc.

A ampla sala

Paredes  por spaceworkers®

Resumidamente, a habitação divide-se segundo elementos puros e vernáculos em 2 andares mais cave. Acaba por ser a junção de 2 andares, mais a zona da piscina e garagem. O andar superior, correspondente ao 1º piso refere-se à zona onde se situam os espaços privados da habitação e o rés do chão corresponde a todos os espaços públicos da casa, onde é super explorado a relação visual e física com o exterior.

A ampla sala é semi dividida com paredes que não fecham na totalidade o espaço. A luz que entra a toda a volta deve-se a toda a superfície em vidro que caracteriza este bloco transparente!

A lareira

Salas de estar modernas por spaceworkers®

A lareira ou recuperador de calor não foi um caso esquecido. Apesar de ser simplesmente um capricho visto todas as divisões serem equipadas com aquecimento central. Ainda assim, todos sabemos o poder e a companhia que uma chama e um ambiente mais acolhedor fazem num espaço. Se ficou com a ideia de adquirir um modelo moderno, veja este artigo.

A piscina..

Piscinas modernas por spaceworkers®

Na imagem ao lado, é possível observar um dos espaços exteriores. Este corresponde à piscina e aos espaços de lazer envolventes. A articulação entre cores e materiais é sensacional, e tal como uma das premissas definidas pelos arquitectos, capaz de despertar emoções sensoriais.  A piscina tem como característica ficar quase a 100% tapada e dentro deste paralelepípedo de madeira. Não deixa de ser engraçada a forma como o sol bate  e reflecte na água criando reflexos e jogos de luz. O design é leve e minimal tal como toda a arquitectura da casa complementando assim o conjunto com este espaço elegante.

.. em detalhe

Piscinas modernas por spaceworkers®

piscina de azul translúcido, o piso em deck e as luzes artificiais embutidas no tecto marcam o espaço, valorizando-o além de o iluminar durante a noite ou um dia mais escuro.

Se quiser ver todas as fotografias deste projecto, espreite aqui.

Não ficou com vontade de ter uma igual?
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!