Uma casa de pedra acolhedora

Rita Paião – Homify Rita Paião – Homify
Google+
Loading admin actions …

A homify apresenta hoje o encantador projecto apelidado de ’Casa da Gente’, elaborado por Marina Linhares Decoração de Interiores especialmente para a Casa Cor 2015, no qual a escolha dos materiais de revestimento e a curadoria dos objectos mereceram melhor destaque. O projecto aborda e explora também conceitos como integração, convívio e funcionalidade. A Casa da Gente possui 70 m² de área construída e ainda um jardim com 95 m², aparecendo em primeiro plano, dando as boas vindas ao visitantes e proporcionando-lhes o contacto com as principais tendências do habitar.

O ponto de partida para Marina Linhares foi o de uma pequena casa que já existia no local e que apontava o caminho da simplicidade. Portanto, essa foi sua fonte de inspiração, resultando numa abordagem atenta aos elementos já existentes e valorizando a história do local. De acordo com a arquitecta, os ambientes sociais foram criados para promover o prazer do convívio, das longas conversas e dos momentos com amigos e à família. Além disso, ’a integração do ambiente é uma forma de trazer praticidade e funcionalidade ao dia-a-dia”. Para ela, o foco deve estar nas necessidades reais do cliente procurando um modo de viver acolhedor e natural. O projecto, explorou todo o potencial dos revestimentos para valorizar a essência da casa que já existia, com detalhes e imagens incríveis! Materiais como a madeira, contribuem para a atmosfera acolhedora e sofisticada dos ambientes.

Está preparado?

Fachada frontal

A fachada principal da Casa da Gente é marcada pela forma simples e tradicional da casa pré existente e pelas suas superfícies rústicas, revestidas a pedra. Obviamente, outra grande atracão do projecto é o jardim externo, com vegetação densa e exuberante, com predomínio de plantas de meia sombra, excepto a imponente árvore central, que faz sombra no jardim e contrasta com a escala pequena da habitação.

Esta conta ainda com amplas aberturas de folha dupla em madeira, que permitem a integração dos espaços interiores com o jardim.

Sala de estar com vista para o jardim

O interior é caracterizado pela integração espacial dos ambientes: sala de estar, sala de jantar, cozinha e jardim de inverno, e pelas cores neutras, provenientes dos materiais de acabamentos, mobiliário e objectos decorativos. O tapete de tear da By Kami realça a sensação de integração espacial e cria um ambiente aconchegante e requintado ao espaço.

Fica para relaxar?

Na sala de estar destacam-se os materiais naturais e os seus acabamentos. Além disto, as vigas estruturais em madeira no tecto conferem um charme especial ao ambiente, dando-lhe mais personalidade e um toque de tradição. A escolha do mobiliário e dos acessórios de estilos, períodos e materiais diferentes priorizou a fuga do óbvio. Objectos portugueses antigos, oriundos de antiquários convivem harmoniosamente com artigos contemporâneos, como as peças da nova linha Chuva para a Decameron, desenhada por Léo Romano. 

Sala de jantar

A escolha da sala de jantar segue a mesma lógica, fugindo do óbvio e enfatizando a funcionalidade e qualidade. Além da mesa de jantar oval, a sala de jantar conta ainda com um conjunto de cadeiras de madeira maciça de design elegante e candeeiros pendentes de cobre, que evidenciam a elegância e a sofisticação do ambiente.

Cozinha

A cozinha é composta por uma bancada de cimento. Os armários inferiores são em madeira de aspecto rústico e realçam o estilo campestre desejado na cozinha. Ainda assim, a cozinha conta ainda com prateleiras com iluminação em LED, que agregam praticabilidade e sofisticação à cozinha.

Entre espelhos

Na sala de estar, entre tantos recantos chamativos, além das imensas janelas com vista para os jardins circundantes, a composição de espelhos chama muito a atenção.

Desenhados pelo arquitecto Marcelo Alvarenga e pela artista plástica Susanna Bastos, os espelhos construídos em madeiras raras e com cordas de crina de cavalo, compõe juntos a parede de junto junto aos sofás.

Detalhe: móvel rústico de madeira

Nada passa despercebido neste projecto de decoração minucioso. Os armários, além de funcionalidade agregam um valor estético forte. O móvel de fundo, foi criado em madeira de pinheiro e apesar da sua rusticidade, o mesmo aparenta muito charme e elegância. 

Jardim de inverno

Um dos espaços mais atraentes e agradáveis desta casa é, sem dúvida, o jardim de inverno, integrado à zona de estar e interligado por uma ampla janela.

O espaço conta com uma vista privilegiada para o jardim, com muita luz natural onde as cores dos elementos têxteis e a cobertura em fibra sintética (feita a mão) da cobertura deste espaço confere ao ambiente uma atmosfera elegante e aconchegante.

Área de lazer

O jardim, cujo design contou com a colaboração do paisagista Rodrigo Oliveira, traz uma variedade de plantas tropicais que dão a impressão de estarem ali por acaso e pertencerem ao ambiente desde sempre. “É um jardim de meia sombra com bastante folhagem verde. O tom monocromático passa tranquilidade”, diz Rodrigo. 

Também aqui, uma lareira de chão e uma horta convidam ao aproveitamento do ar livre, reforçando o objectivo de Marina Linhares, ao fazer casas 100% aproveitadas por quem mora nelas. A horta sugere um estilo de vida mais romântico e saudável, no qual as pessoas cultivam, colhem e confeccionam os seus próprio vegetais e temperos.

Gostou desta casa? Deixe-nos o seu comentário!
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!