Escolha os melhores azulejos para a sua cozinha!

Sílvia Cardoso – homify Sílvia Cardoso – homify
Google+
Loading admin actions …

Os azulejos são uma peça de extrema riqueza histórica sendo, hoje em dia, cada vez mais utilizados em revestimentos, em acabamentos e até na decoração. A azulejaria surge enquanto elemento fundamental para criar jogos de cores e formas e para separar áreas consoante a sua função no caso de ter espaços abertos.

Utilizados, inicialmente, em cozinhas e em, casas de banho devido às características dos espaços, são hoje em dia, reinterpretados e redesenhados de forma a extravasar estereótipos – ou convenções – no que à sua utilização diz respeito. 

A utilização dos azulejos vai de encontro às suas necessidades e ideias. Em boa verdade, tudo parte do seu gosto pessoal e da sua vontade e imaginação para criar ou reforçar ambientes nos distintos espaços de sua casa. Todavia, para que utilize os azulejos de forma correcta e para que perceba um pouco melhor sobre tudo o que está à volta desta arte, nada como ler o artigo de hoje. 

No fim, vai ter ainda mais vontade de arregaçar as mangas e meter mãos à obra!

Escolher azulejos e as suas características

A escolha dos azulejos da sua casa dependem do estilo que pretende, da qualidade e, claro, do dinheiro que pretende gastar. Sejam quais forem as razões da sua escolha, existe uma enorme variedade de azulejos disponível para todos os gostos e carteiras. Entre os caros e os mais baratos vai, certamente, encontrar o que deseja. 

Dentro da variedade de azulejos existentes, pode optar por azulejos de  porcelana que são os de maior qualidade e mais caros ou pelos de cerâmica que são mais frágeis, mas mais baratos. Dentro destas duas famílias há ainda muito por onde escolher. Existem azulejos com vidrado ou sem vidrado que fazem do azulejo mais ou menos brilhante, resistente e impermeável; azulejos industriais que são finos e fáceis de cortar, sendo ainda de fácil substituição; azulejos artesanais mais irregulares e espessos e mais difíceis de substituir; tem, ainda, os mosaicos pequenos e de aspecto final diferentes e os azulejos curvos que facilitam a aplicação junto a parapeitos de janelas e painéis. Como concluirá, existe muito por onde escolher, por isso é só imaginar o espaço que quer criar, fazer as contas e pôr mãos à obra.

Como combinar o interior com os azulejos

LIVE - Restaurante e SPA Showroom LoveTiles: Cozinhas modernas por Ana Rita Soares- Design de Interiores
Ana Rita Soares- Design de Interiores

LIVE – Restaurante e SPA Showroom LoveTiles

Ana Rita Soares- Design de Interiores

Mais do que simples peças de revestimento, os azulejos são parte importante da decoração e merecem por isso especial atenção. 

Ao escolhê-los, deve ter em conta o estilo decorativo que prevalece em sua casa de forma a que os azulejos se integrem e não pareçam descontextualizados. Em algumas divisões pode até usar dois tipos de azulejos. Certifique-se, porém, de que não se anulam mutuamente e que juntos compõem um todo harmonioso. Os azulejos não têm, necessariamente, que ser minimalistas só porque o resto da casa é. Pode usá-los para criar um ponto de interesse e um contraste que faça sentido. 

Em Portugal, há azulejaria sublime. Abrace as raízes culturais do país e considere aplicar estes azulejos em sua casa. Diríamos que qualquer divisão lhes assenta, use-os sensatamente. 

Inspire-se no pormenor de azulejaria introduzido nesta cozinha projectada pelo atelier Ana Rita Soares – Design de Interiores. Quão elegante ficou o resultado? 

Quantos azulejos devo comprar?

Antes de revestir a sua parede ou chão com azulejos, deve ter a noção da quantidade de azulejos que necessita. Não convém ficar com partes da parede por revestir ou com os arrumos cheios de azulejos que sobraram no fim do trabalho. Assim sendo, para começar, deve definir as áreas que serão revestidas. Depois, deve medir o espaço e conhecer as medidas dos azulejos para descobrir a quantidade que precisa de comprar. 

Não existe uma regra universal que deva ser seguida em relação às áreas a revestir, mas há alguma dicas de especialistas que pode ter em conta: os azulejos são normalmente colocados nas áreas mais húmidas da casa como as cozinhas e os quartos de banho; devem ser colocados a partir de uma distância de 15 cm em relação ao chão e numa casa de banho a altura mínima a revestir deve ser de 1.50 cm. 

Antes das contas finais não deve esquecer que vai colocar azulejos em zonas que poderão não estar à vista como a parte de trás da banca ou do fogão, por isso convém mesmo calcular o tamanho da área no seu total. Depois de feitas as contas, acrescente mais 15% ao valor pois vai sempre precisar de recursos extra para recortes de zonas mais estreitas, acidentes de percurso e futuras reparações. Esta parte é muito importante. Se um dos azulejos se partir, pode não o encontrar à venda por ter sido descontinuado. 

