As inúmeras vantagens de uma casa sustentável

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Pensar sustentável é pensar com responsabilidade social e ambiental. O conceito de casa sustentável ainda não está generalizado, mas para lá caminha. O planeta assim o pede e haverá uma altura em que a inevitabilidade é incontornável e fala mais alto do que a nossa vontade ou capricho. É, assim, altura de começarmos a informar-nos sobre as vantagens de construir uma casa ecológica, de nos desligarmos de soluções convencionais que empobrecem o planeta em termos de recursos e empobrecem-nos a nós pelos gastos que comportam. 

Neste artigo, encontrará alguns pontos importantes para compreender melhor como funcionam as casas ecológicas. E não nos esquecemos de referir as desvantagens. No entanto, verá que, feitas as contas, o “sim” a uma casa verde ganha.

O que torna uma casa sustentável?

Há vários factores que fazem de uma casa, uma casa sustentável. Importa, antes de mais, escolher materiais de construção de impacto mínimo, pouco poluentes e não tóxicos, conhecidos como “materiais verdes”. A casa deve gerar grande percentagem da sua energia, recorrendo, por exemplo, à energia solar, hidráulica ou eólica. O edifício deve tirar partido do contexto em redor, cooperando harmoniosamente com ele e sem destruir as suas qualidades. Neste sentido, deve ser considerado o local de construção do edifício. 

O sucesso de uma casa sustentável dependerá, também, da sua própria conduta enquanto indivíduo na sociedade. Plantar árvores e plantas, reciclar, gastar menos energia, comprar sensatamente para reduzir resíduos, usar produtos de limpeza sem químicos, usar electrodomésticos que consumam pouca energia, consertar torneiras que pingam, são algumas das coisas que pode fazer em casa para reduzir a sua pegada ecológica.

Vantagens

Para si e para o planeta, as vantagens de ter uma casa sustentável são muitas. Atire a primeira pedra quem não quer ter uma casa termicamente confortável, com menos gastos e que, ainda por cima, contribui para um estilo de vida mais saudável.

Numa casa sustentável, os custos de operação são menores, mesmo que os de investimento para a erguer sejam basicamente os mesmos que os de uma casa normal visto que a primeira requer algumas soluções especiais. Porém, o dinheiro que se investe a construir uma casa sustentável é recuperado pouco tempo depois visto que este tipo de habitação gasta muito menos energia do que uma casa convencional. 

As vantagens não se quedam aqui. A qualidade do ambiente numa casa sustentável é muito mais saudável. Nas casas sustentáveis, coloca-se ênfase no sistema de ventilação que funciona por via de diversas maneiras: passivamente, naturalmente ou mecanicamente. Este sistema de ventilação propicia ar filtrado e, por isso, mais limpo. Para além disso, durante a construção os materiais são escolhidos criteriosamente. Não são tóxicos, não irradiam gases, nem incluem compostos orgânicos voláteis o que é benéfico para a saúde dos ocupantes, sobretudo se tiverem doenças respiratórias.

Numa casa ecológica, os custos de manutenção são muito inferiores. Os edifícios sustentáveis não são pintados com tanta frequência visto que as matérias naturais não se decompõem tão rapidamente. O aspecto das casas sustentáveis é diferente e a sua raridade proporciona-lhes maior valor de mercado. 

Por fim, convém mencionar que, em alguns países, a construção de casas sustentáveis é incentivada pelo governo que dá aos seus habitantes bonificações.

Já agora, repare na fotografia deste projecto da Architectural & Design Studio. Como não adorar a casa da imagem? 

Desvantagens

Casas campestres por ÁBATON Arquitectura
ÁBATON Arquitectura

CASA TRANSPORTABLE ÁPH80

ÁBATON Arquitectura

Desvantagens? Também as há. Mas em menor número. Para que a casa beneficie da energia solar, deve ter uma orientação específica. Além disso, o edifício contem recursos reciclados que podem ser afectados pela humidade dos solos ou pelas circunstâncias naturais do ambiente em que a casa se insere. Estes edifícios requerem materiais específicos que podem não ser encontrados facilmente em algumas regiões. Alguns desses materiais podem ter que ser exportados o que eleva os custos. Se a casa dispuser de um telhado verde, então saiba que a escolha de plantas deve ser feita de forma muito rigorosa e a manutenção tem que ser frequente para que não se criem pragas.

Tipos

Há diferentes tipos de casas sustentáveis. Distinguem-se pelos materiais usados na sua construção. As mais conhecidas são as casas em madeiras recicladas ou certificadas e as casas de materiais utilizados como é o caso das paletes ou das casas contentor. Existem, igualmente, casas de bambu. O bambu é uma das plantas que mais cresce no mundo e pode ser plantado ao longo de todo o ano. Para além disso, trata-se de uma planta perene que fornece um material resistente. Entre outras, encontramos casas sustentáveis construídas com tijolos de lã – com um composto sustentável e não tóxico – que são mais fortes do que os outros tijolos e mais resistentes a um clima húmido e frio. A eles juntam-se os tijolos de terra comprimida (BTC) mais conhecido como tijolo ecológico – composto por solo, água e um pouco de cimento.

Custos

Como já mencionado, a construção de uma casa ecológica pode ter um preço semelhante à construção de uma casa convencional. No entanto, a longo prazo é muito mais vantajoso devido ao reduzido consumo de energia. Assim, deve colocar a seguinte questão: “o que é mais importante: o custo do imóvel ou o conjunto gastos mensais?” Pense em consciência, sem precipitações e seja inteligente. Não é por acaso que, num momento de crise financeira mundial, cada vez mais pessoas se têm virado para estas opções ecológicas, muito mais exequíveis em termos orçamentais. Assim, quando construir numa casa, não tome apenas em consideração se tem dinheiro para a fazer. Pense, também, se tem dinheiro para a manter. Aconselhe-se junto a profissionais para criar um projecto sustentável para si. Não se arrependerá.

Impacto

Terraços  por Designcubed
Designcubed

Courtyard House – East Dulwich

Designcubed

Pelo impacto ambiental mínimo, construir uma casa sustentável é uma questão de responsabilidade social num mundo que atravessa problemas ambientais graves e uma crise financeira acentuada. A degradação do planeta e a extinção de recursos aumenta a pobreza e, por conseguinte, as crises sociais. É, assim, muito importante que nos afastemos do convencional e comecemos a pensar mais à frente, designadamente no mundo que queremos deixar às futuras gerações. Dito isto, concluímos que os edifícios sustentáveis têm repercussões que vão além do meio ambiente. Eles provocam mudanças comportamentais e culturais fulcrais. Harmonize-se com o ambiente e se construir, pense verde.

Casas sustentáveis vs. casas normais

Em jeito de conclusão, diríamos que as casas sustentáveis são melhores em termos orçamentais não no que ao valor da construção diz respeito, mas sim de manutenção. Em relação às casas normais, são, assim, muito mais vantajosas. A isso junta-se o importante factor social e comportamental. Mudam-se os tempos, mudam-se as vontades e o mundo precisa que deixemos de pensar na casa normal, para começarmos a pensar na casa ideal para a nossa saúde e para as gerações futuras. Ainda que seja mais simples arranjar os materiais para as casas convencionais, vale a pena a aposta no ecológico até porque a generalização no que toca à construção das mesmas fará com que seja mais fácil encontrar as matérias-primas necessárias e os aparelhos específicos para o seu funcionamento a preços acessíveis.

O que pensa sobre as casas sustentáveis? Construiria uma? 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!