Fazer os cálculos

T3+1 na baixa: Cozinhas rústicas por Obrasdecor
Obrasdecor

T3+1 na baixa

Obrasdecor

Façamos os cálculos. Tenha em conta o tamanho das peças que vai usar que normalmente variam entre quadrados e rectângulos. Depois de saber as medidas do espaço a revestir e as medidas das peças que vai usar, jogue com as duas de forma a que tudo encaixe na perfeição como um puzzle

Para que as coisas se tornem mais simples para si, há determinadas dicas que pode seguir como por exemplo usar peças rectangulares em espaços mais pequenos utilizando a parte mais longa na vertical o que torna mais fácil a utilização das peças, dando, ainda a percepção do pé direito ser maior. 

Em termos práticos, o cálculo que deve fazer é o seguinte: multiplicar o comprimento com largura, somando o desperdício – os 15% a que nos referíamos – ao resultado obtido. Depois da conta feita temos o total de azulejos que vamos precisar, ou seja, comprimento x largura + desperdício = total necessário. Simples e eficaz.

Escolher tamanho

O tamanho dos azulejos que vai usar em sua casa depende do tipo de desenho e padrão de cor que pretender criar. 

É certo que para espaços pequenos, os azulejos mais pequenos são mais fáceis de usar mas em espaços um pouco maiores a colocação torna-se morosa. Ainda assim pode conseguir um efeito bastante agradável esteticamente. Deve ter ainda em conta que num espaço pequeno, os azulejos grandes possam ser desproporcionais em relação ao espaço e à decoração criando um ambiente estranho e desconfortável. 

Deve, por isso, escolher bem os azulejos de acordo com aquilo que a sua casa pede de forma a criar um ambiente verdadeiramente acolhedor.

Qualidade

Quando decide utilizar azulejos para revestir espaços da sua casa, seja no chão ou na parede, deve-se assegurar que adquire azulejos de qualidade e não peças fracas e que se vão deteriorar com facilidade obrigando a constantes custos de substituição. 

Um bom truque para ter a certeza de que está a comprar azulejos de qualidade é o país de origem das peças. Os azulejos espanhóis, italianos, portugueses e árabes são, habitualmente, fabricados seguindo um elevado padrão de qualidade. São mais caros, é certo, mas vão durar muito mais tempo o que reduz a probabilidade de investimentos futuros.

Azulejos para o chão

Cozinhas mediterrânicas por MÓRULA

Os azulejos que vai colocar no chão de sua casa estarão constantemente expostos a efeitos nefastos provocados por agentes de desgaste. Devem, por isso, ser azulejos de maior resistência e durabilidade para que não tenham que ser permanentemente reparados ou substituídos. 

Tendo em conta que vai colocar o azulejo num sitio tão especifico como o chão deve ainda ter em conta que as peças devem ser resistentes a elementos como a água e devem ser fáceis de limpar. Hoje em dia, existem vários tipos de azulejos que são perfeitamente adequados ao chão de sua casa.  A escolha vai desde azulejos de porcelana, a vidro, passando pela pedra natural. Todos eles são de muita durabilidade, resistentes à água, assim como ao mofo e ao bolor. São, ainda, de fácil colocação e limpeza.

Dicas extra

A colocação de azulejos não é uma tarefa propriamente simples, mas há determinados passos a seguir que podem tornar a tarefa mais simples e menos custosa para si. 

Assim sendo, e para finalizar o artigo, deixamos algumas dicas que podem ser úteis para quando enfrentar este desafio. Antes de começar este trabalho de colocação de azulejos, deve ter sempre cuidado com os materiais que vai usar, saber que tem tudo o que precisa, que todo o material, desde os azulejos até as ferramentas usadas para a colocação, está em perfeito estado e que segue as normas de correcta utilização. 

Depois, devemos ter a certeza de que a superfície onde vamos aplicar os azulejos está limpa e sem qualquer tipo de detrito que atrapalhe o trabalho e a boa aderência da massa onde o azulejo vai assentar. Já durante o processo de colocação dos azulejos, deve utilizar ferramentas de auxílio que permitam a correcta distribuição das peças, usando por exemplo espaçadores para o correcto espaçamento dos azulejos. 

Por fim, e para que o serviço seja finalizado com qualidade deve isolar a área onde esteve a trabalhar de forma a que a massa possa secar correctamente e os azulejos fiquem bem presos. Verifique, igualmente, a qualidade da colocação e das peças pois o reajuste da obra deve ser feito o mais rapidamente possível. Agora sim, temos a certeza de que lhe dissemos tudo o que precisa de saber para colocar azulejos na sua casa.

Agora que já nos leu, diga-nos: este artigo foi esclarecedor? Já sabe que azulejos vai escolher para a sua cozinha? Comente aqui por baixo! 
Casas modernas por Casas inHAUS

Precisa de ajuda com um projecto em sua casa? Entre em contacto!

Encontre inspiração para casa!